O Spotify tem acesso a tudo que o usuário faz com o aplicativo, mas o que pode te surpreender é que há uma lista enorme do que foi feito em cada instalação do serviço, e que tudo isso está armazenado nos servidores do mais popular aplicativo de músicas via streaming – neste exato momento.

Você deve ter ficado animado depois de saber que dá pra usar músicas como despertador no Android, ou então que cartões de débito podem ser utilizados para assinar o serviço de streaming no Brasil. O que pode não te deixar tão animado é saber que o Spotify guarda absolutamente toda interação que você faz com o serviço.

Dados coletados pelo Spotify

De acordo com um tuíte de Peter Steinberger, desenvolvedor, fundador e CEO do aplicativo PDF Viewer, é possível solicitar a lista de dados armazenados nos servidores do Spotify. Segundo ele, depois de receber apenas alguns dados e xingar muito no twitter reclamar via e-mail, um download com 250 MB de dados foi entregue.

Tudo estava lá, desde o tamanho da janela utilizada no navegador do computador, IP que acessou o serviço (e que, com base nesta informação, pode ter uma ideia de qual local do mundo o app foi aberto), quando que a conexão falhou, publicidade que não abriu direito, em qual música uma playlist foi interrompida e até mesmo a marca do fone de ouvido sem fios que foi utilizado para escutar as canções.

O envio dos dados armazenados em servidores é uma das obrigações que estão no GDPR, que significa Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados – na Europa. Ter todas as informações armazenadas pode ajudar na melhoria do serviço prestado, mas é assustador que até mesmo a marca do fone de ouvido utilizado é armazenada.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Wellington Gabriel de Borba

Não tá adiantando, mesmo na melhor conexão de internet de uns tempos para cá o app só fica constando como off line, a única coisa a se fazer é limpar o cache do aplicativo. Coisa chata!

Afrânio Gabriel da Silva

Obrigado, já solicitei os dados.

Fernando Debacker

Mas que matéria tosca. Fogaça, é normal que empresas guardem essas informações pra uso de melhorias de experiência ou até publicidade direcionada. Toda empresa de software que se preze faz isso. Desde quando é problema guardar local, IP... Se não tá disposto a isso, basta cancelar a internet.

[Spetto]

Off-topic: Pessoal, qual um bom site para alugar séries e filmes lançamentos que NÃO seja o Google Play e o iTunes?

Marcos Soares Santos

por via das duvidas, troquei a senha de tudo que pude e dessincronizei o facebook.

X-Tudãoᴳᴼᵀ

Já vi várias pessoas reclamando desse bug que do nada o Spotify começa a tocar músicas nada haver com nossos gostos.

thiagones80

David, eu levei sim e faz sentido. Spotify não é um serviço anônimo de músicas, você tem um login, senha, dados de pagamento, limite de dispositivos.... etc.
E a única forma do Spotify entregar as informações ao usuário que solicitou é armazenando e atrelando ao próprio usuário.

E o Spotify não vendeu as informações para um terceiro... que alias são informações inúteis de telemetria do app, o único interessado nisso seria talvez um concorrente ou usando muito a imaginação as gravadoras.

Carlos Eduardo Sá

Sobre a qualidade do áudio - mesmo em 320kbps, os agudos eram abafados e os graves eram "estranhos" - o Spotify finalmente melhorou ao ponto de se equiparar ao Deezer, que há anos oferece a opção HQ. Essa diferença gerava grande reclamação dos usuários. O problema agora é o cache gigante nos smartphones. Tenho um Asus com 64GB de armazenamento e todo fim de semana preciso "limpar" o app e frequentemente não é menos do que 8GB.

Danilo

"...as é assustador que até mesmo a marca do fone de ouvido utilizado é armazenada."

Sério que você acha isso assustador? Tem coisas bem piores que programas guardam e ter essa paranoia toda com dados de telemetria não me parece saudável.

Ian Santos

Também! As recomendações deles funcionam incrivelmente bem pra mim, e a facilidade que eu consigo fazer as coisas é muitas vezes melhor que antigamente graças a essa coleta de dados. Claro que ainda tem coisas pra melhorar ou mudanças que não foram tão bem vindas como o menu de

Ian Santos

Eu sempre fui bem atendido no suporte, se você comparar o serviço de antes e de agora você vai ver que houveram muitas melhorias pontuais, a questão dele apagar músicas sozinho no meu caso foi simplesmente problema do meu celular, como falta de memória, eu sofri com isso antigamente mas desde que troquei de aparelho nunca mais aconteceu, pode ser o seu caso também.

David Marquardt

Há uma diferença entre armazenar uma informação atrelada ao usuário e anonimamente. Você não leva isso em consideração.

thiagones80

Bingo!

Se 90% da base investe em fones caros ENTÃO qualidade faz muita diferença para "nossos assinantes" e existem muitas ações possiveis para melhor a experiência (e o contrário tbm é verdadeiro). Ou notar se a maioria conecta o BT do carro, local que pode sofrer maior variação de sinal então o app precisa ter mais cache.

Telemetria de aplicação é o que torna a aplicação melhor. Isso não tem absolutamente nada haver com privacidade e venda dos dados para terceiros.

thiagones80

Caras mas isso é a telemetria do aplicativo. Ter isso não é nenhum problema... pelo contrário, é o que faz o Spotify entender o próprio serviço e oferecer as indicações corretas, saber o que você não gosta e como as pessoas se comportam no aplicativo e como o aplicativo se comporta em diversas conexões e equipamentos diferentes.

Além disso: assustador saber a marca do fone? O que isso pode ter de errado???
Faz todo sentido para um serviço de música compreender como seus usuários escutam as músicas.

E a matéria não cita, mas se o Spotify não vende essa informação qual o problema exatamente?

Marcos Soares Santos

fui em Ver Conta > Configurações de Privacidade e solicitei os dados.

Exibir mais comentários