Início » Jogos » O próximo Xbox deve focar em streaming de games

O próximo Xbox deve focar em streaming de games

André Fogaça Por

O streaming realmente é a forma mais cômoda de consumir conteúdo, seja ele em música ou filmes e séries. A Microsoft pode pegar carona neste tipo de distribuição para criar seu próximo Xbox, entregando o game por demanda e aos poucos.

Não é nada surpreendente falar que a Microsoft já trabalha no projeto do que será o próximo Xbox. Os rumores mais quentes apontam para um lançamento em 2020, mas com possibilidade de que a geração seguinte do Xbox One X seja dividida em dois produtos, com um deles focado apenas em streaming.

Uma das vantagens de rodar o jogo da nuvem é que o hardware local, onde o jogador está, não precisa ser extremamente potente e isso permite até que o console não fique cada vez mais atrás das capacidades de um PC gamer (quando seus componentes são atualizados). Existem apenas duas exigências para uma boa experiência em jogos: baixa latência e conexão rápida do lado de quem joga.

A latência é algo que a Sony ainda sofre com o PlayStation Now, serviço que entrega títulos via streaming para o PS4. Diferente de um vídeo ou música, não há como armazenar buffer do conteúdo logo para frente, o que exige que a resposta do comando efetuado seja o mais próximo possível do tempo real – e com servidores próximos do jogador.

Para resolver parte deste problema, a Microsoft estaria disposta a dividir o processamento do jogo: parte fica na nuvem e outra parte é feita localmente.

O objetivo da empresa é de fazer com que a jogatina aconteça no console focado neste recurso, em seu irmão (que poderá rodar localmente ou na nuvem), em um PC ou até mesmo em um smartphone ou tablet. Desta forma, a Microsoft conseguiria um serviço de assinatura, que é mais lucrativo do que ter apenas uma fatia do que rende cada video game e jogo vendidos.

Vale lembrar que tudo isso é puro rumor e que eu, como gamer, pouco acredito em um lançamento de console já em 2020. O Xbox One X foi lançado no fim de 2017, chegou ao Brasil pouco tempo depois e um console em 2020 tornaria este obsoleto com apenas três anos de vida.

Com informações: The Verge e Thurrott.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

André G

Cara, EUA é um país gigante, maior que o Brasil. Existem estados bem desenvolvidos e estados menos desenvolvidos. Nos EUA também tem deserto, onde tem poucas cidades e que não recebem uma boa infraestrutura de Telecom.
Pense financeiramente, não vale a pena levar uma Internet rápida para uma cidade isolada e com poucos habitantes. Por isso algumas cidades do interior, que são mais isoladas, não tem uma boa Internet.
Alaska que é um dos estados americanos também tem problema com Internet, principalmente pq é muito cara.
E a propósito, internet nos EUA geralmente tem franquia.

­­­­­­­­­­­­­­­

Fico até imaginando a velocidade da internet no interior dos EUA, certeza deve ser acima de 100 mega, agora no Brasil, o negócio é muito mais complicado, com gente usando internet de 5 mega kkkkk nunca um serviço desses vai funcionar direito no Brasil.

Renato Damasceno

Torço com todas as forças para que este modelo de streaming seja um belo e enorme FRACASSO!!!

João

Continua sendo um aparelho novo. Eu concordava com isso na época do PS3/Xbox 360 slim, mas agora eles também aumentam o poder dos consoles, praticamente lançando uma nova geração entre gerações.

Caleb Enyawbruce

Versoes melhoradas nao contam no ciclo de vida de um console. Nunca contaram.

Caleb Enyawbruce

Inacreditavel... Quem diria

Matheus Viana

Descartável? Não! Todos que compraram o XoneX sabiam que era um modelo mid-gen focado em oferecer a melhor experiência atual em 4K e eles estão recebendo oque compraram. O lançamento do Xone X não impede o lançamento da próxima geração em 2019/20, já que estaremos entrando no 7° ano dessa geração.

Gabriel Cruz

Já existem servidores Azure no Brasil.

João

Então vc quer dizer q o Xonex foi um produto descartável? Interessante.

Marcos Sousa

Antecipado?! Quem me dera... sofro com isso hoje. Na minha região tem a Oi com uns pacotes de merda. Nem dá pra culpar a localidade.

johndoe1981

Fico só imaginando streaming de jogos quando as operadoras impuserem franquias nos planos de banda larga.

🧙‍♂️ Mago Erudito® ᴾᴿᴱᴹᴵᵁᴹ

Mas vai fazer streaming de quais games???

Caleb Enyawbruce

Tudo que a MS tem feito é pra isso. São todos investimentos com retorno de medio e longo prazos: a compra de 4 estúdios e o lançamento de um novo (totalizando 5 novos), que devem aumentar a médio e longo prazos a lista de exclusivos; a promoção da divisao de games a divisão independente, e com isso ha aumento do budget - que deve significar mais investimentos; o lançamento do Game Pass, que deve impulsionar suas vendas também a médio e longo prazos. Além disso a MS dispõe da melhor infraestrutura online, tanto para a Live em si, quanto para o futuro serviço de streaming de jogos: o Azure (a nuvem da MS, que possui servidores espalhados por todos os continentes - incluindo Brasil - e certamente vai facilitar seu trabalho com o serviço de streaming de jogos). Então não se pode negar que querendo virar o jogo os caras estão. Vamos ver se todas essas ações e as que forem tomadas futuramente surtirão o efeito esperado na prática.

Caleb Enyawbruce

Ótima matéria.
Só um detalhe: acho que o último paragrafo nao era necessário. Todos que compraram o Xbox One X sabiam que é apenas uma versão melhorada do Xbox One, e que obviamente não iria influenciar no lifecycle do console.

avinicius

Sim, seria uma pessima notícia para o Terceiro Mundo.

Exibir mais comentários