Início » Computador » Apple libera correção para falha que reduz desempenho de MacBooks Pro esquentadinhos

Apple libera correção para falha que reduz desempenho de MacBooks Pro esquentadinhos

Bug de software fazia MacBook Pro de 2018 com Core i9 ficar mais lento que modelo de 2017 com Core i7

Paulo Higa Por
1 ano atrás

A Apple confirmou nesta terça-feira (24) que os novos MacBooks Pro sofrem com o acionamento do thermal throttling, que reduz a frequência do processador de maneira forçada em caso de superaquecimento. O problema impactava especialmente o modelo com Core i9, que chegava a apresentar desempenho inferior ao Core i7 do ano passado. Segundo a Apple, trata-se de uma falha de software.

A empresa não divulgou muitos detalhes sobre o problema, se limitando a dizer que uma “chave digital ausente no firmware” do novo MacBook Pro afetava o sistema de gerenciamento térmico e reduzia a frequência dos processadores ao executar tarefas pesadas.

MacBook Pro de 2018

Para consertar a falha, a Apple está liberando uma atualização suplementar do macOS High Sierra 10.13.6. Embora o problema seja notado principalmente no MacBook Pro com o Core i9 de seis núcleos, a empresa recomenda que todos os proprietários instalem a correção, tanto nas versões de 13 quanto de 15 polegadas, com qualquer chip da Intel. A performance não é impactada em gerações anteriores.

Em comunicado ao The Verge, a Apple diz que não notou o bug de software antes porque o thermal throttling era acionado somente “sob cargas de trabalho bastante específicas e muito intensas”. A empresa mantém a afirmação de que o novo MacBook Pro de 15 polegadas é até 70% mais rápido que o antecessor, enquanto o de 13 polegadas chega a apresentar o dobro de desempenho.

MacBook Pro de 2018

Esta não é a única polêmica do MacBook Pro de 2018. O notebook chegou com um novo teclado que promete ser mais silencioso, sem fazer referência à falha que permite que detritos se acumulem embaixo das teclas. Embora um documento interno diga o contrário, a Apple não admite publicamente que mudou o teclado para consertar o problema. Ela está sendo processada por donos de MacBooks com o teclado antigo e lançou um programa para reparar gratuitamente máquinas fora da garantia.

Mais sobre: ,