Este mês, a Malásia aprovou uma lei criminalizando as “fake news”. Os infratores podem levar até seis anos de prisão e multa de até 500 mil ringgit, o equivalente a R$ 440 mil. Mas dá para confiar quando o governo decide o que é verdade ou não?

Com base na nova lei, um dinamarquês foi condenado por criticar a polícia da Malásia de forma imprecisa em um vídeo no YouTube, segundo a Reuters.

Salah Salem Saleh Sulaiman acusou a polícia de demorar 50 minutos para responder a um tiroteio na capital, Kuala Lumpur, que matou o palestino Fadi al-Batsh. No entanto, o inspetor-geral Mohamad Fuzi Harun disse que, em seus registros, um carro de patrulha chegou ao local após oito minutos.

Por isso, Sulaiman foi multado em 10 mil ringgit (R$ 9 mil), mas vai passar um mês na cadeia porque não pode pagar. Ele se declarou culpado, disse que o vídeo foi postado em um “momento de raiva”, e pediu “desculpas a todos na Malásia, não apenas à polícia”.

A nova lei, chamada Anti-Fake News Act, é preocupante por ser bastante vaga. Ela define fake news como “qualquer notícia, informação, dado ou relato que seja total ou parcialmente falso, seja na forma de texto, imagens ou gravações de áudio, ou de qualquer outra forma capaz de sugerir palavras ou ideias”.

Esta lei vale para a mídia tradicional e também para qualquer usuário de redes sociais, não importa se criou o rumor ou se está “apenas repassando”. Ela se aplica inclusive para estrangeiros e pessoas fora da Malásia, se um cidadão do país for afetado.

Se você for bem otimista, pode ver essa lei como uma tentativa de obrigar as pessoas a compartilhar informações com mais cuidado. No entanto, cabe o governo da Malásia decidir o que é fake news — e há um forte interesse em censurar oponentes.

Foto por terajuofficial/Flickr

Najib Razak, primeiro-ministro da Malásia

O primeiro-ministro Najib Razak está envolvido em um escândalo que desviou pelo menos US$ 4,5 bilhões usando um fundo estatal de investimento chamado 1MDB.

Segundo o New York Times, alguns veículos da mídia que cobriram o assunto foram censurados ou fechados. Políticos e escritores foram acusados de crimes como difamação e insubordinação. E o procurador-geral que investigava o caso foi demitido.

Por isso, membros da oposição política dizem que o Anti-Fake News Act servirá para restringir a liberdade de expressão. Ativistas temem que a nova lei possa ser usada para criminalizar opiniões críticas ao governo. Uma eleição geral está marcada para 9 de maio, e Razak está concorrendo ao cargo pela terceira vez.

A empresa de mídia Mkini Dotcom entrou com uma ação para que o Anti-Fake News Act seja declarado inconstitucional por violar a liberdade de expressão. Mas outros países, como Cingapura e Filipinas, estão preparando leis semelhantes contra notícias falsas.

No Brasil, um projeto de lei quer tornar crime o compartilhamento de notícias falsas na internet. Ele foi proposto no ano passado, mas ainda segue na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI) da Câmara. Em março, o deputado Jovair Arantes (PTB/GO) pediu urgência urgentíssima para a tramitação deste PL.

Não acredite em seus olhos

Quem é culpado pela disseminação de notícias falsas na internet: as pessoas que compartilham tudo sem checar a veracidade das informações ou as empresas de tecnologia? Facebook e Google estão desenvolvendo tecnologias para que a verdade volte a reinar, seja com algoritmos de inteligência artificial, seja com a ajuda de humanos que fazem trabalhos independentes de verificação de fatos.

Debatemos o assunto no Tecnocast 059. Dá o play e vem com a gente!

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

DanielBastos

Eu argumento como alguém que se baseia em fale news enquanto demonstro que, no imóvel citado, existe de fato um elevador, diferente do que define o articulista.

Claro filho... Claro......

linuxuser5000

Retórica casantiva é util

Mendonza

Mais um "isento". Depois que a panelada não deu certo, aparece um monte de "isento". Não me importo com o que vc acha da sua direita que te decepcionou. Vc ainda argumenta como um sujeito qualquer que se pauta por fake news.

DanielBastos

Eu tenho um lado. O meu.

Quando falo dessas mentiras que o PT espalha (como a inexistência do elevador, repetidas por Gleise e
Boulos), sou classificado como coxinha.

Quando falo das burrices e sexismos que o bondoso fala, sou classificado como petista.

Antes me incomodava, agora nem ligo mais. O que me incomoda de verdade é mentira.

Esses dias tava numa roda desmentindo uma mentira que falaram sobre o Temer. Existem milhões de verdades para se falar mal dele, mas alguém recebeu uma mentira sobre o índice de desemprego via WhatsApp e a gente tava discutindo por isso.

Não, não gosto de nenhum deles. Mas mentiras não deixam de ser mentiras por isso.

Obs: discussao no bom sentido.

Mendonza

Vc tenta parecer tão imparcial pesquisando, apontando indícios, estudando, discutindo mas não consegue ver jogo político nessa questão toda. Até uma porta cheia de cupim consegue perceber. Mas enfim, seletividade é escolha, né.

Mendonza

Retórica cansativa, véio.

linuxuser5000

Sempre os esquerdopatas partem para agressão gratuita quando veem suas falácias serem expostas.
Eu apenas discordei de suas ideias porque são perigosas e assassinas, você pode dizer quando eu te ofendir gratuitamente ?

DanielBastos

Nao vi. Bastante raro ler veja (ou mesmo ver o site).

Pesquisando agora, tô supondo que seja uma matéria que fala da venda, com fotos de divulgação.

Mas tem o vídeo linkado aí em cima do UOL. Que prefiro ao invés de fotos isoladas pq vc pode olhar pra todos os lados. E bate muito bem com a descrição do Ministerio Público.

Mendonza

Cara, nem rola dar moral pra esses tipos. Ou eles são burros ou têm má fé. simples.

Mendonza

Cara vc é doido? Viu as fotos do triplex que a Veja divulgou e se viu obrigada a deletar? Não tem absolutamente nada a ver com o que MTST descreveu.

Mendonza

Tomou seu banho de sol no hospício hj? Daqui a pouco é hora da sopa, remédio e cama. Nada de internet por hj.

linuxuser5000

Pra esquerda a verdade e a justiça sempre foram e sempre serão 'bobagem" porque pra eles pela sua ideologia vale tudo, a esquerda é muito competente e especialista em escravizar a população e joga lá na miséria, e prática assassinatos em massa através de execuções, fome e trabalhos forçados isso é histórico, pra esquerda "botar medo em gente ignorante" e simplesmente falar a verdade e denunciar o seus crimes e o seu projeto de poder assassino, pra quem é um seguidor dela por ignorância ou canalhice e defende a sua ideologia fracassada e assassina vai sempre querer taxar quem comete o que eles consideram um crime que é falar a verdade de "idiota", "cientista político" ou "não faz ideia do que fala".

linuxuser5000

Tá explicado como funciona a mentalidade esquerdista que para defender a sua ideologia fracassada e assassina vale tudo, inclusive ignorar provas que comprovam que um presidiário chefe de quadrilha praticou crimes, mas pra quem diz que: "não houve "reforma" nenhuma, e não existe "elevador privativo"", ignora as provas é o de menos, este é um exemplo claro do que a esquerda defende que é somente o seu projeto de poder vermelho, pra ela o único bandido é o cidadão de bem que quer justiça.

Mendonza

ahuhauah Quanta bobagem. A direita é incompetente. Isso é histórico. Só sabe botar medo em gente ignorante. Vc é só mais um idiota que fica por aí pagando de cientista político, mas não faz ideia do que fala.

DanielBastos

A caixa vai pelo dono documental. Assim como vc é eu em qualquer caso. Se o dono é só um laranja, a caixa nao tem como saber. A caixa olha documento, nao é polícia pra investigar até a alma das transações. Vc quando compra/aluga alguma coisa investiga o passado do item? Eu nao. Nem tenho como fazer. Duvido que a caixa também o tenha.

Hoje, por causa da invasão do MTST tô mais do que convencido que esses pedidos de vistoria eram apenas pra ganhar tempo. O que ali tem a mínima chance de ajudar na defesa? O AP é o descrito.

E o termo "atos indeterminados" parece dar uma ideia errada do que representa. Apenas é indeterminado pq, dentro do conjunto de vantagens ilegais, qual foi o exato fato que gerou o dinheiro pro apartamento.

Exibir mais comentários