Início » Internet » Twitter suspende usuários que tinham menos de 13 anos quando criaram a conta

Twitter suspende usuários que tinham menos de 13 anos quando criaram a conta

Por
1 ano atrás

A maioria dos serviços online diz, em seus termos de serviço, que não aceita usuários abaixo de 13 anos. A ideia é respeitar leis bastante restritas — como a COPPA, nos EUA — para proteger menores de idade na internet.

O Twitter está tentando obedecer essa regra de forma retroativa, suspendendo usuários que criaram suas contas antes de completarem 13 anos.

Ao Motherboard, o Twitter diz que está bloqueando qualquer pessoa cuja data de nascimento indicar que ela tinha menos de 13 anos quando se inscreveu no serviço.

Vale lembrar que, na rede social, você não é obrigado a informar sua data de nascimento. Isso é opcional, e serve para exibir balões de aniversário no seu perfil, e também “para personalizar sua experiência no Twitter… e para mostrar a você conteúdos mais relevantes, incluindo anúncios”.

O Twitter está fazendo isso agora devido ao GDPR, que entrou em vigor na União Europeia. A lei define a idade mínima de 13 anos para consentimento do uso de serviços online; ela pode variar de país para país até um máximo de 16 anos.

Para estar em conformidade com o GDPR, a empresa teria que pedir consentimento aos pais do usuário. O Twitter tem uma ferramenta para isso, mas explica ao Motherboard que não pode, por lei, manter conteúdo criado por alguém com menos de 13 anos.

No Reddit, alguns usuários dizem que o Twitter pede para enviar um documento de identidade, certidão de nascimento, ou meios de contato com os pais para verificar a idade e desbloquear a conta.

Isso não está afetando só contas pessoais. Rob Ford, fundador da FWA, diz ao VentureBeat que o perfil de sua empresa foi suspenso porque tinha uma data de “aniversário” — ela foi fundada há menos de 13 anos.

O Twitter diz que está criando uma solução de longo prazo para os usuários afetados.

Com informações: Motherboard, VentureBeat.

Mais sobre: ,