Tecnoblog

LG tem prejuízo de US$ 172 milhões com smartphones

A LG publicou nesta quinta-feira (26) seu relatório financeiro do segundo trimestre de 2018 e os resultados ficaram dentro do que a empresa vem apresentando nos últimos anos: as vendas de eletrodomésticos andam bem, o lucro do negócio de TVs subiu 44% em comparação com o mesmo período de 2017, mas os smartphones continuam puxando os números para baixo.

Mesmo o lançamento dos topos de linha G7 ThinQ e V35 ThinQ não foi suficiente para reverter os resultados. Entre abril e junho, a divisão de dispositivos móveis da LG teve prejuízo de US$ 172 milhões. Isso é menos do que as perdas trimestrais entre US$ 200 e 400 milhões de 2017, como nota o Engadget, mas já faz cinco trimestres que os coreanos não conseguem fechar no azul com a venda de celulares.

Segundo a LG, a queda no faturamento com dispositivos móveis ocorreu “devido à estagnação do mercado de smartphones e diminuição nas vendas de aparelhos intermediários e básicos na América do Norte e América Latina”. Um relatório da Counterpoint Research mostrou que a LG teve redução na participação de mercado de smartphones no Brasil para 11,4% no primeiro trimestre de 2018.

Além disso, a empresa diz que o prejuízo também foi fruto do “aumento nos gastos em marketing para sustentar o novo produto flagship”. Esse cenário não deve mudar no próximo trimestre, uma vez que “a competição no mercado de smartphones premium deve se intensificar devido à estagnação na demanda de aparelhos e aos concorrentes lançando novos produtos”. Samsung, Apple e Huawei devem anunciar novos aparelhos high-end no período.

Se os celulares dão prejuízo para a LG, as outras divisões vão bem. O lucro com TVs foi de US$ 363 milhões, 44% mais que no segundo trimestre de 2017, graças às fortes vendas de modelos mais caros, como os OLEDs. Já o negócio de home appliance (refrigeradores, ares-condicionados e máquinas de lavar) teve lucro de US$ 408 milhões. A LG Electronics como um todo fechou no azul, com US$ 688 milhões a mais.