A Cambridge Analytica vai fechar as portas. Especializada em análise de dados, a companhia não conseguiu resistir à pressão da denúncia de uso indevido de informações de milhões de usuários do Facebook para fins políticos. O assunto ganhou proporções tão grandes que o nome da companhia passou a ser usado para descrever o próprio escândalo.

Cambridge Analytica

O assunto veio à tona em março, quando New York TimesThe Observer (braço do The Guardian) publicaram uma extensa investigação indicando que a Cambridge Analytica usou um aplicativo de teste psicológico para coletar dados de pelo menos 87 milhões de usuários, principalmente norte-americanos.

Esses dados teriam sido usados posteriormente para manipulação política. A Cambridge Analytica teve entre seus clientes o presidente dos Estados Unidos Donald Trump e, aparentemente, até grupos ligados ao Brexit.

A empresa surgiu em 2013 como um serviço de análise de dados do SCL Group criado para fins comerciais e políticos. Mas tudo indica que as atividades da Cambridge Analytica eram direcionadas predominantemente à última categoria. Além da sua sede em Londres e filiais nos Estados Unidos, a companhia chegou a ter escritórios em países como Malásia e Brasil.

Uma fonte próxima à Cambridge Analytica informou ao Wall Street Journal que a decisão de encerrar as operações têm como base a perda de clientes que a empresa teve depois da denúncia, o que não é surpresa: nenhuma personalidade política ou corporação quer ter seu nome associado a um escândalo tão grande. Problemas legais relacionados ao caso também estão entre os motivos.

Alexander Nix, CEO da Cambridge Analytica (Foto: BBC)

Alexander Nix, CEO da Cambridge Analytica, foi afastado após a controvérsia

Em comunicado, a empresa diz que “ao longo dos últimos meses, a Cambridge Analytica foi alvo de inúmeras acusações infundadas e, apesar dos esforços para corrigir as alegações, foi difamada por atividades que não são apenas legais, mas também amplamente aceitas como componente padrão da publicidade online”.

O fechamento é imediato: os funcionários da Cambridge Analytica foram orientados nesta quarta-feira (2) a entregar os equipamentos cedidos pela companhia. O SCL Group também vai descontinuar as suas operações.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rasputin 38

Não dizem que Big Data é o futuro?

Como esperam receber dados? Entregando questionários de porta em porta?

Caleb Enyawbruce

A empresa não foi fechada pela UE. E nem tem lógica impedi-los de abrir outra, porque este não é o problema (abrir empresa qualquer um abre, isso não é crime). Porém, logicamente, vão ficar em cima e assim que derem o primeiro vacilo, cairão novamente. Mas essa raça não desiste fácil, infelizmente: vão melhorando suas técnicas fraudulentas a cada nova empreitada.

Anakin

Fica a minha dúvida, a UE é tão chata, será mesmo que eles conseguem abrir outra empresa com outro nome? Acho bem complicado, a UE fica em cima, não é igual o governo brasileiro. Pelo menos eu penso assim né, vá saber

Pedro do Caminhão

É fechar e reabrir com outro nome, igual balada!

leoleonardo85

Certamente daqui uns meses eles voltam com outro nome

Eduardo Braga

Exatamente. Dá raiva só de pensar

Renan

Fiquem de olho na Stanford Analytica

LemmiNoW

como é legal esse mercado né ?

DeadPull

Faliu? Que se **** pra lá. Não vai fazer a menor falta.

Jeffrey Sinclair | ᴳᶤᶻᴾʳᵉᵐᶤᵘᵐ

Legal, eles fecham essa empresa, ficam com as informações e modelos obtidos, abrem uma nova empresa em nome de um laranja e pronto! Mais uma garantida de sucesso e dinheiro fácil.