Início » Celular » Huawei pode lançar smartphone dobrável antes da Samsung

Huawei pode lançar smartphone dobrável antes da Samsung

Por
1 ano atrás

A Huawei, que já é a terceira maior fabricante de smartphones do mundo, pode passar a Samsung quando o assunto é ter o primeiro celular dobrável e ela está muito perto de conseguir isso.

De acordo com a imprensa asiática, fontes próximas da maior fabricante da China afirmam que este suposto smartphone será equipado com tela OLED fabricada pela BOE Technology Group, que é concorrente chinesa da LG e Samsung em telas. A fabricante de telas é a maior do mundo para displays de TVs e, hoje, recebe subsídio do governo chinês.

Assim como acontece em praticamente qualquer “primeiro do mundo”, a fonte afirma que a quantidade inicial de unidades produzidas será pequena, limitada em 20 ou 30 mil smartphones fabricados. O objetivo não será vender muito, mas sim mostrar a capacidade tecnológica da Huawei e, com isso, ganhar holofotes e atenção de compradores ao redor do mundo.

A marca de telas também pode surfar na onda de ter feito o primeiro OLED dobrável em um produto lançado no mundo, mostrando assim para outros possíveis clientes que eles também são bons produtores destas telas – Apple, por exemplo, pode ficar de olho e diminuir ainda mais a dependência da Samsung em seus iPhones.

Alguns analistas ainda divergem com a data de lançamento deste smartphone dobrável, mas a maioria deles afirma que ocorrerá já a partir do ano que vem. Pouco tempo antes de outro rumor, que aponta o lançamento de um smartphone Galaxy, da Samsung, que será dobrável e chegará ao mercado também em 2019.

Richard Yu, CEO da Huawei

Richard Yu, CEO da Huawei

Um dos grandes desafios para a fabricação de aparelhos dobráveis fica na espessura do dispositivo e na durabilidade de tantas dobradas, já que o OLED permite ser dobrado justamente por sua natureza de iluminação de cada pixel de forma individual. Rumores mais quentes garantem que o modelo que a Samsung está desenvolvendo é capaz de ser dobrado mais de 20 mil vezes e que ele terá espessura semelhante ao que o iPhone 8 Plus tem.

Eu ainda sou cético, imaginando que depois de um ou dois anos de abre e fecha da parte dobrável, a tela pode ficar com marcas – como ficam livros, roupas e tantas outras coisas. E vocês? Acreditam em um smartphone dobrável para 2019?

Com informações: The VergeNikkei.

Mais sobre: ,