O Dropbox divulgou nesta quinta-feira (10) seus primeiros resultados financeiros após a abertura de capital na bolsa de valores. O serviço de nuvem, que possui mais de 500 milhões de usuários no mundo, comemora o aumento de pagantes acima da expectativa dos analistas, mas ainda não conseguiu reverter seus prejuízos.

A empresa aumentou seu número de assinantes para 11,5 milhões até o final de março de 2018, um crescimento de 23,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. Esse resultado ficou acima do número esperado pelos analistas, de 11,3 milhões; ainda assim, os papéis do Dropbox caíram após o fechamento.

Foto: MaxPixel (CC0)

O faturamento ficou acima do esperado, batendo US$ 316,3 milhões. E a receita média por usuário (ARPU) no trimestre foi de US$ 114,30, também acima das expectativas, que eram de US$ 110. Como explica um analista à Reuters, o crescimento do ARPU é uma boa notícia, porque indica que o Dropbox está conseguindo converter seus usuários em pagantes.

Apesar dos bons resultados, não foi desta vez que o Dropbox obteve seu primeiro lucro trimestral na história. A empresa de nuvem sempre deu prejuízo e, entre janeiro e março de 2018, aumentou a sangria para US$ 465,5 milhões (contra apenas US$ 33,1 milhões no mesmo período de 2017). O Dropbox diz que isso se deve aos gastos relacionados com o IPO.

O Dropbox abriu seu capital em 23 de março. Desde então, suas ações vêm se mantendo em nível constante na bolsa de valores, depois de terem fechado em alta de 35% no primeiro dia de negociações. O valor de mercado da companhia está em US$ 12,7 bilhões.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

rhemfur

Agora com o lançamento do Google One, e seus novos preços, certeza que lamentavelmente o Dropbox irá falir... Ou se ajustar os valores e ter mais clientes pagantes...

Fabiano M. Aguilar 

Uso iCloud drive por causa da integração, preço muito bom (ate estranho por ser apple) mas bem restrito poucas funcionalidades. Mas este preço que dropbox é impraticavel mesmo, por isso ta tendo prejuizos

Nilson Barbosa

se não fosse preço já teria assinado a tempo. Boa sorte até quando vão permanecer com esse absurdo de preço!!!????

angelobio

peguei 21gb free e não uso mais desde que assinei o Office. Recentemente recebo o GSuite do trabalho. Então, sem sentido algum usar Dropbox.

Baio-kun

Questão séria. O Dropbox realmente é melhor que o OneDrive e o GDrive?

Henrique Picanço

Se o Evernote não fosse tão feio, talvez eu o usasse. Mas até lá, Paper.

Yago Oliveira

Evernote é poder.

Fernando Brandão

Sem contar os 60 min mensais de skype para qualquer celular do mundo.

Drax

Tirando ainda que o Office tem uma versão para 5 PCs, o custo benefício fica muito bom.

jacob

shhhhhh.

Eduardo Braga

E o mobile?

Whebert Souza

Nunca vi alguém usar o Paper, bom saber que tem quem use.

SUPREMA AUTORIDADE MÁXIMA

Em se tratando de armazenamento na nuvem, ninguém supera a Microsoft. Aliás em se tratando de tudo ninguém supera a Microsoft. É bobo esse Nadella =(

Fernando Val

Hora de fazer backup do Dropbox.

Thiago Lopes

Apple não é sistema operacional, assim com android e Windows não são empresas... E a Apple não tem prejuízo, muito pelo contrário, ela detém quase todo o lucro do mercado de smartphones. Já o Dropbox, mesmo com esse batalhão de assinantes, nunca conseguiu dar lucro, apesar de ter o melhor serviço de cloud, dentre todos os outros (iCloud, Onedrive, GDrive, Box...).

Exibir mais comentários