Início » Carro » Uber volta a testar carros autônomos com humanos no controle

Uber volta a testar carros autônomos com humanos no controle

Por enquanto, os veículos do Uber voltarão às ruas de Pittsburgh somente no modo manual

Por
1 ano atrás

Cerca de quatro meses após o acidente fatal causado por um de seus carros autônomos, o Uber decidiu retomar os testes dos veículos. Eles voltarão a circular nas vias públicas de Pittsburgh, na Pensilvânia, mas desta vez, estarão sob o controle de humanos a todo momento.

Em comunicado divulgado nesta terça-feira (25), o Uber disse que o objetivo é identificar mais situações que o sistema poderá presenciar quando estiver ativado. Esses cenários serão recriados em um mundo virtual e servirão para realizar testes em pistas fechadas.

Uber

O retorno dos veículos às ruas também servirá para manter a precisão de seus mapas, que serão atualizados para aumentar a segurança do sistema autônomo.

Para evitar novos acidentes, o Uber fez algumas mudanças no processo. Os motoristas receberam um treinamento específico de direção segura e passaram a ser chamados de “especialistas de missão”. Em vez de ficarem sozinhos no veículo, eles terão a companhia de outro funcionário no banco do passageiro.

Quem estiver atrás do volante será responsável por manter o veículo em segurança. Seu assistente se concentrará em eventos estranhos na via.

A empresa também modificou as telas presentes nos carros para evitar que os motoristas se distraiam, e adotou um sistema voltado para detectar casos de desatenção. Se ele identificar comportamentos inadequados, um alerta sonoro é disparado no veículo e um supervisor é notificado.

Além disso, o sistema de prevenção de colisões dos carros passa a ficar ativado durante os testes. Com isso, o freio de emergência pode entrar em ação em casos de mudanças bruscas à frente do veículo e enviar alertas de risco aos motoristas.

“Embora estejamos ansiosos para retomar os testes do nosso sistema autônomo, vemos a direção manual como um primeiro passo importante para testar essas garantias”, disse Eric Meyhofer, chefe da divisão de tecnologias avançadas Uber ATG.

Segundo ele, a companhia espera reiniciar os testes dos veículos no modo autônomo nos próximos meses. Aparentemente, o objetivo da etapa atual é retomar a confiança após o acidente ocorrido em Tempe, no Arizona.

Na ocasião, uma pedestre de 49 anos morreu atropelada após tentar atravessar uma rodovia fora da faixa de pedestres. O carro identificou que algo estava na via, mas não acionou o freio de emergência, e a motorista estava distraída em seu celular.

Com informações: Uber, Business Insider.

Mais sobre: