Início » Legislação » Facebook responde perguntas que ficaram em aberto durante depoimento de Zuckerberg

Facebook responde perguntas que ficaram em aberto durante depoimento de Zuckerberg

Victor Hugo Silva Por

Em depoimentos feitos ao Congresso americano em abril, Mark Zuckerberg não conseguiu responder a todas as questões sobre o funcionamento do Facebook. Na ocasião, o executivo prometeu que daria um retorno para cada ponto que havia ficado em aberto.

Pois bem, as respostas finalmente ficaram prontas. O Facebook enviou um documento de 225 páginas ao Comitê Judiciário, e outro de 229 páginas ao Comitê de Comércio, Ciência e Transporte. No entanto, eles podem causar mais questionamentos.

Um dos pontos respondidos tem relação com os “perfis sombra”, isto é, as informações de pessoas que não estão cadastradas no Facebook. A empresa disse que não cria perfis para quem não é usuário e não usa registros de aplicativos e navegadores para direcionar anúncios.

Porém, admitiu que coleta dados quando as pessoas acessam apps e sites que contam com botões de curtir e áreas de comentários. A empresa afirmou que, mesmo quem não tem conta, pode pedir uma cópia de suas informações nesta página.

O Facebook também foi questionado se armazena todos os endereços de IP já usados para acessar a rede social, mas não deu uma resposta direta. Em vez disso, disse que os usuários podem baixar uma lista com os IPs utilizados, mas não conseguem ver todos, já que as informações mais antigas são deletadas seguindo um “cronograma de retenção”.

Outra pergunta questionava se o Facebook é ou não um monopólio. A empresa afirmou que “no Vale do Silício, novos aplicativos sociais surgem o tempo todo”, mas não conseguiu apontar um concorrente que tenha todas as suas funcionalidades.

A resposta seguiu a estratégia de Zuckerberg durante o depoimento, que apontou adversários para recursos específicos. Assim, YouTube, DailyMotion e Vimeo foram apontados como algumas das opções para quem quer compartilhar vídeos. Por outro lado, Telegram, Skype e Snapchat foram indicados como concorrentes para quem quer enviar mensagens.

Com informações: Mashable, The Verge.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

emailx45

No tempo da Jovem Guarda, existiu uma célebre pessoa chamada "Candinha" - diga-se de passagem, que nem sei que era! Pois, devido aos relatos, "ela", eram muitas...

Hoje, a "Candinha" são todos os usuários de redes sociais (que de social, tem muito pouco ou quase nada).

Todo mundo fala de todo mundo, inventa, comenta, acrescenta, sustenta, argumenta, ... e outras "mentas" da vida.

No final, todos são realmente "fofoqueiros" tecnológicos! Cyber-Candinhos!

Me diga aí quem nunca viu um "doidivano" quase morrer ao cruzar uma rua e com os "zóios" pregados no smartphone. Somente para ver ou comentar um novo comentário!

No Instragrammmmmm.... "Oi gente, to acordando... Beijos"

Ao hipócritas, a hipocrisia! Aos insânos, a insanidade.

E a você que leu, comente! (Candinho...)

;)

Daniel R. Pinheiro

Na definição, trata-se de exclusividade sim, mas na prática também se caracteriza pelo domínio. Por que a Microsoft e Google foram processadas por práticas monopolistas e de antitruste? Ambas não possuem exclusividade do serviço, nem o Facebook.

Existe um linha tênue nessa diferença que você se refere. As práticas de monopólio a que me refiro não é apenas em "dominar a maior fatia do mercado", mas se aproveitar disso para oferecer seus produtos/serviços.

CaioWzy

Mas isso não é monopólio, existe uma diferença entre dominar a maior fatia do mercado e ter direito exclusivo a comercialização/operação. Após o seu comentário eu resolvi checar novamente o significado de monopólio e é exatamente isso, envolve a exclusividade e a não concorrência. (https://www.infopedia.pt/di....

Daniel R. Pinheiro

Mas um monopólio não se descaracteriza por existir alternativas, mas por não haver a concorrência entre elas. O Linux e Mac, por exemplo, são alternativas ao Windows, mas este abocanha mais de 90% dos computadores e MS já se utilizou dessa vantagem para se beneficiar...

CaioWzy

Facebook não é um monopólio ao meu entender, existem outras alternativas ainda que não tão populares como o VK por exemplo.

Carlin

Justamente, e até existir uma rede social que consiga fazer frente ao que o Facebook acabou se tornando, não vai ter! Perguntas sobre concorrência me parece um pouco quanto exagerado, pelo menos na ótica do Facebook, se "infelizmente" ninguém se da o trabalho de bater de frente com a "Rede Social" e arcar com os custo que esse embate causaria, realmente, nunca veremos um real concorrente do Facebook!

Daniel R. Pinheiro
Outra pergunta questionava se o Facebook é ou não um monopólio.
[...