As fabricantes de smartphone estão tentando vender smartphones mais caros em um mercado no qual os lucros são dominados por Apple e Samsung.

Uma tendência que elas vêm seguindo é o “smartphone gamer”. Em vez de chip gráfico dedicado, temos aqui uma tela grande, boas especificações e um visual chamativo. Essa é a receita seguida pelo Razer Phone e pelo Xiaomi Black Shark.

O novo Nubia Red Magic faz o mesmo, e seu principal destaque está nas luzes LED na traseira. Era o que você queria, certo?

Sim, pela primeira vez, você terá uma faixa de luzes na traseira do smartphone que consegue gerar até 16 milhões de cores, e 4 efeitos diferentes de iluminação.

Por dentro, o aparelho tem um processador Snapdragon 835 (mesmo do Razer Phone), 8 GB de RAM LPDDR4X, e 128 GB de armazenamento sem suporte a microSD.

Há um sistema de resfriamento por convecção de ar, composto por três camadas de grafite e três aberturas na traseira. Além disso, o corpo de alumínio é revestido com materiais que absorvem calor.

O Red Magic roda Android 8.1 Oreo com algumas personalizações. O GameBoost, por exemplo, retira outros apps da memória “para fornecer taxas de quadros mais altas”.

A tela de 5,99 polegadas tem resolução Full-HD+ (1080 x 2160 pixels) e proporção 18:9, mas foge da tendência do “notch”.

A câmera traseira usa um sensor de 24 megapixels da Samsung com abertura f/1,7 e estabilização eletrônica de imagem. Ela consegue gravar vídeo 4K a 30 quadros por segundo, e slow motion em HD a 120 fps. A câmera frontal, por sua vez, tem 8 MP.

Temos aqui uma entrada tradicional para fone de ouvido, um conversor digital-analógico (DAC) para “uma experiência de som estéreo mais imersiva”, além de DTS Technology e um sistema Smart Amplifier.

A bateria de 3.800 mAh é recarregada pela porta USB-C. São 9,5 mm de espessura e 185 g.

O Red Magic será lançado via uma campanha de crowdfunding no Indiegogo, a partir de 26 de abril, a partir de US$ 399.

O aparelho é feito pela Nubia, que já foi uma subsidiária integral da chinesa ZTE; agora, ela é dona de 49,9% da empresa.

Com informações: SlashGear.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Marcos Guilherme

Realmente kkkkk!

Edley Santana 

Eu queria entender o porquê de todo o acessório gamer ser cheio de LEDs... Por que as empresas insistem em coisas que ficam acessas ou piscando? Custa fazer algo que não tenha tudo isso?

hamster

Até porque isso nem é modinha, é só ridículo mesmo

hamster

Sem querer ser polêmico, mas quer um celular com melhor processador e melhores jogos? Pegue um iPhone.

Léo Oliveira

Nem tanto, Snapdragon 835 é do ano passado. Existem flagships de 2017 que já estão alcançando essa margem de preço.

TomISO9001

Especialmente pelo preço.

Keaton

Fico curioso pra saber que tipo de jogo/app que requer esse hardware para justificar o preço...

(exceto o emulador de Wii/GCN)

AM urbano

PUBG Mobile tem tudo que tem na versão de PC e roda melhor

AM urbano

To achando que a bandeira do movimento LGBT é na verdade a bandeira do movimento Gamer

Carlin

Isso é a coisa mais ridicula que alguma "fabricante" já apostou! HAHAHAHA daqui a pouco a Asus lança alguma coisa parecida com isso HAHAHAHAHAHAHAHA

Felippe

Núbia tem meu respeito, originalidade, isso sim, sem seguir modinhas ridículas de outras fabricantes

Maicon Bruisma

Eu deixaria o Led desligado, pq não achei agradável. Quanto ao resto sim, adorei o design principalmente os detalhes como o formato hexagonal do leitor de digitais e câmera. Pelo preço o hardware está excelente.

Matheus

emuladores?

Paulo Oliveira

Não preciso, mas eu queria esse smartphone kkkkkk

Paçaro

Sim, pior que o design ficou bacana até.

Exibir mais comentários