Início » Demais assuntos » Documento vazado da Apple diz que 12 pessoas foram presas por vazamentos

Documento vazado da Apple diz que 12 pessoas foram presas por vazamentos

Por
23 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

A Apple não mede esforços para acabar com a prática de vazar informações à imprensa, mas parece que não está se saindo muito bem. Desta vez, um memorando distribuído aos funcionários para coibir vazamentos… acabou vazando.

O documento foi obtido pela Bloomberg e indica que 12 funcionários da Apple foram presos no último ano por conta dessa prática. Eles foram acusados de informar jornalistas sobre planos futuros da empresa.

Apple - Imagem por Associated Press

Ao todo, ela conseguiu identificar 29 pessoas, incluindo funcionários e parceiros de outras empresas. O documento parece apelar ao medo dos funcionários para fazer, ao menos, com que a prática se torne menos frequente.

“Vazadores não apenas perdem seus empregos na Apple”, diz o memorando. “Em alguns casos, eles são presos e levam multas pesadas por invasão de rede e roubo de segredos comerciais, ambos classificados como crimes federais.”

Para coibir o vazamento de informações, a empresa diz que jornalistas e veículos da imprensa não são amigos dos funcionários. “Embora possa parecer lisonjeiro ser abordado, é importante lembrar que você está sendo manipulado”, diz o documento.

Segundo a Apple, os vazamentos podem causar queda nas vendas, e permitir que concorrentes ofereçam algo parecido em menos tempo. “Queremos a chance de dizer aos clientes por que nosso produto é ótimo, em vez de isso ser malfeito por outra pessoa”, resume Greg Joswiak, executivo de marketing da Apple, no memorando.

Com informações: Bloomberg.

Mais sobre: