Início » Computador » As melhores (e piores) marcas de notebooks

As melhores (e piores) marcas de notebooks

Por
16 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Todo ano, o Laptop Mag publica um ranking das melhores fabricantes de notebooks, levando em consideração aspectos como avaliações técnicas, suporte, garantia e custo-benefício. A edição de 2018 mostra que a Lenovo se saiu melhor pelo segundo ano consecutivo, enquanto a Apple, que perdeu a liderança no ano passado, continua despencando.

Algumas marcas se saíram melhores que outras em certos quesitos. A Lenovo foi bem devido aos reviews positivos de seus produtos, como o ThinkPad X1 Carbon, obtendo 38 dos 40 pontos possíveis. Mas a Asus ganhou em design (15 de 15 pontos), a Apple foi melhor em suporte (19 de 20 pontos), a Dell se superou em inovação (9 de 10 pontos) e houve empate entre Acer e Asus (15 de 15 pontos) no custo-benefício.

Este é o ranking:

  1. Lenovo (86 pontos)
  2. HP (85 pontos)
  3. Dell (82 pontos)
  4. Acer (81 pontos)
  5. Asus (81 pontos)
  6. Microsoft (77 pontos)
  7. Apple (72 pontos)
  8. Razer (70 pontos)
  9. MSI (67 pontos)
  10. Samsung (67 pontos)

A maior queda nos últimos anos foi a da Apple: a empresa ficou em primeiro lugar no ranking em 2013, 2014, 2015 e 2016, mas despencou para sexto lugar em 2017 e caiu mais uma posição em 2018. O Laptop Mag diz que a Apple “não fez nada para inovar ou mesmo aprimorar seus produtos no ano passado”, criticando a necessidade de adaptadores e das opções limitadas de MacBooks, todos de US$ 999 ou mais.

Por outro lado, a Microsoft é a empresa que mais cresceu: estava em décimo lugar em 2017 e agora subiu para a sexta posição. Ela ganhou pontos pela boa qualidade da linha Surface e pelos formatos inovadores, mas perdeu por oferecer hardware desatualizado em notebooks menos caros e por ter um suporte aquém do esperado, tanto no telefone quanto na web.

Você pode ver o ranking e a metodologia completa nesta página.