O Neon, que já teve parte das atividades encerradas pelo Banco Central e voltou a operar com o nome de Neon Pagamentos, lançou uma espécie de serviço de fidelidade para quem movimenta mais dinheiro na fintech. Com nome de Neon+, a instituição financeira eliminará taxas de emissão de boletos e TEDs de quem faz mais do que 10 compras com o cartão.

Até então, o primeiro boleto emitido e a primeira transferência bancária do mês não são taxados – cada boleto custa R$ 2,90 e as transferências são taxadas em R$ 3,50. A partir de hoje (31), uma modalidade chamada Neon+ será adicionada e poderá ser habilitada pelos clientes que fazem, no mínimo, 10 compras com o cartão físico ou virtual.

As transações computadas devem ser feitas em estabelecimentos nacionais ou no exterior, e a gratuidade de mensalidade e anuidade do cartão continuam valendo como já acontece desde a inauguração do Neon, em 2016.

Durante o mês de agosto, o Neon+ poderá ser habilitado por qualquer cliente (independente da quantidade de compras que faz), como uma espécie de teste público. Já em setembro começa a valer a regra de uso e a fintech garante que não cobrará por qualquer boleto ou transferência bancária, sem mencionar qualquer quantidade – é, literalmente, uma quantidade infinita.

A habilitação da modalidade acontece direto no app e estará disponível a partir de hoje, em uma onda de atualizações do lado do servidor do Neon – desde que o app seja o mais atual da App Store ou Play Store.

Mesmo dentro do programa de fidelidade, outras tarifas ainda continuam em vigor, como R$ 6,90 após o primeiro saque na rede Banco24Horas e R$ 4,00 por compra internacional – além do IOF.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Julio Bessa

Concordo!

Julio Bessa

"O Neon, que já teve parte das atividades encerradas pelo Banco Central e voltou a operar com o nome de Neon Pagamentos". Não foi isso: a Neon Pagamentos sempre existiu. Quem entrou em liquidação foi o Banco Pottencial, parceiro liquidante da Neon Pagamentos que "emprestou" o nome da Neon na época para facilitar a vida do povo. O que a Neon Pagamentos fez foi sair do Banco Neon (Pottencial) e assinar com o Banco Votorantim. A fintech em si é independente de banco.

Ívaldo

Mais para crédito mesmo

Ívaldo

Não tem cartão de crédito , e outra o pessoal só abre conta em banco físico esses bancos digitais são mais para credcré mesmo , mais muito bom isso tudo ...

Bruno Timbó

agora, tem os dois

Diogo

Tá errado aí, compra internacional e 4%+IOF e não 4 Reais + IOF.

Arthur Medeiros

Uso o Neon desde sempre e gosto bastante. Achei muito bom programa e já tou participando. O que mais me incomodava era a limitação de TEDs (usava outro banco pra transferências) e depósito por boleto. Saques eu nunca usei no banco, então achei uma boa sacada não abrangê-lo, já que a ideia dos bancos digitais é justamente desencorajar o uso do dinheiro físico.
Agora não tenho mais o que reclamar do Neon, ele agora atende perfeitamente todas as minhas necessidades e o app é, na minha opinião, o melhor de todos. É rápido, organiza os gastos em categorias automaticamente e possui um visual bem bonito. Ah, e o atendimento deles é um show!

Felipe Silva

O neon é só debito ou tem crédito também?

Yuri Silva

Um banco digital não tem muitas escolhas. . . A ideia das 10 compras é justamente "evitar" os saques incentivando o uso do débito.

Wellington Gabriel de Borba

Além de cobrar caro pra usar o Banco 24 horas, tem um outro problema, a rede da TecBan não está espalhada. Vai tentar fazer saque em um rincão do Brasil? Esquece, inclusive em cidades turísticas importantíssimas do Brasil é bem fácil não encontrar um terminal sequer e demanda tem, e muita.