Tecnoblog

Mi A2 e Mi A2 Lite são os novos Android One da Xiaomi

Xiaomi Mi A2 e Xiaomi Mi A2 Lite trazem especificações intermediárias, Android praticamente puro e preços acessíveis (lá fora)

A Xiaomi escolheu esta terça-feira (24) para anunciar, na Espanha, o Mi A2 e o Mi A2 Lite. Os dois modelos chegam para atualizar as opções da marca que fazem parte do Android One, programa do Google criado para melhorar a experiência oferecida pela plataforma em smartphones mais acessíveis.

Mas não estamos falando de uma novidade em todos os sentidos. Assim como o Mi A1 é baseado no Mi 5X comercializado na China, o Mi A2 tem como base o Mi 6X que a Xiaomi anunciou em abril.

Essencialmente, a única diferença entre ambos é que o Mi A2 traz, como requisito do programa Android One, o Android 8.1 Oreo puro (com previsão de atualização para o Android P), sem a interface MIUI. O hardware é praticamente o mesmo, portanto:

O Xiaomi Mi A2 não tem conexão para fones de ouvido, slot para microSD e NFC.

Xiaomi Mi A2 Lite

O Mi A2 é um intermediário com configurações bastante interessantes, mas isso é refletido nos preços. Não que ele seja caro, mas o Android One também contempla opções mais simples e, consequentemente, mais acessíveis. Para esse segmento, a Xiaomi preparou o Mi A2 Lite. O modelo tem as seguintes especificações:

Considerando as especificações, o Xiaomi Mi A2 deve atrair usuários que buscam mais desempenho e câmeras melhoradas. Mas, além dos preços mais baixos, o Mi A2 Lite deve ter como grande vantagem a autonomia: a combinação do Snapdragon 625 com a bateria de 4.000 mAh sugere que o smartphone pode ficar mais tempo longe da tomada.

Preços e disponibilidade

Os preços sugeridos pela Xiaomi são os seguintes:

As vendas dos dois modelos estão previstas para agosto, começando pela Espanha e chegando a outros 40 mercados, progressivamente. O Brasil, obviamente, não estará entre eles.