Início » Negócios » Google recebe multa recorde da União Europeia em caso antitruste do Android

Google recebe multa recorde da União Europeia em caso antitruste do Android

A Comissão Europeia condenou o Google ao pagamento de 4,3 bilhões de euros

Victor Hugo Silva Por

Uma violação das leis antitruste europeias fez o Google ser multado em 4,3 bilhões de euros (cerca de R$ 19,2 bilhões). A Comissão Europeia entendeu que a empresa aproveitou a liderança do Android para forçar fabricantes a incluírem sua busca e o Chrome nos celulares em troca de uma licença da Play Store.

Em alguns casos, fabricantes e operadoras eram pagas para instalarem somente a busca do Google nos aparelhos. Essa prática, no entanto, foi interrompida em 2014 após a Comissão Europeia começar a investigar a situação. O órgão também condenou a prática da empresa de proibir o uso de versões modificadas do Android sem a sua aprovação.

Foto por Drew Tarvin/Flickr

“O Google usou o Android como veículo para consolidar o domínio de seu mecanismo de busca”, disse a comissária europeia para concorrência, Margrethe Vestager.

“As práticas negaram aos rivais a chance de inovar e competir nos méritos. Elas negaram aos consumidores europeus os benefícios da concorrência efetiva na importante esfera de dispositivos móveis. Isso é ilegal sob a regra antitruste da União Europeia”, continuou.

A conduta deverá ser encerrada em até 90 dias. Caso contrário, as multas extras poderão chegar a 5% do faturamento diário de sua empresa-mãe Alphabet.

A condenação marca um novo recorde no valor das multas da Comissão Europeia a uma empresa de tecnologia. Até então, a maior pena havia sido imposta ao próprio Google em 2017, quando a empresa foi responsabilizada pela manipulação de resultados de buscas e recebeu uma multa de US$ 2,4 bilhões.

A investigação sobre o Android começou em 2013 com uma ação conjunta de empresas como Microsoft, Nokia e Oracle. Elas alegavam que o Google adotava uma prática abusiva por meio do sistema. O ex-CEO da Microsoft, Steve Ballmer, chegou a classificar a empresa como um “monopólio”.

Depois da decisão da Comissão Europeia, o Google utilizou seu blog para adiantar que pretende recorrer da decisão. O texto assinado pelo CEO Sundar Pichai argumenta que o sistema está presente em mais de 24 mil dispositivos e que os usuários têm a liberdade de instalarem seus apps preferidos.

“A decisão da Comissão sobre o Android ignora a nova gama de opções e evidências claras sobre como as pessoas usam seus telefones hoje”, disse o executivo. Ele também afirmou que “as fabricantes não precisam incluir nossos serviços e estão livres para pré-instalar aplicativos concorrentes”.

Segundo Pichai, a conclusão dos reguladores europeus “rejeita o modelo de negócios do Android, que criou mais opções para todos, não menos”.

Com informações: The Verge, Venture BeatGoogle.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Juninho

eu penso que até certos apps do google que vem de fábrica exceto google play service e play store deveria ser excluídos assim queira o usuário

Baidu feat MC Brinquedo

Usuário comum, aquela Tia que manda corrente no Zip zap, nem sabe o que é um Card. Infelizmente esse público é a maioria, então continua sendo apenas um "Google diferente".

Ismael Pini Gonzales

Não achei a decisão muito coerente...
Pois é muito fácil trocar os aplicativos embarcados pelo dos concorrentes (diferentemente do que acontecia com o Windows e o Internet Explorer). Seria um problema se o Google banisse os concorrentes da loja.
E se a Amazon quer um ter um sistema competitivo que deixe de modificar o Android e gaste tempo e dinheiro desenvolvendo seu próprio SO...

SUPREMA AUTORIDADE MÁXIMA

Imagina que legal levar uma multa dessa e ainda ter que pagar uns 2b por ano pra Microsoft só pra poder usar o sistema. AHAHAHAHAHAHAH aguardando os analistas. TIC TAC, TIC TAC ;)

Drax

Aqui no xiaomi eu encontrei só a opção "desinstalar atualizações".
Realmente o app está ocupando menos espaço, mas os ícones não sumiram.

Thiago Meira Ribeiro

Vai lá Google, cobre pelo o sistema Android... E mande sem nenhum APP... Preços dos celulares vão subir ainda mais... Processo idiota, movido por políticos... Não importa o continente essa classe sempre caga.....

Thiago

Exceto que eles obrigam as fabricantes a instalarem todos os apps da Google, caso elas decidam usar o play services. Olha o caso da Amazon com o FireOS por exemplo, por não usarem o play services eles não são permitidos de usarem nenhum outro aplicativo.

E o Google tbm proibe qualquer fabricante que use seu bundle de apps de produzir um celular com FireOs.

Thiago

Exceto que eles obrigam as fabricantes a instalarem todos os apps da Google, caso elas decidam usar o play services. Olha o caso da Amazon com o FireOS por exemplo, por não usarem o play services eles não são permitidos de usarem nenhum outro aplicativo.

E o Google tbm proibe qualquer fabricante que use seu bundle de apps de produzir um celular com FireOs.

Rod

App do sistema não fica na partição de dados do usuário. Com ou sem, não vai mudar o espaço em disco disponível pra você vc.

Eduardo Trindadde

https://uploads.disquscdn.c...

Só desativar o app que ele ficará pesando 16KB. Sem drama!

Drax

Gmail, Chrome, drive, fotos, duo, hangouts, play filme, música e jogos

Eduardo Trindadde

Sério? Porque o Google tem vários card, clima, esporte, show, artistas, séries, filmes e cartaz e no Bing e aquela busca crua.

Eduardo Trindadde

Qual app você não consegue desinstalar?

Gertrudes, a Lhama

Faz sentido

Thiago

Um argumento que ouvi foi de que como a Apple cria o prório hardware ela não pode ser considerada culpada.

Exibir mais comentários