Tecnoblog

Califórnia testa placas de carro digitais que podem indicar localização de veículos roubados

Em tempos de criação de carros autônomos, também há quem se concentre em mudar as tradicionais placas de carros. O estado da Califórnia, por exemplo, começou a testar um modelo que exibe a identificação dos veículos por meio de telas semelhantes às do Kindle.

O novo formato está sendo testado na cidade de Sacramento e oferece algumas vantagens aos motoristas. Em caso de roubo, a placa poderá indicar a localização do veículo. Além disso, os condutores não precisarão mais colar adesivos na placa para indicar que estão em situação regular.

As autoridades também poderão permitir a exibição de mensagens nas placas digitais, mas isso ainda precisa ser aprovado pelo Departamento de Veículos Motorizados (DMV, na sigla em inglês), que está conduzindo os testes. Com a autorização, as mensagens serão exibidas somente quando os veículos estiverem parados. O número da placa ainda ficaria à mostra, mas no canto superior direito da tela.

Ao mesmo tempo, há questionamentos relacionados à privacidade e à segurança. Alguns motoristas acreditam que o sistema contribuirá para governo, polícia e empresas rastrearem seus veículos.

O preço nada atrativo também poderá contribuir para a impopularidade das placas digitais. Elas serão vendidas por US$ 699 mais custos de instalação. Os motoristas ainda pagarão uma taxa mensal de US$ 7.

As placas digitais já estão disponíveis para motoristas individuais em Sacramento. Porém, a Reviver Auto, responsável pela fabricação e distribuição das placas, espera que as principais interessadas sejam as empresas.

Elas usariam os dispositivos em suas frotas e poderiam aproveitar o espaço para exibir pequenos anúncios para promover seus produtos e serviços. Os dispositivos também seriam úteis para acompanhar a localização dos carros.

Até o momento, apenas 116 veículos estão usando as placas digitais. A etapa de testes permite que até 175 mil carros adotem a alternativa. O DMV espera ficar mais próximo desse número à medida em que empresas e motoristas fiquem sabendo da nova opção.

Com informações: The Sacramento Bee, Mashable.