Início » Celular » Fundadores do WhatsApp abriram mão de até US$ 1,3 bilhão para sair do Facebook

Fundadores do WhatsApp abriram mão de até US$ 1,3 bilhão para sair do Facebook

Jean Prado Por

Quando o Facebook comprou o WhatsApp por US$ 22 bilhões, toda a equipe de 50 pessoas foi incorporada à rede social, incluindo os fundadores Brian Acton e Jan Koum. Quatro anos depois, ambos saíram da empresa por discordâncias com Mark Zuckerberg (e abriram mão de muito dinheiro com isso).

Acton foi o primeiro a sair. No ano passado, ele anunciou que deixaria o WhatsApp para "começar um novo capítulo" em sua vida. Koum continuou como CEO do aplicativo, mas 7 meses depois ele também deixou a empresa para "seguir em frente" e "colecionar Porsches raros refrigerados a ar".

Brian Acton (esquerda) e Jan Koum (direita).

Para sair do Facebook, ambos tiveram que deixar as suas ações da empresa de lado por causa do contrato de compra. E elas valiam uma boa grana, segundo o The Wall Street Journal: Acton deixou para trás US$ 900 milhões em potenciais ganhos, enquanto Koum abriu mão de US$ 400 milhões em ações, considerando a cotação atual.

O mais assustador é que, se ambos esperassem até novembro deste ano, teriam recebido essa quantia em dinheiro normalmente — o contrato já teria acabado. O problema é que, nem Acton nem Koum saíram de forma muito amigável.

Brian Acton

Acton deixou o Facebook sem criticar a empresa, mas em março ele apoiou a campanha #deletefacebook e apagou a sua conta na rede social, em meio ao escândalo Cambridge Analytica. Enquanto isso, o Washington Post revelou que Koum saiu após desentendimentos envolvendo a privacidade dos usuários.

Segundo o WSJ, o departamento jurídico do Facebook quase entrou em uma disputa legal com Koum antes dele ir embora. Os dois fundadores tinham uma cláusula no contrato que adiantava o pagamento de suas ações se o Facebook tentasse monetizar o WhatsApp com anúncios.

Ao sair, Koum tentou reivindicar essa cláusula, mas o Facebook ameaçou entrar na justiça e dificultar o processo. No fim, ele decidiu abrir mão dos U$ 400 milhões restantes, possivelmente para evitar o desgaste.

Vale apontar que a cláusula só é válida se algum cofundador do WhatsApp ainda fizer parte do Facebook. Como os dois já saíram, o Facebook está livre para fazer o que quiser com o aplicativo de 1,5 bilhão de usuários.

Mais sobre: ,

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

TiuhhDaKitanda

Desculpa a demora de resposta amigo, eu tava viajando...
Enfim, tá em parte errado o que disse... O pessoal da América do Norte, nem em Fb se liga mais... é até motivo de piada para muitos , quando você pede contato no Face de algum gringo daquela área... O IG, ainda sim, tem um público ativo enorme, e é o que ainda impede o Fb de perder quase todo seu valor de mercado, mas porém, caminha pra se tornar o novo FB(mesmo sendo de propriedade da própria rede social), mas do mesmo jeito está seguindo a mesma linha da empresa dona, e segundo analistas de mercado, isso não é bom; já o Snap, tem mais seu público de verdade, dividido, já que a "moda" passou rápido (embora é claro, tenha muitos usuários ainda, e um "razoável faturamento... mas até quando???)...
Já o Face mesmo, vou copiar o que disse pra um colega aqui mesmo nos comentários agora que voltei...

"O pessoal da América do Norte, principalmente dos EUA e Canadá, são divididos... Não existe um Líder consolidado mesmo, no quesito mensageiro... Por exemplo, nenhum dos meus amigos "estadunindenses" e canadenses, usam o FB messenger, mas sim, a maioria maciça, opta pelo Viber, e a minoria por outras plataformas como Telegram, Snap e etc...
E te digo que são muitas pessoas (centenas) pois sou jogador de RPG, e é essencial a comunicação fora do jogo, entre as equipes, e membros de outras guildas, clãs etc, seja pra conhecimento, ou mesmo futuras alianças e tal...
Muitas pesquisas (contraditórias na maior parte), divulgam números; porém na prática, a realidade é outra amigo...
Se você quiser falar com um parente seu, residente desses países, dessa região, provavelmente entrará num acordo em usar tais serviços...
Já um nativo de tal lugar, provavelmente recusará, e até será capaz de rir de você, quando disser pra "mandar seu FB" pra contato, tal como inúmeras vezes aconteceu comigo...
É a falsa sensação que muitos de nós temos, que o FB ainda é, como um dia já foi... É similar e idêntico até, ao que aconteceu com o Orkut, quando já tinha morrido no resto do mundo inteiro, mas que ainda era sensação, a rede padrão, somente aqui no Brasil e na índia...
Usuários (contas) o FB ainda continua tendo - já que as bilhões de contas ainda estão no serviço... Já usuários de fato ativos (contas ativas), aí já é outra história..."

TiuhhDaKitanda

Bruno, desculpa a demora em responder (tava viajando), mas enfim...
Não é bem isso amigo... O pessoal da América do Norte, principalmente dos EUA e Canadá, são divididos... Não existe um Líder consolidado mesmo, no quesito mensageiro... Por exemplo, nenhum dos meus amigos "estadunindenses" e canadenses, usam o FB messenger, mas sim, a maioria maciça, opta pelo Viber, e a minoria por outras plataformas como Telegram, Snap e etc...
E te digo que são muitas pessoas (centenas) pois jogador de RPG, e é essencial a comunicação fora do jogo, entre as equipes, e membros de outras guildas, clãs etc, seja pra conhecimento, ou mesmo futuras alianças e tal...
Muitas pesquisas (contraditórias na maior parte), divulgam números; porém na prática, a realidade é outra amigo...
Se você quiser falar com um parente seu, residente desses países, dessa região, provavelmente entrará num acordo em usar tais serviços...
Já um nativo de tal lugar, provavelmente recusará, e até será capaz de rir de você, quando disser pra "mandar seu FB" pra contato, tal como inúmeras vezes aconteceu comigo...
É a falsa sensação que muitos de nós temos, que o FB ainda é, como um dia já foi... É similar e idêntico até, ao que aconteceu com o Orkut, quando já tinha morrido no resto do mundo inteiro, mas que ainda era sensação, a rede padrão, somente aqui no Brasil e na índia...
Usuários (contas) o FB ainda continua tendo - já que as bilhões de contas ainda estão no serviço... Já usuários de fato ativos (contas ativas), aí já é outra história...

Rod

Tô doido pro Mark cagar de vez o Zap, e ver o povo migrando pro Telegram

Bruno

Os americanos usam muito Facebook Messenger...estão no mesmo barco amigo! kkkkk

Nos Países de primeiro mundo, onde normalmente os planos possuem SMS's ilimitados há muitos anos, o Whatsapp demorou um pouco mais pra ter sucesso, principalmente entre os mais velhos.

Felipe Liʍa

So q os norte americanos estao "preso" no Face, Insta e Snapchat... 👏😂

Marcus Araújo

Infelizmente o Orkut só tinha alguma popularidade aqui e na Índia. Quando resolveram fechar o Orkut, já era uma rede social fantasma, cheia de perfis brasileiros abandonados. Enquanto o Facebook já demonstrava uma ótima adaptação mobile quando houve o boom dos smartphones, o Orkut não tinha sequer um app que prestasse no próprio Android do Google, e o próprio Google já estrangulava o moribundo Orkut em favor do péssimo Google+. Não tinha como peitar o Facebook em termos de redes sociais, que naquela época em que o Orkut acabou já era um monstro enorme, e o Google sempre foi deficitário na parte social (não considero o YouTube uma rede social e sim uma plataforma de conteúdo, enquanto o Orkut foi a melhor experiência que o Google já teve com redes sociais um dia, lembrando porém que ambos foram comprados, nem sequer foram desenvolvidos pelo Google).

O Facebook sabe que mais dia, menos dia, o destino do Facebook será o mesmo, então atacam em outras frentes para manter algum domínio. O Facebook só será ainda um monstro se as pessoas ainda estiverem utilizando as ferramentas deles. Se o Facebook, o Instagram e o WhatsApp deixarem de ser populares, a relevância do Facebook acaba assim como acabou a relevância que o Yahoo já teve para a internet mundial um dia. O maior bem que o Facebook possui são seus usuários ativos, é com base nisso que eles conseguem ganhar dinheiro.

TiuhhDaKitanda

Ninguém pagaria 20 bilhões em algo, só porque é aparentemente legal...
Esse "zap zap", ainda vai dar muito o que falar - de ruim, é claro...
Quando vier a público que esse (des)serviço de mensagens já é monitorado há tempos, e que esse papo de criptografia é um embuste dos maiores já contados, aí já será tarde, pra remendar o estrago feito...
Por sorte, os Norte Americanos ao menos se ligaram nisso antes (onde o WhatsApp não é o maior mensageiro), restando portanto esta conta do estrago, somente para a maior parte desta ala de users que será afetada, que são os Brasileiros, Indianos, Egípcios e alguns Europeus...
Pois é: "sorte" do povo do Tio Sam, como sempre... :-(

Arthur Saintt

Postei um comentário e censuraram coloquei nome de outras redes

Arthur Saintt

Os doentes por Whatsapp e Facebook deveriam migrar para outras redes, pois o Facebook já está cobrando para você assistir vídeos postados. Outras redes:
Bookmark & Share

100zakladok

Adfty

Adifni

ADV QR

Amazon

Amen Me!

AOL Lifestream

AOL Mail

APSense

Atavi

Baidu

Balatarin

Beat100

Bit.ly

BizSugar

Bland takkinn

Blogger

Blogkeen

Blogmarks

Bobrdobr

BonzoBox

Bookmarky.cz

Bookmerken

Box

Buffer

Camyoo

Care2

CiteULike

CleanPrint

CleanSave

Communicate

COSMiQ

CSS Based

Digg

Diggita

Diigo

Douban

Draugiem.lv

EdCast

Email

Evernote

Exchangle

FabDesign

Fabulously40

Facebook

Facenama

Fai Informazione

Fancy

Fashiolista

FAVable

Favoritus

Financial Juice

Flipboard

Folkd

Foursquare

FreeDictionary

GG

Gmail

Go.vn

Google Bookmark

Google Classroom

Google Translate

Google+

Hacker News

Hatena

Hedgehogs

historious

Hootsuite

Houzz

HTML Validator

Indexor

Instapaper

iOrbix

Jappy Ticker

Kaixin Repaste

Kakao

Kakao Talk

Ketnooi

Kindle It

Kledy

LiDAR Online

LINE

LinkedIn

Linkuj.cz

LiveJournal

Mail.ru

mar.gar.in

Markme

meinVZ

Memonic

Memori.ru

Mendeley

Meneame

Messenger

Mixi

Moemesto.ru

mRcNEtwORK

Myspace

myVidster

N4G

Nasza-klasa

Netvibes

Netvouz

NewsMeBack

Newsvine

Nujij

Nurses Lounge

Odnoklassniki

OKNOtizie

OneNote

OpenTheDoor

Outlook

Oyyla

pafnet.de

PDFmyURL

Pinboard

Plurk

Pocket

Posteezy

PrintFriendly

Pusha

QRSrc.com

Quantcast

Qzone

Reddit

Rediff MyPage

Renren

ResearchGate

Retellity

Safelinking

Scoop.it

Sina Weibo

Skype

Skyrock Blog

Slack

SMI

SMS

SodaHead

SpinSnap

Startaid

Startlap

studiVZ

Stuffpit

StumbleUpon

Stumpedia

Surfingbird

Svejo

Symbaloo

Taringa!

Telegram

Tencent QQ

Tencent Weibo

ThisNext

Trello

Tuenti

Tumblr

Twitter

Typepad

Urlaubswerk

Viadeo

Viber

Virb

Visitez Mon Site

Vkontakte

vKruguDruzei

vybrali SME

Wanelo

Wayback Machine

We Heart It

WebMoney

WeChat

WhatsApp

Whois Lookup

WishMindr

WordPress

Wykop

XING

Yahoo Mail

Yammer

Yookos

Yoolink

Yorumcuyum

Yummly

Yuuby

Zakladok.net

ZicZac

ZingMe

AddThisWhat's this?
Escolha

Luís Carlos Soares

Resumindo: O Facebook irá fazer a partir de agora o que bem entender no WhatsApp assim mantendo o seu monopólio nas redes sociais, precisamos de outra rede social a altura do Facebook para acabar com isso, essas horas percebo que o Google deu muito vacilo com o Orkut e deixou a rede social morrer

Marcos Andrade

Na verdade parte do valor da venda foi repartido com os funcionários.

Marcus Araújo

Agora o Facebook está livre de vez para piorar o app da maneira que quiser. Em breve: anúncios no WhatsApp Stories.

Roger Cleber Masters

Eu não uso Facebook e Menseger a tempo ..

Porem o maldito Watts ainda uso e mole..

Kazz

É o Brian Acton que está participando de outro app de mensagens (com foco em privacidade) chamado Signal, não é?

Também seria interessante saber quanto a dupla já havia recebido além desse montante que deixaram para trás no Facebook. Dos 20 bilhões pagos pelo Whatsapp, será que foi tudo apenas para os dois cofundadores? Neste caso, realmente não faria falta para a dupla bilionária abrir mão de "alguns" milhões na recisão do contrato.

Jean Prado

Pronto. Na imagem principal, o Brian Acton é o da esquerda, e Jan Koum, o da direita.

Giovani B.

Parabéns pela matéria. Só ficou faltando a legenda das fotos.