Há sinais de que a Amazon pretende começar a vender eletrônicos diretamente ao consumidor no Brasil: a empresa estaria alugando um armazém de 50 mil metros quadrados em São Paulo, negociando uma parceria ou compra da Via Varejo e se reunindo com fabricantes de produtos. Mas e a logística? A Amazon entregaria as compras por meio dos Correios? Ao que parece, a parceria será com a Azul.

Segundo a Reuters, a Amazon está negociando a entrega de pedidos no Brasil com a Azul Linhas Aéreas, um indício de que a loja está seguindo adiante com os planos de vender diretamente ao consumidor. Atualmente, a Amazon tem estoque próprio de livros e Kindles no país, mas deixa itens como eletrônicos, celulares, videogames e ferramentas a cargo de outros lojistas, no esquema conhecido como marketplace.

A Azul já trabalha com entregas de produtos vendidos por e-commerce, por meio da unidade de cargas Azul Cargo Express. De acordo com a companhia aérea, a rede “atende a quase 100 aeroportos e mais de 3.000 municípios brasileiros” e também envia as encomendas “ao mercado internacional, seguindo a expansão da malha aérea da Azul para países como Estados Unidos e Portugal”.

Já os Correios são obrigados a entregar em todos os 5.570 municípios do país, mas sofrem críticas por atraso nas entregas e extravio das encomendas. A Reuters afirma que a Amazon “está levando a sério a superação dos notórios desafios logísticos do país, incluindo estradas de má qualidade, problemas de segurança e um território nacional continental”.

Em outros países, a Amazon oferece serviços como entrega rápida sem custo adicional para assinantes do Prime, gerencia o transporte marítimo de mercadorias de vendedores chineses até armazéns nos Estados Unidos, e há rumores de que a empresa planeja criar um serviço de transporte próprio, passando a competir com as gigantes FedEx e UPS.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Agnaldo Souza

Até que enfím uma opção ao Mercado Livre covarde, que excluiu frete grátis para várias regiões do Brasil . Os fretes da Amazon qnd não são grátis , pelo menos são justos, contrário do M.Livre falido.

Klayton Sencine

Já estava mais que na hora de termos mais opções de comprar e de compras de empresas decentes, não dessas empresas que estamos alienados a marcas e produtos que eles querem nos vender. Que venha a Amazon e com tudo, pra mexer e derrubar se necessario esse mercado poluido!

ntanos_01

Custa caro e é lento mandar qualquer coisa para o Nordeste do país. E imagino como é frustrante para os nordestinos pagarem os fretes abusivos e esperarem 30 dias por qualquer compra no comércio eletronico com o produto sendo enviado do sul/sudeste. Espero que a azul junto com a amazon resolvam isso.

Marcos Rodrigues

Atacarejo ainda existe. Meio válida a monografia.

Marcos Rodrigues

Alibaba, Flipkart e Rakuten mandam lembranças

frekele

Seria ótimo se a Azul expandisse as entregas terrestres e contemplasse mais municípios, com isso eu passaria a ser cliente dela na mesma hora e deixando de lado o sucateado e péssimo Correios.

Burnerman_X

Não vai fazer frente com os Correios. A empresa de transportes da Azul foi criada com parceria dos Correios.

ial

@geraldo_lopes:disqus, aqui no meu interior da Bahia várias coisas que tenho comprado, de lojas diferentes, têm vindo por transportadoras e não pelos Correios.

Eles estão "quarterceirizando" a entrega:
1 - A loja contrata uma transportadora grande que traz do Sudeste para Salvador de avião;
2 - De caminhão ela traz ou entrega a outra transportadora, que leva até Feira de Santana;
3 - Essa passa pra outra trazer até CG ou até o destino final (num Uno sem o banco de traz);
4 - Ou passa novamente para motoristas regionais (até um cara de moto topado de caixas na frente e atrás) finalmente entregarem aqui.

No final você nem sabe quem tá lhe entregando e a transportadora que tá na nota já largou o pacote dias atrás. Tem chegado, mas em alguns casos não têm sido mais rápidos que os Correios (nem mais lento). Outros até têm sido bem rápidos.

Ainda tem a questão de várias das grandes do Brasil terem aberto centros de distribuição no Pernambuco.

Igor Menezes

Excelente notícia...temos que expandir isso, único jeito são as empresas privadas, chega dessa escravidão dos Correios, que sempre ATRASA em todos os sentidos.

PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

Sei não, correio coloca 60% de imposto em cima e estão pegando praticamente tudo, fora o custo alto de frete, se você olhar as coisas que estão sendo vendidas lá estão com muito menos de 60% em cima do preço dos EUA.
Se você for um bom vendedor e vender coisas que dão uma boa margem de lucro, você pode viajar 4 a 5x ao ano buscar as coisas, o lucro paga sua passagem fácil, tem gente que vive de vender roupa assim, e tá sempre viajando.

PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

Não, só tinha o celular na mão... mas gosto de plane spotting e escutar frequências aéreas

johndoe1981

Ri alto da entrega realizada por um Chevette xD mas o importante é chegar a encomenda intacta e no prazo, nem que seja de camelo.

johndoe1981

Dá neles, Amazon!

Leandro Nascimento

Boa Bezos... chega pá nóis bão!

Rafael Hoff

Sim, exatamente. Chegam no prazo, não utilizam Correios e o frete é barato. Mas no meu caso, minha cidade não é interior, não sei dizer se funciona em cidades menores, que aí os Correios entregariam bem ou mal, mas entregam.

Exibir mais comentários