A não ser que você tenha um Google Pixel, a história é sempre a mesma quando surge uma nova versão de Android: você olha as novidades, se interessa, o Google libera a atualização e… meses depois, não tem nada novo para o seu smartphone. Mas desta vez pode ser diferente, pelo menos para smartphones com certos processadores da Qualcomm.

A Qualcomm está trabalhando para liberar mais rapidamente a atualização para Android Pie em aparelhos com Snapdragon 636, 660 e 845, os mais recentes da empresa, disponíveis em smartphones high-end e intermediários premium. O objetivo é “garantir que os fabricantes possam fazer a atualização para o Android Pie no momento do lançamento”.

Isso é basicamente o Project Treble começando a surtir efeito. Antes, o processo consistia em várias etapas: o Google desenvolvia a nova versão e só depois de um tempo as fabricantes de hardware (como Qualcomm e MediaTek) começavam a trabalhar nos drivers. Enquanto os drivers não estivessem prontos, não havia muito o que as OEMs ou operadoras pudessem fazer.

Só que, com o Project Treble, a arquitetura do Android é mais modular, o que significa que mais gente (Google, fabricantes de hardware e OEMs) consegue trabalhar na nova versão do Android ao mesmo tempo. Até então, não adiantava investir muito tempo de desenvolvimento no meio uma versão beta se alterações significativas posteriores no sistema pusessem todo o trabalho a perder, por exemplo.

A Qualcomm destaca que alguns OEMs, incluindo Xiaomi, vivo, Sony Mobile, OPPO e OnePlus, já suportam a prévia para desenvolvedores do Android Pie em seus aparelhos — o que é um bom indício de que a versão final também deve chegar rápido.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

sifion

realmente, samsung lotado de bloatware... eu até pego um samsung, desde que tenha lineage os pra ele... senão, tô fora...

jeff KADHAFI BRL

pra quê sendo que o esquema de gravacao de um cartao de memoria, e a frequencia são mil vezes diferente de uma memoria interna que ate pra ler o proprio cartao, precisa ser carregada e gravada ao mesmo tempo, creio que nenhuma arquitetura de placa incluindo a armv7 que e utilizada no s9 e nem um cartao de memoria c10( que é considerada o hulk das memorias ) daria conta de fazer essa burrice que vc quer, temos que dar risadas e de vc.

biscoitao

5.91/10

biscoitao

Melhor esperar deitado

Diogo Mendes

Não acho. Gostava demais da Motorola quando ela era da Google. O Modo tela foi lançado pela Motorola depois foi integrado no Android. Entre outra coisas ...

Anubis

Pois é... Por isso eu não tenho coragem de comprar um Android Top. Eu estou usando um LG Q6.
O ideal, para quem usa Android e não liga para jogos, é comprar celular de baixo custo como o Moto E5 e trocar todo ano com o Android atualizado de fábrica. Pelo preço, tem como trocar sempre e revender o anterior bem barato. As pessoas compram se tiver bem barato.

ANDERSON

E a integração de memória nem compensa, mesmo com cartão class 10. Fica mais lento, e não ganha tanto espeço assim. Compensa mais trocar o celular por um com mais memória. A maioria de hj já sai com 64GB, pois, 16GB ou 32Gb nem compensa mais. O J7 pro já vem com 64GB, assim como os da linha "A", os quais inclusive possuem o sistema de pagamento NFC e MST, praticamente substituindo o cartão físico, o que é muito prático, tecnologia (a MST) só disponível pela Samsung.

ANDERSON

Está um pouco desatualizado hein kkkkk Eu pensava como vc, mas, mudei. Estou com um Galaxy A5 2017 (aparelho que saiu com o Android 6), e hj está rodando liso o Android 8. Estou com o Moto G5s Plus, que parou no Android 7, e que se diz "puro". A interface Experience 9 da Samsung traz muitos recursos, sendo que já no Android 6 ela já trazia a tela dividida (desde o Android 4 na verdade), algo que foi implantando oficialmente no puro somente no 7. Antes odiava a interface da Samsung. Hj estou gostando muito. Ocorreram grandes mudanças, e está muito bom hj.

Antonio Júnior

Modo de falar né, quem compra um celular topo de linha não se preocupa com isso. Eu com um S8 não concordo nem um pouco com nada das falácias que o cara acima citou. Só quem tem um, sabe.

Fábio Moser

“Coisa de pobre“
Uiiiii, falou a RYCA.

Antonio Júnior

A melhor experiência em Android é da Samsung, pra mim. Ela não depende tanto das versões android, porque ela mesma leva recursos aos aparelhos dela.

Antonio Júnior

Soluços, tsc, como se todos fossem fluídos como a água. Se fossem soluços em excesso, até concordaria.
Integrar memória interna com cartão de memória pra que? Coisa de pobre, inclusive fica péssimo porque o cartão de memória não é nunca a mesma coisa que memória interna, sempre tem desempenho pior.
E sobre versão de android, é mais um número que não precisa de pressa, todos sabemos que os recursos em maioria que estão sendo lançados no android puro hoje, vários já existem nos Galaxy. A própria Samsung leva recursos aos seus aparelhos, não depende tanto de versão do android.

Diego Oliveira

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK,

NÃO, ESPERA, DEIXA EU TOMAR AR PRA PODER RIR MAIS

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK,

Ta falando sério? Aquele mesmo android que dá soluços mesmo com o processador mais parrudo do momento? Aquele que retira funções extremamente úteis como integrar o cartão de memória e a memoria interna numa só? Aquele mesmo android que sai defasado pelo menos duas versões em telefones de mais de 1000 reais?

Sério?

Lucas Henrique

E no caso da Samsung com o Exynos?

Justo, mas acho que pelo menos nos proximos 10 anos, nao será assim. São meses pra ajudar um SW ao HW e nao consigo ver as fabricantes dando um turbo nesse quesito.

Exibir mais comentários