Início » Negócios » iPhone X e serviços garantem faturamento recorde de US$ 53,3 bilhões para a Apple

iPhone X e serviços garantem faturamento recorde de US$ 53,3 bilhões para a Apple

Apple pode se tornar a primeira empresa com valor de mercado de US$ 1 trilhão nesta quarta-feira (1º)

Paulo Higa Por
1 ano atrás

A Apple divulgou nesta terça-feira (31) os relatórios financeiros do terceiro trimestre fiscal, equivalente ao período entre abril e junho, que mostram um faturamento recorde de US$ 53,3 bilhões — o maior que a empresa já teve nesta época do ano. A receita, que subiu 17%, foi impulsionada principalmente pelas boas vendas do iPhone X e pelo crescimento de seus serviços, como o Apple Music.

Os analistas de mercado estimavam um preço médio de venda de US$ 693 para os iPhones, mas o valor chegou a US$ 724. Foram 41,3 milhões de celulares vendidos, gerando uma receita de US$ 29,9 bilhões. É um aumento de 20% em relação ao mesmo período do ano passado — e importante para um trimestre complicado, em que as vendas de iPhones caem com a espera dos consumidores pelo novo modelo.

As vendas de iPads e Macs seguiram a tendência de queda. Os iPads ficaram quase estáveis em volume, com 11,6 milhões de unidades (+1%), mas o faturamento caiu 5%, para US$ 4,7 bilhões, após a empresa lançar uma versão mais acessível. Já a venda de Macs despencou 13%, para 3,7 milhões de unidades, com receita de US$ 5,3 bilhões (-5%). Os novos MacBooks Pro, lançados em julho, não entram na conta.

Um crescimento notável foi na área de serviços, que faturou US$ 9,5 bilhões (+31%), representando quase a soma das vendas de todos os iPads e Macs. A Apple diz que o Apple Music já atingiu 50 milhões de assinantes, tornando-se o serviço de streaming de música mais popular da América do Norte, ultrapassando seu maior concorrente (que Tim Cook não citou nominalmente, mas sabemos que é o Spotify).

Com os bons resultados, que geraram lucro de US$ 11,5 bilhões, as ações da Apple também subiram na bolsa de valores Nasdaq, encostando em US$ 970 bilhões em valor de mercado. Se a cotação alcançar US$ 207,05, o que pode acontecer ainda nesta quarta-feira (1º), a Apple se tornará a primeira empresa com valor de mercado de US$ 1 trilhão.

Com informações: Billboard, Business Insider, The Verge.