Fortnite é inegavelmente um sucesso. Lançado há cerca de um ano, ele já reúne 125 milhões de jogadores registrados. Seu modo “battle royale”, o mais popular, está roubando os holofotes de PUBG.

Nesta terça-feira (12), a Epic Games anunciou mais detalhes sobre a primeira Fortnite World Cup, que vai distribuir US$ 100 milhões em vários torneios.

As eliminatórias começam no quarto trimestre de 2018, e culminam na “Copa do Mundo” no final de 2019. Os US$ 100 milhões serão divididos entre todos os eventos no mundo, em diferentes níveis de competição.

“Apoiaremos eventos organizados pela comunidade, eventos on-line e grandes competições em todo o mundo, onde qualquer um pode participar e qualquer um pode ganhar”, diz a empresa.

Os jogos da Fortnite World Cup se concentrarão em Solos e Duos, mas também será possível criar equipes para competir.

E a Epic Games esclarece que, ao contrário de outras competições, ela não venderá equipes ou franquias, nem permitirá que as ligas façam isso. “As qualificações serão baseadas no mérito”, promete a empresa.

As regras, código de conduta e detalhes sobre plataformas ainda serão divulgados.

Fortnite está disponível gratuitamente para PlayStation 4, Xbox One, PC, Mac, iOS — e, desde esta semana, também para Nintendo Switch. A versão para Android chega ainda este ano.

Com informações: Epic Games, Engadget.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Veritas

Ou um sistema anti-cheat mais potente já que pessoal adora descompilar apps Android e fazer horrores...

Mickão

Faz sentido. Ou talvez tenham demorado mais tempo pra garantir que a versão não trará bugs que causem má impressão nos usuários de Android que ainda não conhecem o jogo.

Veritas

Quando a popularidade do jogo começar a cair um pouco, eles liberam!

radiobrasil

Joguei Fortnite e PUBG no Xbox One... o Fortnite roda mais liso e belo no console... PUBG parece um game da geração passada nos gráficos no Xbox One... Realmente a Epic acertou em cheio!

Caleb Enyawbruce

Perfeito!

Mickão

O único vacilo foi ter deixado por último a versão do Android, logo um dos sistemas operacionais mais utilizados do mundo.

Anayran Pinheiro

Isso é bom, mostrou como é importante fazer um jogo para qualquer PC rodar, não apenas os PCs high-end! Que as próximas produtoras que queiram ver seus títulos se tornando blockbusters tenham a mentalidade que a Epic teve com o Fortnite Battle Royale

Caleb Enyawbruce

Caraca, o jogo cresceu demais