Início » Celular » WhatsApp Beta libera ferramenta para baixar dados do seu perfil

WhatsApp Beta libera ferramenta para baixar dados do seu perfil

Por
1 ano atrás

Uma nova lei de privacidade na Europa, chamada GDPR, torna obrigatória a portabilidade de dados online. Por isso, diversos serviços — incluindo o WhatsApp — estão criando ferramentas para baixar seu perfil.

Você já pode acessar essa ferramenta no Android se estiver usando a versão mais recente do WhatsApp Beta (2.18.128). Ela funciona no mundo inteiro, não só na Europa.

Funciona assim: vá em Configurações > Conta > Solicitar dados da conta e toque em “Solicitar relatório”. Ele ficará disponível em até 3 dias. No meu caso, demorou apenas algumas horas até eu receber uma notificação dizendo “o relatório de dados da sua conta está disponível”.

Ao seguir novamente o caminho Configurações > Conta > Solicitar dados da conta, você verá a opção “Baixar relatório”. Quando o download terminar, toque em “Exportar relatório”. É possível salvar o arquivo ZIP no dispositivo, ou enviá-lo para outro app.

O que tem nesse relatório? São dois arquivos. O primeiro, access.html, pode ser aberto no seu navegador, e traz uma tabela com algumas informações relevantes.

Isso inclui, entre outros:

  • os números de telefone de seus contatos no WhatsApp;
  • grupos dos quais você participa;
  • sua foto de perfil;
  • quem pode ver quando você esteve online pela última vez (todos, meus contatos, nenhum);
  • quem pode ver sua foto de perfil (todos, meus contatos, nenhum);
  • quem pode ver seus WhatsApp Status, ou “stories” (meus contatos, meus contatos exceto…, compartilhar somente com…);
  • se a confirmação de leitura (✓✓ azul) está ativa;
  • a lista de contatos bloqueados;
  • a marca e modelo do seu celular, sistema operacional e versão.

Além disso, você pode ver se está compartilhando dados com o Facebook. Essa opção apareceu para todos os usuários em 2016, quando os termos de serviço do WhatsApp foram alterados. (Ela também surge caso você crie uma nova conta.)

O segundo arquivo, portability.json, está no formato Notação de Objetos JavaScript. Ele basicamente repete algumas informações do relatório em HTML: tem sua lista de contatos, de grupos, e não muito mais que isso.

Eu tive que abrir o arquivo no Bloco de Notas e copiar os dados para um visualizador; usei aqui o JSON Editor Online. (Tentei importar o arquivo diretamente para outro serviço, mas deu erro.)

E as mensagens? Elas não estão incluídas no relatório porque, segundo o WhatsApp, não ficam em seus servidores, e sim no dispositivo do usuário.

Além disso, já era possível exportá-las há anos. O limite é de 10 mil mensagens mais recentes (ou 40 mil, se você optar por não incluir fotos, vídeos e voz) para caberem como anexo. Elas são enviadas por e-mail em formato .txt.

Com informações: WABetaInfo.

Você pode se interessar também

Mais sobre: ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.