A disputa judicial entre Uber e Waymo, a unidade de carros autônomos do Google, acabou há cerca de quatro meses. A dona do aplicativo de transporte era acusada de ter roubado propriedade intelectual e, para encerrar a briga, decidiu dar algumas de suas ações à rival. Com o acordo, a Waymo passou a deter 0,34% do Uber, o equivalente a US$ 245 milhões à época.

A trégua parece ter servido para aproximar as duas empresas. Tanto é que o Uber já tenta convencer a Waymo de colocar seus carros autônomos na frota do aplicativo. Em entrevista ao Recode, o CEO Dara Khosrowshahi disse que as duas companhias estão discutindo essa possibilidade.

Foto por Phocuswright/Flickr

Dara Khosrowshahi

Ainda não há detalhes sobre como funcionaria o acordo, mas o executivo deu sua opinião sobre a eventual parceria: “gostaria que a Waymo colocasse carros na nossa rede”, disse. “Acho que seria uma coisa boa”. Segundo ele, os números jogam a favor do Uber em uma negociação.

Afinal, a empresa tem a maior rede de transporte individual no mundo, o que faria a Waymo se interessar por oferecer seus carros no aplicativo. Para Khosrowshahi, “cabe a eles se querem fazer isso ou não”.

Como ficam os arros autônomos do Uber

Para o CEO, a discussão com a Waymo não atrapalha os planos do carro autônomo do Uber. Ele disse esperar que o sistema se torne uma “tecnologia horizontal que deverá estar disponível para todos”. Na entrevista, ele não descartou compartilhar seus projetos com outras empresas.

“Acho que não vamos nos apropriar da tecnologia”, disse. “Vamos licenciar para terceiros”. A discussão ocorre poucos dias após autoridades americanas afirmarem que a empresa desativou o freio de emergência no carro autônomo que matou uma pedestre no Arizona.

Os testes seguem interrompidos desde o acidente, mas devem ser retomados até setembro. “O foco realmente está em voltar à estrada da maneira mais segura possível”, disse Khosrowshahi.

IPO do Uber

O executivo também destacou que a empresa pretende realizar uma IPO (Oferta Pública Inicial) no segundo semestre de 2019. “Estamos em uma boa posição em termos do perfil da empresa, em termos de lucro e as margens continuam a ser melhores”, disse à CNBC.

A empresa conseguiu aumentar sua receita e diminuir as despesas no primeiro trimestre em relação ao ano passado e, agora, pretende contratar um diretor financeiro antes de entrar na bolsa.

Com informações: The Verge.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Jorge Luis

imagina: vc marca um evento na agenda. momentos antes do evento o google te avisa que o carro já está na sua porta aguardando e que vc tem que sair em 5 minutos para não chegar atrasado.

Eduardo Braga

Eu tava crente que eles tinham falado sobre isso no I/O esse ano.

Felipe Teodoro

O google não vai fazer isso, é só o google criar uma rede de carros autônomos próprios, ele pode lançar um app para isso, ou até melhor, é só colocar o serviço dentro do google maps, e pronto ja vai ter bilhões de usuários com o app ja instalado.