Início » Telecomunicações » Cuba lança pacotes de internet móvel para cidadãos

Cuba lança pacotes de internet móvel para cidadãos

Mesmo com Cuba lançando 3G, penetração de internet no celular não deverá ser muito alta

Paulo Higa Por

A penetração de internet em Cuba é pequena: apenas 38,8% dos cidadãos acessam a rede e, mesmo assim, muitos apps de mensagens e redes sociais são bloqueados. Isso pode mudar no futuro: Cuba lançou, finalmente, pacotes de internet móvel. A conexão que Cuba lançar será oferecida pela ETECSA, operadora estatal que detém o monopólio do setor.

Cuba lançou serviços de internet no passado, mas eles sempre foram bastante restritos. Em 2013, por exemplo, Cuba lançou internet por Wi-Fi para a população, mas apenas em certos locais — somente profissionais como jornalistas, médicos e advogados podiam ter um roteador em casa, depois de pedirem uma autorização ao governo. E, antes disso, só era possível se conectar em hotéis, que recebem estrangeiros.

Agora, até cubanos poderão acessar a internet: o plano é que Cuba lance a conexão móvel para todos os seus 5 milhões de usuários de telefonia móvel até o final do ano — quase a metade dos 11,5 milhões de habitantes da ilha. Em um documento interno, segundo a Reuters, o governo informou que a meta era conectar metade dos domicílios cubanos e 60% dos celulares até 2020.

Mesmo assim, não dá para esperar que a penetração aumente de forma significativa. Enquanto algumas operadoras se preparam para o 5G, a internet que Cuba lançar será apenas 3G. E o acesso deverá ser caro demais para boa parte da população: hoje, os hotspots Wi-Fi cobram o equivalente a US$ 1 por hora, enquanto o salário médio mensal é de US$ 30. Para as empresas, a operadora estatal vende pacotes de 4 GB por US$ 45.

( ͡° ͜ʖ ͡°)

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Caio The Brain

É só clicar no sinal de menos à direita e seguir lendo...

É o que eu faço.

ricms

Foda-se

SR 71 Pássaro Preto

A verdade dói né, cara?.

André G

Teve até a piada do "até Cubanos".
Leia de trás pra frente.

André G

Até cubanos.
Leia de trás pra frente.

Marcos Guilherme

Leiam o livro "Como estragar comentários". por linuxuser5000

Ramsés Oliveira
Ramsés Oliveira

Quando Cuba lança o mundo penetra numa dimensão muito mais avançada.

Daniel

Kkkkkkk blz. Melhor concordar pra não ler mais besteira

Marcvs Antonivs

Me desculpa mas vc citar exame pra mim, que pertence a uma editora que publica veja, que agora assumiu sua relação obscena com alckimin...não rola, me desculpa.

Marcvs Antonivs

Não viaja "amigo". Os cubanos não fogem de lá pro "capitalismo". Não fogem pro Haiti, ou pra República Dominicana, ou pro Brasil, ou pro México...eles fogem mesmo é pros EUA. Entendedores entenderão.

paulo yan

Socialismo é uma beleza, né não?!

Bruno Casado

agora sim da pra morar lá ne?

linuxuser5000

Dizer que: "alguns dos países com melhor IDH são socialistas (ou para usar um termo mais atual, social-democratas)", é a amostra clara de que não sabe o que é socialismo, social democracia e nem a diferença entre os dois.
A social democracia é um sistema insustentável, ele só vai funcionar durante um determinado período de tempo porque vai precisar de cada vez mais recursos para conseguir se manter, e a social democracia é um luxo que só pode ser aplicado por paises ricos, e nem um país ficou rico aplicando a social democracia, eles enriqueceram primeiro e só depois aplicaram a social democracia, o caso da Suécia e Dinamarca mostram que mesmo adotando ela depois de já serem países ricos é necessário uma grande liberdade econômica para evitar um colapso do sistema mais rapidamente, mesmo assim adotar um estado de bem estar social é uma receita para o fracasso, se o país o adotar quando já for rico e tiver uma grande liberdade econômica pode durar bastante tempo mas o preço vai ser cobrado em crescimento econômico e renda per capita, países pobre não podem aplicar a social democracia porque se aplicarem o preço disso vai ser cobrado muito mais rápido.

linuxuser5000

Dizer que: "países com melhor Idh são socialista" e "para usar um termo mais atual, social-democratas", é a amostra clara de que não sabe o que é socialismo, social democracia e nem a diferença entre os dois.
O Brasil e a Suécia são dois exemplos de países que aplicam a social democracia, a diferença entre os dois é que a social democracia é um luxo que só pode ser aplicado por paises ricos, e nem um país ficou rico aplicando a social-democracia, eles enriqueceram primeiro e só depois aplicaram a social democracia, e mesmo assim adotar um estado de bem estar social é uma receita para o fracasso, se o país a adotar quando já for rico pode durar bastante tempo mas o preço vai ser cobrado em crescimento econômico e renda per capita, países pobre não podem aplicar a social democracia porque se aplicarem o preço disso vai ser cobrado muito mais rápido, como no caso do Brasil.
A social democracia Europeia e sua política de bem estar social é INSUSTENTÁVEL , um trabalhador comum da União Europeia trabalha em média metade do ano apenas para manter o seu governo e os impostos sobem cada vez mais, a facilidade de empreender e menor do que as das principais economias do mundo e a burocracia é gigantesca, até mesmo as economias mais ricas da União Europeia ficam atrás das economias líderes em liberdade econômica, os impostos afetam seriamente o crescimento de pequenas e médias empresas, e a dívida da União Europeia chega a 90% do PIB , o preço da grande regulação e de altos impostos sobre investimentos e empregos é evidente, a União Europeia tem uma taxa de desemprego que é quase o dobro da de outros países desenvolvidos, pessoas e empresas não são caixas eletrônicos o dinheiro sempre acaba e está acabando, o bem estar social europeu está cada vez mais próximo do fim.
O caso da Suécia e Dinamarca mostram que não a social democracia sem uma grande liberdade econômica, e mesmo assim adotar um estado de bem estar social é uma receita para o fracasso, se o país a adotar quando já for rico pode durar bastante tempo mas o preço vai ser cobrado em crescimento econômico e renda per capita.

Exibir mais comentários