A fabricante chinesa Vivo vem se destacando no mercado de smartphones por trazer tecnologias novas: ela apresentou recentemente o NEX, um celular sem notch, quase sem bordas, com câmera frontal retrátil e um leitor de digitais na tela. Agora, a empresa revelou uma tecnologia de sensor 3D que promete ser bem melhor que o Face ID, utilizado pela Apple no iPhone X.

O sensor pode ser instalado ao lado da câmera frontal de um smartphone e conta com 300 mil pontos de reconhecimento facial e de objetos, contra 30 mil do iPhone X. Além disso, enquanto o Face ID é projetado especificamente para identificar seu rosto, a tecnologia da chinesa é mais flexível, prometendo mapear objetos a até três metros de distância.

E como isso funciona? Basicamente, o sensor envia milhares de pulsos de luz a um rosto ou objeto e calcula o tempo que eles demoram para retornar ao sensor. Quanto menor o tempo gasto, mais próximo aquele ponto está. Assim, é possível mapear qualquer coisa em três dimensões.

O sensor pode ser utilizado para desbloquear um aparelho por biometria e melhorar a qualidade das selfies — especialmente com recursos que borram o plano de fundo. A Vivo conta ao The Verge que a tecnologia também pode escanear o corpo inteiro de uma pessoa para que ela experimente roupas virtualmente. E, por causa da grande distância de ação, há aplicações em realidade aumentada.

A Vivo não informou quando o sensor equipará algum smartphone da marca, mas diz que não se trata de um mero conceito. Dada a velocidade em que os chineses estão colocando novas tecnologias em produtos comerciais, eu não me surpreenderia em ver isso em breve nas lojas.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

William Alves da Silva

A Apple apenas minificou uma tecnologia que já existia, não vejo inovação nisso, alias Face ID é frescura no rabo, notch também, o dia que colocarem um leitor biométrico sob a tela e a câmera também agente conversa..

Essa camera retratil deve fazer com que o cel nao seja a prova da agua. Pra mim ja seria algo a descartar.

ochateador

Se já funciona bem com 30 mil pontos, aposto que no máximo sobem para 50 mil pontos e otimizam o equipamento.

@Sckillfer

É que ela não é de vender no ocidente, mas já conheço há anos por ela ser dona do (verdadeiro) telefone mais fino do mundo (ao contrário do Moto Z).

MaTSuBa ✔

Acredito em um conjunto bom de Hardware + Software... Esse Vivo ainda não o conheci, e nunca ouvi ninguém conhecido falar sobre...
Mas que lancem bastante novidades de todos os modelos e tipos, sempre com um Hardware + Software brutos! Os beneficiados somos nós!

Swordfish

Quem acompanha o mundo da tecnologia sabe que a Vivo é mais uma "Bel Pesce", lança diversas "novidades" apenas em um smartphone ou em baixíssima escala (ou nem lança), não da pra saber se é funcional.
Vivo = Theranos.
Com relação aos 300k de pontos, apenas marketing, se tivesse 10k de pontos já teríamos uma precisão absurda.

Eduardo Braga

Não duvido que a Apple tenha melhorado o deles também. Se bem que do 5s pro 6 o Touch ID não mudou.

Renné Silva

O importante é que uma empresa siga (imite) o que for de melhor da outra. Sendo bem feito, ou até mesmo superando a anterior, é ainda melhor pra gente. Não interessa se quem criou foi a Apple ou alguma empresa que usa Android. né, não?

Renné Silva

Uau! parabéns ás chinesas. Estão a todo vapor.

Mickão

O que conta é funcionar direito. Quantidade de ponto de reconhecimento é material de marketing pra chamar a atenção de consumidor desavisado (vide megapixel de câmera e RAM de aparelho com software porco).

Carlos Taylor

Eu li como se fosse sarcasmo dele.. rsrs

ωαท∂єrℓєy ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

Aí a apple vem e atualiza seu sensor Face ID para que ele passe a reconhecer 100 mil pontos da face porém faz com que ele REALMENTE FUNCIONE vinte vezes melhor que o sensor da vivo de 300 mil pontos..

Thiago Moraes

Caraca a dona apple está comendo poeira dos chineses rsrsrsrs