A adoção na Copa do Mundo do árbitro assistente de vídeo, o chamado VAR, não impede o surgimento de polêmicas em lances importantes das partidas. É o caso do jogo entre Brasil e Suíça, que ocorreu no último domingo (17).

O gol de empate da seleção suíça foi considerado irregular por muitos, já que o meia Zuber teria empurrado o zagueiro Miranda (veja o lance). Apesar de algumas reclamações dos jogadores brasileiros, o árbitro em campo decidiu validar o gol sem consultar o replay, como permitido por regras que envolvem o uso da tecnologia.

Em situações como essa, o árbitro pode checar a câmera presente na lateral do gramado, mas se achar que não houve nada irregular, tem a opção de seguir o jogo. Com mais de 30 câmeras à disposição, o árbitro de vídeo só pode interferir se considerar o lance um erro “claro e óbvio”, como indica a FIFA. Por ter se tratado de um lance interpretativo, prevaleceu a decisão do árbitro de campo.

Quer ver a Copa de 2018? Como assistir aos jogos da Copa na Rússia ao vivo pela internet

No sábado (16), o jogo entre França e Austrália teve um uso intenso da tecnologia, que ajudou a definir dois lances capitais favoráveis à seleção francesa. No primeiro deles, o árbitro uruguaio Andrés Cunha marcou um pênalti após rever o lance no monitor. No segundo, o chip presente dentro da bola indicou que ela passou totalmente da linha, validando o gol.

Nesta segunda (18), o mesmo árbitro voltou a usar o recurso no jogo entre Suécia e Coreia do Sul para marcar um pênalti para a seleção sueca. Ele revisou o lance no monitor e o pênalti foi cobrado cerca de 2 minutos e 40 segundos após a falta. O gol marcado por Granqvist foi fundamental para a vitória da Suécia por 1 a 0.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

johndoe1981

Concordo com o voto dos relatores que deveria haver direito a desafios, como no tênis e vôlei. É curioso como futebol ocorrem tantos erros de arbitragem

Matheus Gonçalves

Eu concordo, inclusive coloquei o PS, mas sendo muito sincero, acho que isso é completamente irrelevante ao analisar o uso do VAR.

Lucas Carvalho

Nem quem faz o mínimo merece injustiça, é esse o ponto. Se você discorda, beleza.

Anayran Pinheiro

Tipo isso, sendo que a própria seleção já reconheceu que não venceu por falta de jogar bola...

🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ

O único problema é que estão utilizando o VAR para manipular mais ainda as partidas:

USAM QUANDO QUEREM

Pra mim tinha que ser assim: o juiz usa quando quiser, mas os dois técnicos tem direito a 3 desafios cada, assim como é no tênis. AÍ A COISA SERIA MUITO DIFERENTE, talvez até veríamos alguns jogadores pararem de fazer finta e passar a jogar bola.

Lucas Carvalho

Mas eu entendo o seu ponto de vista: Sendo o árbitro um ser humano e portanto passível de erro é importante que cada time dê o seu máximo para que alcance um placar o mais favorável possível a fim de dificultar que esses erros os atrapalhem, já que há uma certa porcentagem de sorte (de não ser atrapalhado pela arbitragem, por exemplo) no futebol. Mas... quanto mais se exige de um time, menos se exige de outro, e a isso se dá o nome de INJUSTIÇA.

Ah, desculpa, você na condição de torcedor pode exigir mais de um time do que do outro

Lucas Carvalho

Depender de uma arbitragem sem erros GRAVES mesmo tendo toda a tecnologia para consertá-los é para os fracos? Então tá.

Matheus Gonçalves

O VAR é uma ferramenta, e é extremamente útil.

Mas assim como qualquer ferramenta, pode ser útil ou inútil de acordo com quem a usa e como ela é usada.

Se o juiz se achar soberano sobre o VAR, a ferramenta se torna inútil.

Se os times não puderem pedir o VAR ao menos umas 2 vezes durante o jogo, é como se a única pessoa capaz de contestar o erro, é quem eventualmente cometeu o erro, o que causa um conflito de interesses.

E o áudio dos juízes tem que ser abertos para os meios de comunicação.

O VAR em si, é útil e tem tudo pra tornar o futebol mais correto e mais justo.

Mas ainda não tem solução simples pra quando o humano insiste em seu erro humano.

PS: o árbitro errou, mas a seleção deveria ter ganho esse jogo mesmo com os erros do juiz.

Maurício Castro

Parece que não tem chip na bola, e sim um conjunto de câmeras que verificam se ela passou ou não da linha

Lucas Carvalho

é que parece que pra alguns contar com um jogo justo é pros fracos

Caleb Enyawbruce

Esquecendo o caso do Brasil, na minha opiniao está havendo claramente um problema de falta de critério. Isto é, levando em conta todos os jogos da copa até agora, em alguns lances muito polêmicos o VAR foi ignorado, enquanto em alguns lances óbvios (menos polêmicos)

Gabs

A seleção tentou, mas quando o Neymar ficou sozinho com o goleiro o arbitro não deu vantagem (algo que fez bastante), o Gabriel Jesus foi abraçado por trás e depois derrubado na mesma situação... e não recebemos pênalti...

Victor Hugo Silva

Verdade, Anayran. Já atualizei :)

Anayran Pinheiro

Jogo da França x Austrália foi no sábado, Victor! Corrige lá no texto! =)

Theus