A Asus lançou nesta quarta-feira (25) o Zenfone Max Plus (M1), um smartphone intermediário com foco em duração de bateria. Anunciado originalmente em dezembro, ele é o primeiro aparelho da marca com tela 18:9, o que permite trazer um painel de 5,7 polegadas em um “corpo compacto que equivale a um smartphone de 5,2 polegadas”.

Por dentro, o Zenfone Max Plus tem processador octa-core MediaTek MT6750T de 1,5 GHz, 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento, com possibilidade de expansão. A bandeja de cartão de memória tem espaço para dois chips de operadora e um microSD ao mesmo tempo. A bateria é de 4.130 mAh e tem suporte a carregamento reverso, permitindo usar o smartphone como um power bank para outros gadgets.

A tela é uma IPS LCD de 5,7 polegadas com resolução de 2160×1080 pixels e ocupa boa parte da frente do dispositivo, mas ainda há bordas relativamente generosas em cima e embaixo do display. Com isso, o leitor de impressões digitais foi parar na traseira — no entanto, a Asus também aposta em uma tecnologia de reconhecimento facial, menos segura, para desbloquear o aparelho.

Como de costume na Asus, a câmera traseira é dupla, com sensores de 16 e 8 megapixels, sendo que esta última possui uma lente grande angular de 120 graus para tirar fotos mais abertas. A câmera frontal tem resolução de 8 megapixels.

Com Android 7.0 Nougat (boo!), o Zenfone Max Plus já está sendo vendido na loja da Asus por R$ 1.399, nas cores preto, prata e dourado.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Hygor

Bem vindo ao Brasil Jovem

Land

Era só o Helio X20 a X25.

Daniel Zye

R$1400 num zenfone com mediatek de 1.5ghz ou num Galaxy S7?

Breno Ribeiro

Já passou da hora

LemmiNoW

eles chegam lá e falam assim " eles n ligam pra isso, lança essa coisa aqui que é pior e que ninguem quer"

Adilson Dos Santos

Sigo a ASUS, desde o primeiro, apos o 4selfie, desisti vergonhoso. Agora estão vindo com processador da Mediatek. É vergonhoso. Basta de experiências vagaba. Vão fazer teste com porcarias na China. Vou partir para o Oneplus 5T. Este é um aparelho.

Felipe

Na boa... Ver um cara com celular rodando Windows num curso relacionado a TI... O cara merece DP direto...

Felipe

Tá na hora do boicote!

Felipe

Só lembrando que a Asus não trouxe o M1, pura e simplesmente, por não ter vontade.

Felipe

Dá até raiva de lançarem aquela beleza e não trazerem para cá... Estava pesquisando um celular novo, quase pegando o Zenfone 4, mas desisti depois desta...

Ficam subestimando nosso mercado... Ei Asus, aqui se compra iPhone também filha... No caso, eu não compro, mas muitos compram hehe..

Diogo Mendes

Fala que na sua graduação na área de TI, vc não encontrou gente fanático com a Microsoft ? O notebook dele so usava Windows, seu celular era um lumia com o Windows phone e sua linguagem de programação favorita era C# !! Na minha turma que formou metade da turma tinha Lumia os outros Motorola. Produtos da Asus era só Notebooks.

Mickão

Não só por isso, até porque não sou tão contrário assim a uma interface proprietária, contanto que seja bem feita (vide Samsung Experience dos aparelhos mais recentes). O Zenfone Max Pro tem um processador mais confiável, bateria, tela, Android mais recente e provavelmente câmeras melhores.

Mickão

Idem aqui. Decepção hard.

dmsa2

Meizu M6 Note com pouco menos de bateria, mais RAM, entre outras coisas e mais barato...

Enfim... ASUS nunca mais (além de serem os que mais demoram para atualizar o OS)

Diego G. de Lima

Entendi.

Exibir mais comentários