Início » Computador » Novo supercomputador mais rápido do mundo foi feito para a inteligência artificial

Novo supercomputador mais rápido do mundo foi feito para a inteligência artificial

Por
1 ano atrás

A lista Top500 reúne os supercomputadores mais rápidos do mundo. Por mais de dois anos, uma máquina da China esteve em primeiro lugar, capaz de atingir desempenho máximo de 125 petaflops (quatrilhões de cálculos por segundo).

Ela está prestes a ser desbancada por um novo supercomputador dos EUA. O Summit chega a 200 petaflops — é cerca de um milhão de vezes mais rápido que um laptop comum.

Foto por OLCF at ORNL/Flickr

O Summit possui mais de 9 mil processadores IBM Power9, e quase 28 mil chips gráficos Nvidia Tesla V100. São 10 petabytes de memória e 250 petabytes de armazenamento — o bastante para guardar mais de setenta anos de vídeos em alta resolução.

Para resfriá-los, é preciso bombear 15 mil litros de água por minuto. Tudo isso pesa cerca de 340 toneladas, mais que um avião comercial, e ocupa 520 m² no Laboratório Nacional de Oak Ridge.

Foto por OLCF at ORNL/Flickr

Como lembra a Wired, os supercomputadores são necessários para resolver problemas bem difíceis, como descoberta de petróleo e produtos farmacêuticos; inovações na indústria aeroespacial; e até mesmo projetos de defesa como armas nucleares.

O Summit será especializado em determinadas áreas de inteligência artificial. Isso inclui aprendizado de máquina, que permite ensinar conceitos básicos ao computador através de um conjunto de dados.

Dentro disso, temos as redes neurais profundas, técnica utilizada para reconhecer a voz humana, e também para nos derrotar em jogos de tabuleiro como xadrez e Go.

Foto por Carlos Jones/ORNL

O Summit deve ser incluído na lista Top500 quando ela for atualizada ainda este mês, deixando o chinês Sunway TaihuLight em segundo lugar.

Claro, a evolução dos supercomputadores ainda não acabou. China, EUA, Japão e União Europeia têm como objetivo chegar à primeira máquina “exascale”, ou seja, com mais de mil petaflops.

Com informações: Oak Ridge, Wired, TechCrunch.

Mais sobre: , , ,