Início » Mobile Software » Parte do código do Snapchat para iOS vazou no GitHub

Parte do código do Snapchat para iOS vazou no GitHub

Atualização no iOS expôs "pequena quantidade" do código-fonte do Snapchat

Por
07/08/2018 às 12h09
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

O Snapchat vem sofrendo para conquistar e manter usuários, especialmente depois que o Facebook copiou seus principais recursos em aplicativos como Instagram e WhatsApp. Desta vez, a Snap Inc sofreu mais um revés: parte do código de seu app para iOS vazou no GitHub.

Um pedido de remoção de conteúdo no GitHub — descoberto pelo TorrentFreak — diz que o código-fonte do Snapchat “foi vazado e um usuário o colocou nesse repositório”. Os apps da rede social não são open-source.

Foto por AdamPrzezdziek/Flickr

O GitHub desativou o acesso ao repositório, chamado “Source-SnapChat”, na última sexta-feira (3). Ele ficou no ar por algumas horas, e armazenava código do aplicativo para iOS.

“Uma atualização no iOS em maio expôs uma pequena quantidade de nosso código-fonte; conseguimos identificar o erro e corrigi-lo imediatamente”, disse um porta-voz da Snap ao Motherboard. “Isso não comprometeu nosso aplicativo e não teve impacto em nossa comunidade.”

“Decidimos lançar o código-fonte”

O repositório pertencia ao usuário “i5xx”. Ele está presente no Twitter como @i5aaaald e, segundo a Newsweek, fez várias referências ao código do Snapchat nos últimos meses — há imagens disso neste tweet de maio.

E, em 4 de agosto, @i5aaaald tuitou: “tentamos nos comunicar com vocês [Snapchat], mas não tivemos sucesso. Por isso, decidimos lançar o código-fonte. Eu vou postar isso de novo até você responder :)”.

Um pesquisador de segurança diz à Newsweek que, como o aplicativo do Snapchat foi publicado com o código-fonte, @i5aaaald poderia navegar pelos arquivos usando um iPhone com jailbreak.

Segundo ele, nem todo o app foi vazado, “considerando o volume baixo — 21 mil linhas para um total de 2 MB de arquivos descompactados”.

No entanto, é certo que o código veio mesmo do Snapchat: seus cabeçalhos têm alguns autores que trabalham para a empresa segundo seus perfis do LinkedIn, diz o pesquisador.

Além disso, o pedido foi assinado por um funcionário da Snap Inc, cujo nome não foi revelado. A remoção foi solicitada dentro do DMCA (Digital Millennium Copyright Act), principal lei de direitos autorais nos EUA.

Com informações: Newsweek, TorrentFreak. Atualizado em 08/08.

Mais sobre: ,