Em fevereiro, a chinesa Vivo apresentou um conceito futurista de smartphone chamado Apex FullView. A parte frontal era quase que completamente ocupada pela tela, mas o aparelho mantinha o alto-falante e uma câmera frontal.

Agora, a Vivo está anunciando o NEX, um smartphone baseado nesse conceito. Sua tela ocupa 91,24% da parte frontal, não há notch, e a câmera frontal é retrátil.

O Vivo NEX possui tela Super AMOLED de 6,59 polegadas com resolução Full-HD+, com borda pequena na parte inferior e quase inexistente nas laterais. O leitor de digitais fica sob a tela — tecnologia vista em outros smartphones da marca.

A câmera frontal de 8 megapixels desliza para fora na parte superior do aparelho. Ela surge em menos de um segundo para tirar fotos, e volta à posição original quando você fecha o app. Isso elimina a necessidade de um notch.

Além disso, a Vivo usa algo chamado Screen SoundCasting para transformar a tela em um alto-falante. É algo a menos para ocupar espaço na parte frontal. E a fabricante diz que, dessa forma, o som ganha graves mais potentes e agudos mais suaves.

Quanto às outras especificações, temos aqui dois modelos. A versão básica traz processador Snapdragon 710, 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento.

Enquanto isso, a versão mais cara tem processador Snapdragon 845, 8 GB de RAM e 256 GB de armazenamento. Ambas rodam Funtouch 4.0, baseado no Android 8.1 Oreo.

Nos dois casos, a câmera traseira é dupla com sensores de 12 megapixels (f/1,8) e 5 MP (f/2,4). A bateria é de 4.000 mAh. São 7,98 mm de espessura e 199 g. Ah, e temos aqui uma entrada tradicional para fone de ouvido, além do USB-C.

O Vivo NEX estará disponível apenas na China por 4.998 iuanes (equivalente a R$ 2.900) pela versão mais cara.

Com informações: Mashable, The Verge.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Fábio Dos Santos

Chato é reclamar de tudo e não fazer nada

Genumano

Realmente é impossível.
As polegadas da tela são medidas na diagonal. Considerando dois celulares com tela de 5,5" e sem bordas, o que pode acontecer é que um celular mais estreito seja mais alto que um celular mais largo, dependendo da proporção adotada para a tela. Acho que o Maicon não se expressou direito.
Basta comparar um celular na proporção 16x9 com um 18x9 com mesma polegada. A tela de um será mais alta que a do outro, porém mais estreita.

Fabricio de Oliveira Silva

Mas imagino ser um mecanismo muito sensível.

@Sckillfer

Pra mim isso é o de menos

André G

E leitor de digitais na tela

André G

Sacrificam várias coisas para trazerem uma tela maior...
Alto falante na tela é ruim. Prefiro um aparelho com bordas e alto falantes estéreo frontais do que isso aí.

Maicon Bruisma

Com as poucas bordas tem como sim. Peguei um e coloquei do lado do meu HTC One M7 (vulgo batata) e ele é mais estreito e menor, levando em conta que o HTC tem 4.7" mas não é tão maior que um Moto G1, diria que pelo menos empata.

Paulo #

No SwiftKey tem um modo flutuante (estou testando agora, mas acho que em vários sites e formulários não deve funcionar bem).
De todo jeito eu não acostumei com telhão, para ver vídeos é ótimo mas na mão e bolso não vai....

Astolfinho o porco abiguinho

mas daí a Sony vende mais Soundbar .)

@Sckillfer

4Ah de bateria, OLED sem notch, Snapdragon e com P3? Isso é que é coragem, já quero!

@Sckillfer

Esse problema do teclado existe no Android por não haver espaçamento entre o teclado e o fim da tela (exceto no TouchPal que permite configurar isso), no iPhone existe uma barra ali pro teclado estar sempre no mesmo lugar e confortável.

Krosna Terrestre

leitor biométrico na tela, ae sim !

Krosna Terrestre

deve da pra fazer uma gambiarra kk

Don Ramón

Aí está! Uma solução muito melhor em termos estéticos que a monocelha!

Carlos André

Raramente uso câmera frontal e auto-falante é perfeito pra mim

Exibir mais comentários