A Huawei acaba de anunciar o Honor 10, sucessor do Honor 9 e uma opção mais barata que o P20. Como diversos smartphones desse ano, ele segue a tendência de reduzir as bordas laterais e colocar um entalhe na parte frontal para acomodar a câmera e os sensores.

O aparelho vem com uma tela de 5,84 polegadas com display IPS LCD de resolução 2280×1080 pixels (proporção 19:9) e um leitor de impressões digitais na frente, mas que fica embaixo do vidro — por isso a borda na parte de baixo não é tão mínima assim.

Na traseira, o Honor 10 traz duas câmeras: uma de 16 megapixels e abertura f/1,8, que grava em 4K, e outra de 24 megapixels, abertura f/2,4, mas que funciona apenas em preto e branco. O P20 Pro, que tem um esquema de câmeras semelhante, foi muito elogiado no DxOMark; para os técnicos, o sensor P&B do P20 permitia “excelente desempenho em baixa iluminação e alcance dinâmico líder na categoria”.

Perto das câmeras, você pode notar que está escrito “AI Camera”. Sim: segundo a Huawei, um dos trunfos do Honor 10 é que a câmera traseira, graças à unidade de processamento neural (NPU), consegue reconhecer mais de 500 cenários de 22 categorias diferentes em tempo real, como uma cachoeira, plantas ou pessoas. Ela diferenciar mais de um objeto na foto.

Já a câmera frontal vem com generosos 24 megapixels e abertura f/2,0. Segundo a Huawei, ela suporta “reconhecimento facial 3D”, que cria mais de cem pontos no seu rosto e identifica detalhes “a nível de pixel”.

Assim como o P20, o Honor 10 tem uma traseira com uma cores bem únicas e bonitas, que mudam de acordo com o ângulo que você olha para o smartphone. Segundo a Huawei, outro trunfo do Honor 10 é que a parte de trás é feita com “15 camadas de vidro 3D”.

Por dentro, o Honor 10 tem um processador Kirin 970 (o mesmo do P20), 4 GB ou 6 GB de RAM e 64 GB ou 128 GB de memória interna. A bateria é de 3.400 mAh, com carregamento rápido de 20W. Ele tem uma entrada USB-C, outra de 3,5 mm para fones de ouvido e suporte a dois chips.

O Honor 10 já está disponível em 26 países (o Brasil não é um deles). O preço, apesar de ser menor quando comparado ao do P20, ainda é salgado: o modelo de 6 GB de RAM com 64 GB de memória custa € 400 (US$ 474), enquanto a versão mais cara, com 128 GB de armazenamento, sai por € 450 (US$ 533).

Com informações: AnandTech.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rafael Santana de Brito

por que honor é uma empresa subsidiaria da huawei, no site da honor você acha

Eric Viana

se é preto/prata/branco é sem graça e mais do mesmo.
se é colorido é discoteca...
larguem a trollagem kkkkk

Mickão

Valeu pelo vídeo (: Agora sim, o Midnight Black é muito mais agradável.

G.G.P.O

Eu curti, POLVO!

Marcelo

Opinião de quem tá com um P20 há um mês: NÃO vale o preço. Paguei 3mil e não tem nada de tão inovador assim, fora que a propaganda em cima das câmeras é exagero. Um iPhone 7 já tem câmera melhor q o P20. Se fosse agora, iria de zenfone 5 ou essa linha honor. Metade do preço e oferecem a mesma coisa. #xatiado :/

Tiago Henrique

Porque Honor não é bem uma "linha", mas um braço da Huawei, como uma subsidiária, são do mesmo grupo, mas se diferem no setor de atuação

Christiano Andrade

“Software medonho da Huawei”..kkkkkkkk

Suely Almeida

eu quero só por causa da cor! hahahahahahahhahahahahahaha

André G

Alguém sabe dizer por que a linha Honor é da Huawei, mas não encontra-se pra comprar no site da Huawei? Enquanto isso existe um site próprio da Honor chamado hihonor.com e não se vê a marca Huawei por lá.
Na Austrália por exemplo, a Huawei está presente, mas não se vende a linha Honor por lá.

ecarvm

kkkkk, acho feio, mas pelo jeito veio pra ficar.

ecarvm

Não querida, mas posso te deixar

Lucas Ribeiro

Mickey, são 04 cores. Sendo uma delas Midnight Black. Você pode conferir no link do vídeo abaixo:
https://youtu.be/lHcxqmNBiIA

Murilo Aquino

Mas cê tá brava?

Murilo Aquino

Lindíssima, abrilhantou tudo!

Mickão

E essa cor medonha? Existe uma opção preta ou em outra cor mais convencional?

Exibir mais comentários