A IBM não está medindo esforços para evitar problemas com relação à segurança de dados. Para isso, a empresa tomou uma medida drástica: proibiu todos os seus funcionários de usarem dispositivos de armazenamento removíveis como pen drives e cartões SD durante o expediente.

A empresa entende que a transferência de dados para os dispositivos é muito arriscada e anunciou a decisão por meio de um comunicado interno.

Segundo Shamla Naidoo, diretora de segurança da IBM, a proibição deverá minimizar os possíveis danos financeiros e de reputação por conta da perda ou do mal uso desses dispositivos.

A regra já é válida para alguns departamentos da empresa e deverá ser implantada no mundo todo na próxima semana.

Os funcionários terão que usar o File Sync and Share, serviço de armazenamento na nuvem da IBM que também é oferecido para outras empresas. No documento, Naidoo admitiu que a mudança pode ser “disruptiva para alguns”.

A diferença deverá ser mais sentida por quem trabalha realizando reparos e atualizações para clientes da IBM. Em vez de utilizarem pen drives, esses funcionários terão de acessar a nuvem da empresa diretamente nesses locais.

A decisão da IBM pode parecer um pouco radical, mas deve fazer com que a companhia diminua ao máximo os riscos de vazamento de dados. Além disso, ela mostra como os dispositivos removíveis devem perder cada vez mais espaço para serviços na nuvem.

Com informações: The Register, PCMag.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Almirante Golfinho

ai ai #shut

Arthur Soares

Eu trabalhava na GE, e pendrives tinham sido banidos. Se tentasse passar algum dado, um software bloqueava. Para poder conseguir uma excessão era um parto.

Bruno NL

Essa matéria não corresponde com o que houve.

Shiro

Grande parte das empresas ja fazem isso hoje em dia, trabalho com gerenciamento de acessos e parte do meu trabalho é bloquear portas para transferência de dados.

Na boa, acho que deixa rastro igual...

Ivan Saboia

Mas... O e-mail deixa mais rastro que o pen-drive ou similar na rede e ainda tem a questão de limitações de tamanho do arquivo anexados nos e-mails.

Ivan Saboia

As famosas delacões premiadas para ser mais preciso.

Ian Santos

Se um cara quiser fazer merda, ele vai fazer merda. Quando as empresas vão entender isso?

Diego Vasconcellos

"Segundo Shamla Naidoo, diretora de segurança da IBM, a proibição deverá minimizar os possíveis danos financeiros e de reputação por conta da PERDA ou do MAL USO desses dispositivos."

Zé das Covi

Já trabalhei em lugares que qualquer dispositivo era proibido, nego já tomou bronca e quase foi demitido por deixar um kindle na mesa, também era proibido caneta/papel ou qualquer outra forma de registrar informações

thiagorsr

Olha que impediu hein... (tanto que a maioria dos problemas dela é baseado em provas testemunhais).

thiagorsr

Com o backup na Nuvem, o computador passa ser opcional. O importante está armazenado

thiagorsr

Utiliza outras ferramentas no caso (DLP, SIEM, DRM etc)

thiagorsr

Gerenciamento muito complexo para uma empresa que desenvolve soluções em tantos ramos de negócio

thiagorsr

Ai que está: não existe maneira de controlar isso para dados sensíveis. Numa estrutura tão complexa como a IBM e com varias legislações, o risco é sempre maior na perda. e o prejuízo é incalculável.

Ps: um pen-drive com um Stuxnet causou metade do problema entre Irã e EUA faz 10 anos. IBM também tem algoritmo SCADA nas sua soluções. Vocês não tem ideia do que é "uma bomba H para matar formiga"

Exibir mais comentários