Início » Aplicativos e Software » 5 alternativas ao GitHub após a aquisição pela Microsoft

5 alternativas ao GitHub após a aquisição pela Microsoft

Concorrente afirma ter visto um aumento (de 10 vezes) no volume de transferências

Melissa Cruz Cossetti Por
TB Responde

A Microsoft terá um desafio após concluir a aquisição do GitHub — em um negócio avaliado em US$ 7,5 bilhões — conquistar a confiança e o respeito dos quase 30 milhões de desenvolvedores na plataforma. Há usuários expressando suas preocupações, temendo abusos de privacidade e má condução de negócios do GitHub.

Microsoft vai fechar CodePlex, alternativa ao GitHub

Microsoft compra GitHub por US$ 7,5 bilhões

O GitHub permite que programadores do mundo todo colaborem em projetos, compartilhem relatórios de erros e corrijam esses bugs, além de gerir a documentação. A empresa fornece esse serviço gratuitamente para entidades que usam o recurso como "código aberto". Para projetos de "código fechado", paga-se uma taxa.

Foto por Jun OHWADA/Flickr

Tornou-se muito popular entre desenvolvedores e empresas que hospedam projetos, documentação e códigos inteiros: Apple, Amazon, Google e a lista não para por aí. São 85 milhões de repositórios hospedados no sistema e 28 milhões de desenvolvedores.

É fácil imaginar por que a Microsoft comprou o GitHub. A desenvolvedora do Windows encerrou seu próprio concorrente, o Codeplex, em dezembro de 2017, e agora é o principal contribuidor do GitHub. A popularidade do GitHub entre os desenvolvedores pode fazer com que a Microsoft conquiste a confiança e o respeito que precisa; ou não.

O GitLab, melhor concorrente, afirma ter visto um aumento (de 10 vezes) no volume total de desenvolvedores que transferiram seus repositórios de código para o GitLab.

Será esse um sinal precoce de que há problemas à vista? Algumas alternativas.

Veja 5 alternativas ao GitHub

1. GitLab

gitlab
O GitLab é a escolha número um para substituir o GitHub. É o mais próximo em termos de uso e fácil de migrar. Muitos projetos de código aberto já estão usando o GitLab incluindo 100 mil empresas e instituições como Bayer, NASA, Sony, Comcast e Nasdaq.

2. BitBucket


O BitBucket é da Atlassian, dona do Trello. Totalmente integrado a outras ferramentas de gerenciamento Jira, HipChat e Confluence. Escolha certa para grandes empresas que já usam essa plataforma. É gratuito para projetos com até cinco membros.

3. SourceForge


SourceForge é outro nome popular em código aberto. Muitas distribuições e projetos do Linux fornecem downloads através do SourceForge. O veterano de 1999 passou por redesign, ganhou novas ferramentas e também um importador direto do GitHub.

4. Launchpad

Launchpad

Lauchpad é uma plataforma com visual um pouco obsoleto da Canonical, a empresa-mãe do Ubuntu. Tem sido fundamental para o rastreamento de bugs e projetos relacionados a distro. Ela está nos bastidores há anos e não ganhou popularidade.

5. Apache Allura


O Apache Allura é uma opção bastante flexível da Apache Software Foundation, uma organização sem fins lucrativos. A plataforma suporta linguagem Git, além de outras, cria páginas wiki internas e tickets para documentação e correção de bugs do códigos.

Outras alternativas de gigantes de software

  • Cloud Source by Google: o Google Cloud Source Repositories usa a nuvem da gigante de buscas e oferece plano privado. Se já tiver um código no GitHub ou no Bitbucket, será possível transferi-lo.
  • AWS CodeCommit: o AWS CodeCommit é um serviço hospedem repositórios Git também privados. A plataforma é da Amazon, outra gigante de tecnologia com limitações para gratuidades.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Helcio Macedo
Helcio Macedo
Helcio Macedo
Helcio Macedo
Helcio Macedo
Helcio Macedo
Helcio Macedo
Helcio Macedo
Helcio Macedo
Helcio Macedo
Helcio Macedo
Helcio Macedo
Helcio Macedo
Helcio Macedo
Helcio Macedo
Exibir mais comentários