Início » Gadgets » Google lança Android Things 1.0 e promete três anos de atualizações para qualquer dispositivo

Google lança Android Things 1.0 e promete três anos de atualizações para qualquer dispositivo

Por
15 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

O Android Things, sistema operacional do Google para gadgets conectados, chegou à versão 1.0 nesta segunda-feira (7). Voltado para internet das coisas, ele poderá estar dentro de quase qualquer dispositivo, como alto-falantes, telas inteligentes ou, sei lá, torradeiras. E as atualizações de segurança serão garantidas por três anos, pelo próprio Google.

Diferente do Android para smartphones, o Android Things é um sistema operacional que nasce com código fechado. As fabricantes não podem modificar o sistema, nem controlam as atualizações de segurança: tudo isso fica a cargo do Google. As marcas poderão gerenciar novas versões de aplicativos e monitorar o desempenho dos dispositivos, mas não terão muita liberdade para modificar o Android Things.

Lenovo Smart Display: um concorrente para o Amazon Echo Show com Android Things

Por enquanto, o Android Things é certificado para os SoMs (sistemas em módulos) NXP i.MX8M, Qualcomm SDA212, Qualcomm SDA624 e MediaTek MT8516. Como explica o Ars Technica, um SoM é basicamente um SoC (sistema em um chip), só que maior e mais barato: ele traz CPU, RAM, armazenamento e outros chips em uma única placa (em vez de um chip). O SDA212, por exemplo, tem o mesmo poder do Snapdragon 212.

Também será possível rodar o Android Things no NXP i.MX7D e no Raspberry Pi 3 Model B, mas só em ambientes de desenvolvimento (o que também significa que eles não terão atualizações garantidas).

E o que dá para fazer com Android Things? Ele é um Android simplificado ao extremo: é feito para rodar um aplicativo por vez, tem acesso à internet e pode ou não executar uma interface gráfica. Um gadget basicão talvez só tenha alguns sensores cujos dados são enviados constantemente para a nuvem, mas já existem produtos mais complexos, como o Lenovo Smart Display, um concorrente do Amazon Echo Show.

Todos os detalhes do Android Things estão nesta página.

Tecnocast 009 – A internet das coisas

A essa altura do campeonato você provavelmente já ouviu falar de internet das coisas, certo? Mas qual o real significado desse conceito? Estamos falando de novos gadgets? De geladeiras que fazem compras e acessam o Facebook? Será que eu preciso disso, mesmo?

Na verdade, apesar de gerar uma certa confusão, o conceito é relativamente simples. A internet passou pela era dos computadores e das pessoas (redes sociais, e-commerce etc.), mas agora será “utilizada” pelos objetos. Eles foram pensados para entender o nosso comportamento, se comunicar entre si através da rede e assim facilitar o nosso cotidiano, automatizando tarefas e algumas tomadas de decisão.