Tecnoblog

Samsung, Motorola e LG são as empresas que mais vendem smartphones no Brasil

O trio formado por Samsung, Motorola e LG continua na liderança do mercado brasileiro de smartphones. Um relatório divulgado nesta quinta-feira (19) pela Counterpoint Research mostra que as vendas de aparelhos cresceram no Brasil no primeiro trimestre de 2018 e que os celulares de entrada, de até US$ 199, respondem por 80% das unidades comercializadas.

Em relação ao primeiro trimestre de 2017, as vendas de smartphones subiram 2,3% e tanto a Samsung quanto a Motorola cresceram: dois em cada três celulares vendidos no Brasil estampam uma das marcas. Já a LG, que perdeu a vice-liderança no pais em 2015, continua em uma situação pouco agradável: a fatia de mercado caiu de 13% para 11,4%.

Este é o ranking das empresas que mais venderam smartphones no primeiro trimestre de 2018 (entre parênteses, a fatia de mercado no mesmo período de 2017):

  1. Samsung: 45,6% (anteriormente 44,2%)
  2. Motorola: 19,8% (anteriormente 16,8%)
  3. LG: 11,4% (anteriormente 13%)
  4. Apple: 5,7% (anteriormente 5,8%)
  5. Positivo: 1,9% (anteriormente 1,4%)
  6. O resto: 15,6% (anteriormente 18,8%)

Entre as cinco, a Positivo foi a empresa que mais avançou no mercado de smartphones, com um crescimento anual de 33%. A Apple, que manteve a quarta posição, “perdeu mercado depois que decidiu parar de produzir no Brasil”, segundo a Counterpoint Research.

A consultoria diz que o mercado brasileiro é consolidado devido às fortes barreiras para a entrada de uma empresa, mas que o cenário pode mudar quando a Huawei voltar ao país, entre agosto e setembro. A fabricante, que conquistou a vice-liderança no mundo, fechou uma parceria com a Positivo para importar, distribuir, vender e prestar suporte técnico aos aparelhos da marca chinesa.

Independente do ranking de marcas, quem domina no Brasil são os aparelhos básicos: a faixa de US$ 100 (R$ 380) a US$ 199 (R$ 760) representou 49% do mercado, seguida pelos produtos de até US$ 99 (R$ 380), com 31%. Esses segmentos são representados pelos Samsung Galaxy J e Motorola Moto C. A faixa acima de US$ 500 (R$ 1.900), única em que a Samsung não é líder, representa apenas 5% das unidades vendidas.

A popularidade dos aparelhos mais simples no Brasil fez muito bem para a MediaTek: 38% dos smartphones vendidos no país são equipados com um processador da marca. O ranking de chips móveis é seguido por Samsung Exynos (2ª), Qualcomm Snapdragon (3ª), Spreadtrum (4º) e Apple (5º).