Nesta sexta-feira (4), a empresa Neon S/A sofreu liquidação extrajudicial após um decreto do Banco Central, acusada de “graves violações às normas legais e regulamentares”. Ela já foi conhecida como Pottencial.

Em comunicado no Facebook, a Neon Pagamentos tenta esclarecer o assunto, dizendo que “sua conta continua ativa e em breve você poderá voltar a usá-la normalmente”.

Para entender o caso, primeiro é preciso saber a diferença entre a Neon Pagamentos — que oferece a conta corrente gratuita — e a Neon S/A, que atuava como banco parceiro.

Neon Pagamentos vs. Neon S/A

Em 2016, uma startup chamada Controly fez uma joint venture com o então Banco Pottencial. Ela mudou de nome para Neon Pagamentos; e o banco passou a se chamar Neon S/A.

“A marca Neon pertence à Neon Pagamentos. Emprestamos ao Banco Neon durante o período do acordo operacional entre as empresas, para não gerar confusão entre os clientes”, explica Pedro Conrade, fundador da startup, à Folha.

Para manter as contas digitais, a Neon Pagamentos precisa de parceria com uma instituição financeira autorizada pelo BC. Só que a Neon S/A foi liquidada porque tinha patrimônio líquido negativo, e não fazia os controles necessários para prevenir lavagem de dinheiro.

Ou seja, a Neon Pagamentos vai precisar de outro parceiro. Até lá, o acesso à sua conta permanecerá instável.

“Não temos nenhuma preocupação em relação a achar um banco parceiro, deve ter umas 300 mensagens de apoio, de donos de empresas, de bancos, pessoas do mercado. Eles sabem que somos sérios, não fizemos nada de errado”, diz Conrade à Folha.

A startup anunciou na quinta-feira (3) que recebeu um aporte de R$ 72 milhões “destinado ao futuro crescimento da empresa”.

Instabilidade

No comunicado, a empresa diz que “seu dinheiro em conta continua disponível para saque e compras por meio do cartão físico de débito”.

Eu sou correntista do Neon. Tentei fazer saques hoje à tarde, sem sucesso. O caixa do Banco24Horas dizia que “houve uma falha na comunicação com sua instituição financeira” e não realizava a transação. Diversos usuários do Twitter passaram pela mesma situação.

A empresa também diz que “alguns serviços do aplicativo estão temporariamente indisponíveis”. Isso inclui envio e recebimento de transferências, pagamento de contas, Objetivos (investimentos) e recarga de celular.

No entanto, eu simplesmente não consigo fazer login. Aparece a mensagem “serviço indisponível, no momento estamos fora do ar”. O cartão de crédito Neon, lançado recentemente sem cobrança de anuidade, “também está instável no momento”.

Além disso, por determinação do BC, o site banconeon.com.br não dá acesso à sua conta, exibindo apenas o decreto que liquidou o Neon S/A. Isso deixou os clientes mais confusos, e mais preocupados.

Contas não serão afetadas

O BC diz em nota que “as irregularidades encontradas na Neon S/A não estão relacionadas com a abertura e movimentação de conta digital ou com a emissão de cartões pré-pagos”. Essas atividades são responsabilidade da Neon Pagamentos.

Os 600 mil clientes da Neon Pagamentos não serão afetados pela liquidação extrajudicial da Neon S/A. Ou seja, seu dinheiro não entrará na massa falida do banco.

Por sua vez, as mil contas correntes do antigo Banco Pottencial — que atendia principalmente pequenas e médias empresas — vão passar por uma verificação de saldo, para que o valor seja restituído aos clientes afetados.

O saldo será coberto pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito), que protege clientes de banco em casos de falência, liquidação extrajudicial ou insolvência. Ele permite recuperar até R$ 250 mil por correntista.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Marcus Araújo

Pergunte pq os usuários do Nubank preferem o Nubank, por exemplo, mesmo não tendo a menor taxa de juros do mercado e aí depois volte aqui pra discutir o que os usuários estão buscando.

E nem adianta falar de atendimento, pois quem tem Nubank sabe que nesse ponto já deixam tanto a desejar quanto qualquer outro cartão de crédito/banco digital.

E no mais, não é demérito nenhum por parte da empresa conquistar usuários tendo um app bonito e funcional. Burro é de quem escolhe banco só por isso e não observa o que deve ser observado ao escolher um banco (como não fizeram com o Neon, alias).

Fellipe Tavares

pffffffff... já começou o comentário falando merda. Gente, Marcus Araújo, o especialista, garante que muitos escolheram o banco porque o app era bonito. #pelamor

Rose Ferreira

Não confio em banco com tudo grátis uma vez pegaram nota falsa minha no banco já tem uns 3 anos nunca devolveram foi pra análise do bc imagina Essa a contas vai demorar muito pra reaver o dinheiro

Jairo ☠️

Boa sorte aos correntistas

Marcus Araújo

Não sei quanto a você, mas eu sempre controlei os meus gastos no cartão e no banco antes mesmo de existir smartphones (aprendi com os meus pais, que já me colocavam como dependente do cartão deles). Nunca foi um problema saber qual o melhor dia de compras e quanto viria a fatura mais ou menos.

O app ajuda sim, mas colocar o app como item essencial para o controle financeiro é puro exagero. Aliás, é sintomático num país onde não se ensina e debate educação financeira em casa.

Cartão de crédito é até ok, difícil uma administradora quebrar (e se ocorrer, não traria grandes problemas para o consumidor). Comparar o Nubank ao Inter e ao Neon, que não são só administradoras de cartões, é um erro. Você confiaria em deixar o seu dinheiro guardado com alguém que não mantém o controle dos próprios gastos e provavelmente gastaria o seu dinheiro? Então pq deixaria com um banco assim?

Felizmente o nosso sistema bancário é seguro o suficiente para não permitir tantos prejuízos. O FGC garante até 250 mil, pelo menos.

johndoe1981

"Temporariamente" aham, sei...

MARCOS RODOLFO ALIANO FARIAS

Não existe mágica em administração de ativos, alguém tem que pagar a conta...

Marcus Araújo

Eles podem processar o Tecmundo, e eu sinceramente espero que isso aconteça para, quem sabe, futuramente haver mais responsabilidade de quem postou a notícia.

@Sckillfer

Não é questão de ser só bonito, mas de ser funcional e o do Inyersimokesmente nao é (muito).

Tu fica uma eternidade na fila do atendimento pra ser atendido por alguém que não sabe te atender e basta um respring no app pro chat ser encerrado e tu ter q começar do zero. Trocar senha do cacart? Esquece, só da erro; qual erro? Não faço idéia.

E controle de gastos, cadê uma interface funcional pra isso como a do Neon e Nubank?

Geek_Musical

Caramba, tinha que ter um político no meio né...
:facepalm:

Lucas Dantas

Vamos voltar na década de 80 com inicio dos anos 90 quando Collor confiscou as poupanças e riquezas de todo mundo, quem era rico nesta época perdeu tudo teve gente que morreu, os pobres ficaram mais Fu.... Da vida e ainda tem processos até hj para receber o dinheiro da poupança do início dos anos 90

Marcus Araújo

Sobre o Neon... Muitos gostavam do banco por causa do "app bonito", enquanto o Inter apresentava um app feio, embora comparativamente fosse a melhor opção (até mesmo pela confiabilidade de quem está por trás). Quem escolhe como critério um app bonito em detrimento da segurança financeira da instituição bancária e das funcionalidades da conta nem merece conversa também, não é...

Marcus Araújo

Tecmundo apronta já faz tempo, não tem credibilidade. O Felipe Payão foi o mesmo jornalista engraçadão que irresponsavelmente divulgou que houve roubo de dados em algumas lojas online e depois descobriram que era tudo uma farsa de um tal "ráquer" que teria dado o furo com exclusividade a troco de nada.

O maior problema de se fazer isto enquanto jornalista é omitir a isenção quando não procuram a outra parte para se pronunciar sobre o assunto em primeiro lugar. Tanto a matéria de tempos atrás quanto a de hoje possuem o mesmo tom acusatório de que houve um ataque quando não há nenhuma prova concreta disso em lugar algum, apenas o relato de um hacker com pseudônimo dado a um jornalista com histórico de péssimos serviços prestados.

Tenho conta no Inter e estou seguro, não mudei um número sequer de minha senha enquanto um jornalista sério apure e divulgue essa história direito. Lembrando que da última vez o Paulo Higa, aqui do Tecnoblog, deu uma aula para o Payão de jornalismo com credibilidade e eles ficaram bem nervosinhos ahahahahah

Jailson

Lembrando que quem investiu dinheiro neles, através do 'objetivos', vai ser ressarcido pelo FGC, que dá prazo mínimo de 15 dias úteis, após o recebimento das operações.
Vai lá confiar em banco pilantra.

Jailson

Com tanto banco confiável por aí, ainda terá gente que vai continuar usando os serviços dessa porcariazinha aí? Porque quem se mistura com porco...

Exibir mais comentários