Início » Computador » Os processadores da Apple para Macs já devem estar sendo criados no novo laboratório

Os processadores da Apple para Macs já devem estar sendo criados no novo laboratório

Paulo Higa Por

O rumor de um processador próprio da Apple nos futuros Macs acaba de ganhar mais força: a imprensa local noticia que a companhia de Tim Cook inaugurou, sem alarde, um laboratório de engenharia no estado americano do Oregon. As informações dão conta de que ex-funcionários da Intel estão trabalhando na região para criar chips personalizados.

O projeto é chamado de Kalamata, como informou a Bloomberg em abril. Ele seria parte de uma “estratégia para fazer com que todos os dispositivos da Apple, incluindo Macs, iPhones e iPads, trabalhem de forma mais semelhante e integrada”. Nos produtos com iOS, a Apple já desenvolve CPUs próprias baseadas na arquitetura ARM e recentemente criou até uma GPU, gerando uma crise na Imagination Technologies.

Teclado - MacBook

Para o escritório em Oregon, a Apple teria contratado cerca de 20 pessoas, sendo que alguns dos novos funcionários ocupavam anteriormente cargos de engenharia ou pesquisa em nível sênior na Intel, como visto em perfis no LinkedIn. Uma das vagas ainda em aberto é a de especialista em verificação de projetos, uma função que busca garantir que um produto final atenda às especificações originais.

Esta seria a primeira grande mudança nos chips dos Macs em 13 anos. Em 2005, a Apple anunciou que passaria a utilizar processadores da Intel nos Macs e MacBooks, abandonando a arquitetura PowerPC. No final de 2006, toda a linha de desktops, notebooks e servidores já havia sido migrada para x86 e, em outubro de 2007, a Apple lançou o último Mac OS X com suporte ao PowerPC, o 10.5 Leopard.

Se os rumores estiverem certos, os primeiros Macs sem chips da Intel devem chegar ao mercado em 2020.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Robert Venicius

Verdade, acho que pelo menos uns 5 anos até ser fechado de vez!

Gabriel Antonio

quando os dois maiores operacionais se tornam compartível com a arquitetura, se torna viu. Linux já é cmpatível faz tempo =)

raphael_silva

Qualcomm entrou na área de servidor por 6 meses e já encerrou, não é tão fácil como se imagina.

Ronaldo Rodrigues

Com certeza, inclusive o Cortex-A76 que vai ser a base para os próximos chips Snapdragon da Qualcomm e Exynos da Samsung por exemplo, terão o mesmo desempenho do A10 lançado pela Apple nos iPhones 7/ 7plus em 2016.

Alex Edelweiss

Acredito que eles ainda manterão a retrocompatibilidade por alguns anos nas próximas versões do MacOS.

Bruno Sousa

Ótimo. Intel precisa de concorrência a altura. Apple e Qualcomm devem tirar a Intel da zona de conforto.

Marcus Araújo

Tomara mesmo, a Intel está precisando aprender com a Apple nesse quesito. Os processadores dos iDevices estão dando um show no processamento ultimamente com um baixo consumo de energia, sendo seguidos/igualados/superados só meses depois de lançados pelos Qualcomm. E olha que, em dispositivos móveis em geral, os processadores até que não têm deixado a desejar no quesito desempenho.

Robert Venicius

Noticia ruim para a galera que faz hackintosh.