Início » Mobile » Sony e Nintendo agora dizem que abrir produtos não viola garantia nos EUA

Sony e Nintendo agora dizem que abrir produtos não viola garantia nos EUA

Por
10/05/2018 às 14h35
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Em abril, a FTC (sigla em inglês para Comissão Federal do Comércio) notificou algumas fabricantes nos EUA. O órgão lembrou que a prática de cancelar a garantia de produtos que foram abertos é ilegal, e deu 30 dias para elas se adequarem às normas.

O prazo acabava nesta quarta-feira (9), o que fez Sony e Nintendo revisarem seus termos. A partir de agora, os consumidores dos EUA e do Canadá terão uma garantia mais ampla para consoles como o PlayStation 4 e o Switch.

Nintendo Switch

A Sony originalmente dizia que a garantia era anulada se o dono do produto utilizasse peças sem licença, ou se o adesivo fosse removido ou alterado.

Com a mudança, os termos da empresa deixam claro que a garantia só deixa de valer se o dano for causado por uma dessas práticas. Isso vale para o PlayStation 4, PlayStation VR, PlayStation 3 e PS Vita.

A atualização feita pela Nintendo vai pelo mesmo caminho. Antes, a garantia era anulada em qualquer caso de abertura do aparelho. Agora, o direito é cancelado somente se o dano ocorreu por conta de “modificações não autorizadas”.

Além disso, a fabricante incluiu uma limitação para casos em que o aparelho foi intencionalmente modificado com código malicioso, malware, vírus, entre outros.

A notificação da FTC também foi enviada para Microsoft, Hyundai, HTC e Asus. Com o fim do prazo, a agência deverá rever as políticas para decidir se iniciará alguma ação legal.

Com informações: CNET.

Mais sobre: , , ,