A corrida pelo 5G ganhou uma nova etapa nesta semana após um anúncio feito pela operadora Ooredoo. A empresa do Catar afirma ter lançado “a primeira rede 5G comercialmente disponível no mundo”.

A rede ocupará a faixa de 3,5 GHz e cobirá alguns dos principais pontos de Doha, capital do país. Apesar da novidade, o serviço é bem limitado quanto ao número de dispositivos compatíveis, já que ainda não há um smartphone com suporte ao 5G.

Até o lançamento desse aparelho, será necessário utilizar um dispositivo da própria Ooredoo que será lançado em até um mês. Segundo o VentureBeat, ele pode consistir em uma espécie de modem para a casa ou um ponto de acesso sem fio.

Leia também: Entenda a diferença entre LTE, 4G, 4G+, 4,5G e 5G

Em seu comunicado, a Ooredoo não deu detalhes sobre a velocidade da rede. A empresa havia alcançado marcas superiores a 1 Gb/s em testes, mas não garantiu que esse desempenho chegará aos usuários.

“Essa rede oferecerá a base necessária para introduzir uma nova ondq de inovações, incluindo carros autônomos e rodovias inteligentes, realidade virtual e aumentada, frotas nacionais de drones de serviço, e muito mais”, disse Waleed Al Sayed, o CEO da Ooredoo.

A Ooredoo não é a única operadora a se proclamar como a primeira a oferecer a rede 5G. A Etisalat, dos Emirados Árabes Unidos  também diz que é a pioneira e promete velocidade de 1 Gb/s. No entanto, segundo a empresa, o serviço deve ser lançado só em setembro porque não há nenhum smartphone compatível.

Com informações: OoredooVentureBeat.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

zoiuduu .

Em seu comunicado, a Ooredoo não deu detalhes sobre a velocidade da rede. A empresa havia alcançado marcas superiores a 1 Gb/s em testes, mas não garantiu que esse desempenho chegará aos usuários. Telecom: Entenda a diferença entre LTE, 4G, 4G+, 4,5G e 5G

esse link aí, o ublock origin não deixou meu chrome carregar não,

Mendonza

Legado. Seu país não sabe aproveitar o legado.

Mendonza

Ou seja, nem um nem outro.

Trovalds

Até foi. Mas daí a verba voltar pros cofres públicos...

Veritas

E, no final, tudo fica igual

Jorge Luis

e o pior é que ninguém vai preso.

Alexandre Roberto

Em 10 anos deve chegar no CPA e em 25 no atacadao do tijucal

Ricardo - Vaz Lobo

Este principio romano vale em muitos países, infelizmente.

Ricardo - Vaz Lobo

"Achar" à distância é mais saudável do que ir lá pra ter certeza. Do U?

Vitor Hugo

Você acha mesmo? kkkkkkkkkk

Renan Mendes

Eles fizeram a parte deles, o resto cabe as fabricantes.

Keaton

Não só em Cuiaba...

Trovalds

Aqui em Cuiabá vieram os trens primeiro. Trilho que é bom... e tá tudo abandonado desde 2013.

evefavretto

Ah, não quer dizer necessariamente que cabem mais clientes, mas ter mais velocidade permite você atender melhor cada cliente. E, geralmente, quando adiciona espectro(Carrier Agregation), adicionam um(ou mais) rádio, o que quer SIM dizer mais capacidade pra atender mais clientes.

E, bem, tem algumas operadoras arriscando planos mais ou menos ilimitados ou com franquias generosas(Algar, no Brasil, a maioria das americanas, até a Claro tem franquias bem gordas nos combos) então acho que o buraco é mais embaixo.

Porto Velho

Não, mais velocidade não necessariamente significa maior capacidade.

Na infraestrutura fixa se você tem (todos os números que vou usar daqui pra frente são suposições) 100 mbit, pode vender 10 mbit pra 10 usuários, 5 pra 20, 3,3 pra 30 e por ai vai. Basta dividir o link entre os usuários e ponto. Na internet móvel (e nos celulares em geral), não é tão simples quanto dividir a banda. Cada ERB só suporta um número limitado de conexões ao mesmo tempo, não interessa se tem banda sobrando ou não. É por isso que as operadoras preferem vender planos com limite de dados e velocidade "ilimitada" que planos com limite de banda e quantidade de dados ilimitada, forçando os usuários a não abusar da rede.

Mas como respondido ai pra cima, o 5G foi pensado pra IoT, então creio que suportará mais conexões ao mesmo tempo que as gerações anteriores.

Exibir mais comentários