Início » Negócios » Como fica o trabalho do DBA com um banco de dados autônomo?

Como fica o trabalho do DBA com um banco de dados autônomo?

Por
16 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Quando explicamos o que é banco de dados autônomo, deixamos para responder depois uma das perguntas mais frequentes: se a database passa a fazer, sem interferência humana, a maior parte do trabalho de um administrador de banco de dados (DBA), como é que ficam os empregos? A profissão vai deixar de existir? Não é bem assim.

O cientista de dados da Oracle, Arvin Shahidi, explicou isso em detalhes no último Tecnocast. Ele diz que um banco de dados autônomo já pode fazer cerca de 80% do trabalho de um DBA, o que inclui principalmente as tarefas de rotina, como instalação, otimização e atualizações de segurança. Mas, como há mais tempo disponível, o profissional pode se dedicar a atividades que geram mais valor à empresa.

Dados - Oracle

Basicamente, o objetivo de um banco de dados autônomo é eliminar as tarefas de gerenciamento mundanas e repetitivas — tão repetitivas que podem ser feitas pela database de forma mais rápida e mais eficiente. Ele também tira um grande peso das costas do DBA: a responsabilidade de manter o banco de dados no ar não é mais dele, mas da própria tecnologia, cuja garantia de uptime é de 99,995% no caso da Oracle.

Mas as atribuições de um DBA não envolvem apenas se preocupar em manter o banco de dados funcionando. Se essa tarefa for feita pela máquina, sobra mais tempo para o humano trabalhar com modelagem de dados, segurança da informação e monitoramento de desempenho, por exemplo. Todas essas tarefas são importantes para qualquer empresa, e estão ganhando mais atenção dentro dos negócios.

Ou seja, no futuro, um administrador de banco de dados deve ser mais um “administrador de dados” do que um “administrador de banco”. Ele poderá trabalhar com mais informações (sem aumentar a ingestão de cafeína); ajudar o cientista de dados a encontrar tudo de forma rápida e eficiente; e continuar com a responsabilidade de entender e classificar os dados, inclusive para definir quem tem acesso a eles.

Os administradores de bancos de dados não vão sumir do mercado, mas passarão por transformações. E isso pode demorar menos tempo do que você imagina: as soluções de databases autônomas na nuvem já estão disponíveis no mercado e sendo adotadas por grandes empresas ao redor do mundo.

*****

Os bancos de dados autônomos já estão completamente testados, prontos e disponíveis para empresas de todos os tamanhos. Estes textos no blog da Oracle mostram os benefícios de um banco de dados autônomo e o impacto da automação para os DBAs.