Início » Celular » WhatsApp Beta para Android começa a identificar links suspeitos

WhatsApp Beta para Android começa a identificar links suspeitos

Em breve, você receberá um alerta quando receber um link estranho no WhatsApp

Victor Hugo Silva Por

O WhatsApp tem trabalhado em um novo recurso capaz de avisar quando há links suspeitos enviados em uma conversa. A funcionalidade está sendo testada ao menos desde o início do mês, mas ainda não havia sido liberada nem mesmo para usuários beta.

Agora, segundo o WABetaInfo, quem participa do programa de testes do WhatsApp poderá contar com a proteção extra. Sempre que alguém enviar um link suspeito – que tenta se passar por outro, por exemplo – o aplicativo mostrará uma etiqueta vermelha.

Link de exemplo usa um caractere semelhante ao "i" para enganar usuários do WhatsApp

Caso tente abri-lo, você verá uma nova janela explicando o motivo para ele ter sido considerado suspeito. O mensageiro exibirá um link com mais informações sobre o recurso, e dará a opção de retornar para a conversa ou abrir o link mesmo assim.

A análise sobre a segurança do link é feita localmente, já que o WhatsApp utiliza a criptografia de ponta a ponta e não pode ler o conteúdo das mensagens.

O novo recurso já está diponível para quem possui a versão beta 2.18.221 instalada no Android. Caso seu WhatsApp já esteja nessa edição e você ainda não recebeu alertas sobre links suspeitos, ele poderá levar mais um tempo para ser liberado em seu dispositivo.

De acordo com o WABetaInfo, uma alternativa é fazer o backup das conversas e reinstalar o WhatsApp. Com isso, o aplicativo terá as configurações mais recentes do servidor, incluindo a verificação de links. A funcionalidade deverá chegar em breve para os demais usuários de Android, além de iOS e Windows Phone.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

David Rodrigues

Não, o link suspeito acima parece escrever "info", quando na verdade o "i" é outro caractere. Se reparar, vai ver que ele sequer possui o "ponto". A análise será feita com base no uso de caracteres não comuns do latin.

E quanto a criptografia de ponta-a-ponta, não seria um problema enviar alguns links específicos para análise online e retornar a informação se o link é suspeito ou não. A criptografia só ajuda no meio do caminho, mas se um dos lados quiser enviar a informação a um terceiro, nada impede.

Arthur Medeiros

Acho massa essa galera que não lê a matéria completa e corre pros comentários.

Wellington Gabriel de Borba

O engraçado é que semana passada um desconhecido me mandou um msg cheia de códigos esquisitos, a mensagem toda hora se repetia, não conseguia deletar, mesmo tendo bloqueado o cara, e uma solicitação de envio do código do WhatsApp toda hora por SMS. Só resolveu quando resetei o WhatsApp. Mas não achei em lugar algum informação sobre esse treco. Achei bem descuidado do WhatsApp. Basta alguém mandar uma mensagem com um código malicioso pra vc ser infectado com algo, nem precisa clicar em link.

Lucas Santos

Acho que vai ser simplesmente um arquivo com "links negros" que será atualizado de acordo, sem precisar passar pelo servidor.

Elcobos

"A análise sobre a segurança do link é feita localmente"

Carlos Alves

E a criptografia de ponta a ponta?

lucas.lop

Windows Quem???