Início » Carro » Uber permite dar gorjeta ao motorista ou entregador através do app

Uber permite dar gorjeta ao motorista ou entregador através do app

Felipe Ventura Por

Por muitos anos, o Uber se recusou a implementar gorjetas para o motorista. "Nunca queremos que o passageiro se sinta obrigado a pagar mais no final de uma viagem", dizia a empresa. Ela mudou de posição após os inúmeros escândalos do ano passado.

As gorjetas foram implementadas há cerca de um ano nos EUA, e estão chegando ao Brasil a partir desta segunda-feira (18).

Inicialmente, isso vai funcionar em Londrina, Maringá, Cuiabá, São José dos Campos, Vitória, Campo Grande e Natal. "Em breve, essa novidade estará disponível para as demais cidades", avisa a empresa.

Funciona assim: depois da viagem, você avalia o motorista e decide se deixa uma gorjeta. Escolha uma opção predefinida (como R$ 1, R$ 3, R$ 5) ou insira outro valor. Isso será descontado do seu meio de pagamento no app: cartão de crédito, débito ou Uber Pré-Pago.

O Uber não cobra taxa de serviço sobre as gorjetas; elas "vão diretamente para o motorista", diz a empresa. Além disso, elas são associadas à viagem — não ao seu nome — para maior privacidade.

Se você der a gorjeta diretamente pelo recibo da viagem, não será necessário avaliar o motorista. E se você dividiu a corrida com outras pessoas, não poderá dividir a gorjeta — ela ficará por conta do usuário que solicitou o carro.

Gorjeta no Uber Eats

Você tem até 30 dias após a viagem para enviar uma gorjeta. Por sua vez, entregadores do Uber Eats podem receber "caixinha" em até sete dias.

Nos EUA, há um limite máximo para a gorjeta: 200% do total da corrida ou US$ 100, o que for menor. A ideia é impedir erros no pagamento: digitar US$ 50 em vez de US$ 5, por exemplo. Se a pessoa quiser, pode usar dinheiro para o caixinha do motorista ou entregador.

Mais sobre: ,

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Bruno
Povo gasta fortunas em balada, iPhone, restaurante caro, segundo País que mais compareceu na copa da Russia(o primeiro obviamente foi a Russia). Brasil tem rico pra caramba, apesar de em % ser bem pouco.Questão de gorjeta é mais cultural, na minha opinião.
Bruno
É questão cultural, não tem nada a ver com poder ser assim ou não. Lá os prestadores de serviços (garçom, bartender e etc) ganham um salário bem baixo e dependem de gorjeta pra complementar, mas não da pra saber porque é assim, é cultural e pronto. Já em muitos países da Europa dar gorjeta não é comum nem esperado, muita gente da mas ninguém vai te olhar torto se não der. No Japão é uma falta de respeito tremenda dar gorjeta.
Alcides
Está é boa , gorjeta os passageiros choram pra pagar quando entra um dinâmico de 1.4 imagina dar gorjetas está uber está de brincadeira.
Trovalds
Não é de nossa cultura e nosso poder aquisitivo não permite na maioria dos casos.
Caleb Enyawbruce
Melhor um pássaro na mão que dois voando. Hoje quase ninguem da nada. Agora com essa funcionalidade certamente um bom número vai passar a dar. Isso é o que importa. O resto é parte da base do capitalismo. Faz parte.
Caleb Enyawbruce
Exato... realidades muito diferentes. PS.: Eu trago marmita de casa, rs!
Douglas B
Aqui não dá pra ser assim pq a maioria das pessoas não tem dinheiro suficiente pra esse luxo, as coisas são caras e a maioria ganha pouco. Povo já senta na mesa chorando quando o almoço dá R$ 20,00 😂😂 eu tô rindo mas hoje meu almoço ficou R$ 23,00.
Jayme Prado
Pode não ser do uber, mas o cartão vai morder, tem a demora pra receber, pode ter certeza que o entregador prefere o dinheiro vivo, aquela notinha de R$ 2 no bolso, na hora, sempre ajuda muito os caras
Islan Oliveira
Deve ser daqueles que primeiro comenta e depois lê ou então só comenta mesmo.
Caleb Enyawbruce
Putz, enfim. Isso facilitara bastante as coisas.
Caleb Enyawbruce
Praticamente sim. Lá a gorjeta é tão cultural que em muitos lugares (como restaurantes) ou situações, não dar gorjeta é algo absurdo.
Caleb Enyawbruce
Esse leu bem a matéria hein...
Rod
Obrigatoriedade?
Jayme Prado
Ou seja, vão pegar a caixinha do entregador e morder uma taxinha.
Gragas
eu sempre pagava a mais para o motorista quando pagava no dinheiro,mas no cartão realmente eu deixava passar,bom saber,ás vezes é bom valorizar a mais o trabalho da pessoa,sorte que aqui no brasil não tem essa "obrigatoriedade" da gorjeta como nos EUA,então é somente se o serviço for bom mesmo.