Início » Negócios » Como fica o trabalho do DBA com um banco de dados autônomo?

Como fica o trabalho do DBA com um banco de dados autônomo?

Paulo Higa Por
TB Responde

Quando explicamos o que é banco de dados autônomo, deixamos para responder depois uma das perguntas mais frequentes: se a database passa a fazer, sem interferência humana, a maior parte do trabalho de um administrador de banco de dados (DBA), como é que ficam os empregos? A profissão vai deixar de existir? Não é bem assim.

O cientista de dados da Oracle, Arvin Shahidi, explicou isso em detalhes no último Tecnocast. Ele diz que um banco de dados autônomo já pode fazer cerca de 80% do trabalho de um DBA, o que inclui principalmente as tarefas de rotina, como instalação, otimização e atualizações de segurança. Mas, como há mais tempo disponível, o profissional pode se dedicar a atividades que geram mais valor à empresa.

Dados - Oracle

Basicamente, o objetivo de um banco de dados autônomo é eliminar as tarefas de gerenciamento mundanas e repetitivas — tão repetitivas que podem ser feitas pela database de forma mais rápida e mais eficiente. Ele também tira um grande peso das costas do DBA: a responsabilidade de manter o banco de dados no ar não é mais dele, mas da própria tecnologia, cuja garantia de uptime é de 99,995% no caso da Oracle.

Mas as atribuições de um DBA não envolvem apenas se preocupar em manter o banco de dados funcionando. Se essa tarefa for feita pela máquina, sobra mais tempo para o humano trabalhar com modelagem de dados, segurança da informação e monitoramento de desempenho, por exemplo. Todas essas tarefas são importantes para qualquer empresa, e estão ganhando mais atenção dentro dos negócios.

Ou seja, no futuro, um administrador de banco de dados deve ser mais um “administrador de dados” do que um “administrador de banco”. Ele poderá trabalhar com mais informações (sem aumentar a ingestão de cafeína); ajudar o cientista de dados a encontrar tudo de forma rápida e eficiente; e continuar com a responsabilidade de entender e classificar os dados, inclusive para definir quem tem acesso a eles.

Os administradores de bancos de dados não vão sumir do mercado, mas passarão por transformações. E isso pode demorar menos tempo do que você imagina: as soluções de databases autônomas na nuvem já estão disponíveis no mercado e sendo adotadas por grandes empresas ao redor do mundo.

*****

Os bancos de dados autônomos já estão completamente testados, prontos e disponíveis para empresas de todos os tamanhos. Estes textos no blog da Oracle mostram os benefícios de um banco de dados autônomo e o impacto da automação para os DBAs.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rodrigo Gomes
bom.. DBA está em extinção... é igual ao Profissional de Hardware.. aquele que cuidava de mainframes ou até aqueles que montavam CPU pro cliente final ou aqueles que trabalhavam em empresas... acabou... Vão demitir os DBAs só deixando um.. e detalhe sem muita qualificação.. ai paga menos.. esse é o mercado!!!! Hoje 09/04/2019 a ORACLE ministrou uma palestra de Cloud e está vindo com preços bem agressivos tanto hardware quando o banco de dados 30mil reais por mês com servidor de 15 nucleos, SSD de 2 teras e ORACLE Enterprise tudo no talo.. backup, coleta de estatisticas, performance tudo incluso!!!!... ai DBA e infraestrutura pra que ??? pois isso sai mais de 30mil numa empresa ai grande por mês!!!!!
anderson
Vejo comentários dizendo que os empregos estão ameacados, que onde tem 5 funcionário agora terá somente um. É bem verdade que muitas funções que exigia presença humana já estão extintas, como no caso dos cobradores de ônibus etc. A tendência inreversivel é que muitos empregos de hoje deixará de existir no amanhã. Moro na zona rural, e vez ou outra, tenho que ir na cidade cumprir com minhas obrigações civicas e,neste vai e vem, me deparo com situações que me dá calafrio. Casais relativamente novos ( abaixo dos 30) com três e quatro filhos, sem a mínima condições de sustenta-los,se arrastando neste rolo social. O que me dá calafrio e saber, qual o futuro reservados a elas, quais chances de empregos terao? Na empresa onde trabalho, havia 800 funcionário diretos e 500,indiretos. Com a automação, reduzido a 400 funcionário e, pasme, a produção e qualidade aumentou exponecialmente. O Brasil tem hoje aproximadamente 207 milhões de habitantes, e isso, somente os oficialmente registrados, porque sabemos que muitos nem sequer tem registros. Sendo assim, não se vê governo tocando nesse tema. Silenciosamente, a automação e automatização vem nos alertando que, se não fizermos nossa parte como indivíduos sócias, as gerações atuais e futuras sofrerão colapso.