Início » Celular » LG anuncia Q7 para competir com Moto G6 e Galaxy J6

LG anuncia Q7 para competir com Moto G6 e Galaxy J6

Novo smartphone intermediário da LG tem design de vidro, bordas menores e resistência contra água

Paulo Higa Por

A LG apresentou nesta segunda-feira (21) o Q7, um smartphone para competir no segmento intermediário. Ele é uma espécie de versão mais acessível do flagship G7 ThinQ, com tela menor (sem notch!) e hardware mais simples, devendo tomar o lugar do Q6, que trouxe o visual com bordas menores aos aparelhos menos caros.

O Q7 tem design com traseira de vidro (o que deve corrigir o problema do plástico frágil do antecessor), possui bordas metálicas e traz certificação IP68 para resistência contra água e poeira (uia!), além de passar no MIL-STD 810G, uma bateria de testes que expõe o produto a choques mecânicos, baixa pressão, variações de temperatura, poeira, vibração e corrosão.

A tela de 5,5 polegadas possui resolução de 2160×1080 pixels, em proporção 18:9. Já o processador, que não teve o modelo exato divulgado pela empresa (rumores apontavam que seria um modelo da Mediatek), varia dependendo do país (LG, pensa bem no que você vai fazer): será um octa-core de 1,5 GHz ou 1,8 GHz. E há três variações de hardware:

  • LG Q7+: 4 GB de RAM, 64 GB de armazenamento, câmera traseira de 16 MP, câmera frontal de 8 MP ou grande angular de 5 MP;
  • LG Q7: 3 GB de RAM, 32 GB de armazenamento, câmera traseira de 13 MP, câmera frontal de 8 MP ou grande angular de 5 MP;
  • LG Q7α: 3 GB de RAM, 32 GB de armazenamento, câmera traseira de 13 MP, câmera frontal grande angular de 5 MP;

Completam o conjunto um Hi-Fi Quad DAC no modelo mais caro (Q7+), para melhorar a qualidade do som com fones de ouvido; bateria de 3.000 mAh com tecnologia de carregamento rápido (50% em 30 minutos); e Android 8.0 Oreo de fábrica. Desta vez, a LG incluiu um leitor de impressões digitais na traseira (yay!), mantendo a tecnologia de reconhecimento facial.

Q7, Q7+ e Q7α serão lançados a partir de junho na Europa, antes de chegarem aos mercados das Américas e da Ásia. Os preços ainda não foram divulgados. Os antecessores, Q6 e Q6+, chegaram ao Brasil por R$ 1.299 e R$ 1.599, respectivamente, despencando de preço no varejo poucos meses após o lançamento. Na prática, os novos modelos devem concorrer diretamente com o Moto G6 e o Galaxy J6.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Tigershadow

Qualquer tela é melhor que as merdas Edge da Samsung... meu S7 caiu uma vez, com capa, proteção de vidro e mesmo assim trincou.... R$ 1.200,00 para trocar... e sem assistência oficial. Samsung não compro nunca mais...

Douglas Miranda

ATENÇÃO!
Logistas, revendedores e interessados em aumentar a sua renda:
Aproveitem nossas ofertas de capinhas, películas e acessórios para celular em nosso www.kapicases.com.br/capas-...

Paulo Victor Azevedo

Nova linha da médiatek com 12nn tá parruda.
O Hélio P60 bate de frente de um Snapdragon 636 tranquilamente.

Brendon Lopes

Mas agora ele ta de 800 e pouco, acho que até vale a pena por esse preço

Eliézer José Lonczynski

O modelo Q6 tem um acabamento ridículo e sofrem engasgos em todos os apps que exigem muito de processamento para rolar a tela e exibir conteúdo ex. Twitter, Instagram constatado em vários reviews que assisti. A câmera também beira o mínimo aceitável. Esperando os reviews destes novos pra poder xingar muito no Twitter rsrs. Sou fã das tecnologias da LG como knockcode e clicar para apagar e despertar a tela sempre presentes até em celulares básicos, espero que tenham acertado.

Breno Ribeiro

Que bom você aparecer com este celular. Eu tenho um LG X Power como aparelho daily driver há mais de um ano.

O celular é uma merda.

Por ser MediaTek não há comunidade ativa, trabalhando em root, custom rom e coisas do tipos. Isso porque a MediaTek não libera os seus drivers. É uma porcaria.

E este é um celular em que é necessário utilizar esses artifícios. Isso porque a memória é de apenas 16 gb, boa parte é ocupada e os aplicativos nativos querem atualizar de forma automática e sem pedir permissão, muitas vezes não dá nem pra cancelar. O Instagram e o Facebook já vêm de fábrica, não dá pra desinstalar e eles entram nesse esquema de atualizações automáticas, se você não desativar se ferra. E aí tem que se virar para usar essas redes sociais via navegador.

Não precisa ser um usuário assíduo, basta ter uma vida um pouco mais ativa no WhatsApp que a memória se torna insuficiente. Pior: o recurso de mesclar memória com o micro SD, disponível no Android 6.0, é bloqueado pela LG. Só pode ser sacanagem.

Eu não quero nem falar da câmera, que nem chega a ser condizente com o preço do aparelho de tão ruim que é. Sem falar que a LG evolui muito pouco. A câmera do K10 Power, seu sucessor, consegue ser ainda pior.

A bateria, que era o grande ponto forte, com menos de 6 meses de uso só queria carregar até cerca de 60%. Hoje em dia ele carrega quando quer, o plugue tá conectado e a informação apresentada na tela ainda é de bateria descarregando.

Já tive um Galaxy Ace por 3 anos e meio, um aparelho de tela 3,5", 278 mb de RAM e 158 mb de ROM e que era plenamente usável. Isso porque ele tinha um chipset Qualcomm MSM 7227, um aparelho que parou no Android 2.3 foi até o 4.4 de maneira extremamente estável.

Geraldo Lopes

Mediatek modelo exato não divulgado pela empresa...

https://uploads.disquscdn.c...

OSVALDO

LG nunca atualiza seus produtos

pedrowillyam

Eu tentava usar isso no meu antigo Motorola D3 e abandonava em prol do PIN porque quase nunca funcionava, principalmente quando minha barba crescia.

Marcus Araújo

Deve vir com o Mediatek sem atualização da LG, sem custom ROM... O conjunto está até razoavelmente bom pra ser um intermediário da LG, então aposto que vão cagar no processador (cagar nas atualizações é praticamente uma certeza).

B. C. N.

Hélio P10 lixo

B. C. N.

Pra balanca mesmo tem que vir com 630 e melhorar essa interface descansada e muito mal otimazada e beberrona, e aí sim ela detona o mercado dos mid-end

B. C. N.

Autonomia horrível dos MediaTek de entrada + mania horrível da LG de pôr bateria pequena = carregar no mínimo um vez o celular no meio do dia

Cassio Neves

MediaTek's não são chipsets ruins não, são mais baratos e tem o desempenho parecido aos snapdragons. Mas tem algumas desvantagens, como:

- A diferença de preço só beneficia o empresário, pois não é repassado ao consumidor quase nunca.
- Logo, sem diferença de preço, a diferença de desempenho passa a ser algo relevante.
- Mediateks costumam consumir mais para apresentar o mesmo desempenho de um snapdragon, atrapalhando a autonomia.
- Se a LG não atualizar, vai morrer naquela versão. Custom ROM praticamente não existe pra mediateks.

Por isso eu acho besteira apostar nesses chipsets pra esse aparelho. Um Snapdragon 630 seria sensacional pra proposta(não tao caro quanto o 660, mas com uma eficiência parecida) e colocaria a LG no Jogo dos Intermediários novamente.

Cassio Neves

Se vier com um Snapdragon 626 pra cima (sonho seria vir com o 636 ou 660), e vir por uns R$1300~1500 vai balançar o mercado! Essa é a chance da LG de voltar a ser relevante, depende somente dela e do processador que ela escolher

Exibir mais comentários