Início » Inteligência Artificial » Quem vai ganhar a Copa? Veja as principais previsões

Quem vai ganhar a Copa? Veja as principais previsões

Sistemas de inteligência artificial, simulações e estudos apostam no Brasil como principal ganhador da Copa do Mundo 2018

Por
06/07/2018 às 11h37
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Enquanto as emoções estão à flor da pele para saber quem vai ganhar a Copa do Mundo 2018, reunimos diversas previsões de sistemas de inteligência artificial, simulações e estudos que apontam o vencedor. As projeções, no geral, apontavam para o hexa do Brasil.

O palpite do grupo financeiro Goldman Sachs, por exemplo, apontava a seleção brasileira como campeã da Copa do Mundo de 2014 (e a gente já sabe o que aconteceu). Por isso, vale o lembrete: são apenas projeções, e por maiores que sejam as empresas que fizeram, ou por mais avançados que sejam os sistemas, estão sujeitas à erro.

1. EA Sports (FIFA 18) — França

A EA Sports também faz sua projeção a partir de simulações dentro do FIFA 18. A previsão foi publicada antes da Copa começar e acertou metade dos jogos das quartas de final, incluindo Brasil x Bélgica e Uruguai x França. Eles também estavam certos sobre as duas edições do mundial, Alemanha (2014) e Espanha (2010).

Segundo a projeção atual, o Brasil perderia para a Bélgica de 2 a 0 (o resultado final foi de 2 a 1). Apesar dos acertos no passado, a partida final prevista pela EA já não vai acontecer, que seria entre França x Alemanha porque esta última não foi classificada para às oitavas de final.

2. Itaú — Brasil

Logo antes da Copa do Mundo começar, o Itaú publicou uma projeção que apontava o Brasil como ganhador, seguido de Alemanha em segundo lugar e Argentina em terceiro. Segundo o banco brasileiro, o modelo é construído “usando os resultados observados em cada jogo das edições do mundial que ocorreram de 1994 em diante”, levando em conta a “qualidade atual das equipes, a sua tradição e o apoio da torcida”.

Ainda nas oitavas de final, o Itaú atualizou a projeção removendo a Alemanha, já que a atual campeã não conseguiu a classificação. O banco ainda colocava a Argentina como possível terceiro lugar, mas dessa vez com a Inglaterra em segundo. A projeção também inclui Espanha e Dinamarca nas quartas, classificação que não aconteceu.

Por fim, o palpite do Itaú acertou em prever o jogo da sexta-feira (6), entre Brasil x Bélgica, mas dava 72% das chances de vitória para o Brasil.

3. Goldman Sachs — Brasil

Outra projeção importante é do grupo financeiro Goldman Sachs, outro que aponta o Brasil como vencedor da Copa do Mundo 2018. Vale ressaltar que eles também apostaram no Brasil em 2014 (e a gente lembra muito bem do que aconteceu).

Segundo eles, a França, Brasil, Portugal e Alemanha chegariam às semifinais; as duas últimas seleções já estão fora da Copa. O grupo usou aprendizagem de máquina para fazer a projeção, considerando características individuais de cada jogadores, as características das equipes e os dados de todas as partidas da Copa do Mundo e da Liga dos Campeões UEFA desde 2005.

4. Pesquisadores europeus — Espanha

Um grupo de pesquisadores de universidades da Alemanha e Bélgica criaram uma inteligência artificial que simulou os jogos da Copa do Mundo 2018 mais de 100 mil vezes. Segundo eles, a Espanha é a seleção que tem mais chances de jogar, seguida da Alemanha e, em terceiro, o Brasil.

Eles levaram em conta os rankings da FIFA, da Liga dos Campeões UEFA, a idade dos jogadores e até mesmo a população e o PIB de cada país participante. Segundo os pesquisadores, caso a Alemanha e a Espanha tivessem se enfrentado nas semifinais, a probabilidade da Alemanha ganhar seria maior. As duas seleções já estão fora da Copa.

O estudo foi feito por quatro pesquisadores da Universidade Técnica de Dortmund, da Universidade Técnica de Munique, ambas na Alemanha, e da Universidade de Gante, na Bélgica.

5. Blue Yonder — Brasil

Especializada em inteligência artificial, a empresa alemã Blue Yonder também fez suas previsões. Publicada nesta sexta-feira (6), uma projeção atualizada mostra que a Inglaterra tem probabilidade de 56% de chegar às semifinais e dava 29,8% de chance para o Brasil ainda deve ganhar a Copa.

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Em segundo, vem a França (15,3%), seguida por Rússia (11,5%), Bélgica (10,1%), Inglaterra (9,8%) e Uruguai (8,8%). O algoritmo da empresa analisa toda partida internacional de futebol jogada desde 1872 (são 38 mil jogos) e coleta os dados de cada equipe participante da Copa do Mundo 2018 para fazer simulações.

6.  Opta — Brasil

A Opta, uma empresa especializada em dados esportivos, prevê que o Brasil vai ganhar a Copa do Mundo, com 14,2% de chance desde o início do mundial. Eles explicam ao TechRadar que não levam em conta dados individuais dos jogadores, apenas o desempenho da equipe como um todo.

7. Google — partida a partida

Nós já mostramos que você pode acompanhar jogos da Copa do Mundo no Google e no Android, e o buscador também tem suas previsões de quem pode alcançar a final da Copa. No entanto, não há uma projeção certa de quem ganha, apenas a probabilidade para cada partida. Para o jogo da sexta-feira (6), por exemplo, o buscador dava45% para uma vitória do Brasil e apenas 27% de chance para a Bélgica.

Mais sobre: