Início » Celular » Não, a Oppo não está vindo oficialmente ao Brasil

Não, a Oppo não está vindo oficialmente ao Brasil

Fabricante chinesa supostamente teria loja oficial no Paraguai e futura distribuição no mercado brasileiro.

Por
1 ano atrás

A chinesa Oppo, uma das cinco maiores fabricantes de smartphones do mundo, poderia ser mais uma asiática a desembarcar no Brasil, logo depois da Huawei, que firmou uma parceria com a Positivo. Informações dão conta de que a Oppo estaria preparando sua entrada oficial no país, começando com uma loja no Paraguai e depois ampliando sua distribuição para o mercado brasileiro. No entanto, a empresa nega.

A notícia da vinda da Oppo começou a circular com uma publicação do TudoCelular, de 23 de julho. Segundo o texto, o Oppo Find X, com câmera retrátil e tela sem notch, “é uma das certezas de disponibilidade para os paraguaios e brasileiros”. A operação seria comandada por meio de “uma loja oficial em Ciudad del Este”, que também funcionaria como “sede oficial da Oppo na América Latina”, de acordo com o veículo.

Uma matéria semelhante foi publicada pela Istoé Dinheiro em 10 de agosto, justificando a localização da loja no Paraguai como “estratégica para atrair consumidores brasileiros, que não terão de pagar as altas taxas de importação de produtos chineses, enquanto a Oppo aguarda a homologação dos aparelhos com a Agência Nacional de Telecomunicações”.

Dois nomes são citados como representantes da Oppo na América Latina. O TudoCelular aponta Salém Mata como “presidente da empresa para a região”, acrescentando que “a ideia da empresa é fazer a distribuição dos aparelhos para o mercado nacional”. Já a Istoé Dinheiro afirma que Cesar Borba será o “responsável pela operação da Oppo no país” e considera o Paraguai como “teste de mercado para o público brasileiro”.

Oppo nega vinda ao Brasil

Em comunicado enviado à imprensa nesta quinta-feira (16), a Oppo nega que esteja vindo ao Brasil ou à América Latina, e informa que os supostos representantes não falam em nome da companhia. “Até o momento, a Oppo China não autorizou nenhuma organização ou pessoa a comercializar seus telefones na América Latina nem nomeou qualquer pessoa como sua representante na região”, diz a nota oficial.

A empresa alerta que “celulares Oppo China vendidos por canais não oficiais não receberão suporte da empresa, não serão atualizados e não terão direito ao serviço de atendimento ao consumidor”, acrescentando que esse tipo de atividade é “bastante prejudicial aos consumidores da América Latina”.

Ainda segundo a Oppo, “os distribuidores locais devem ficar atentos ao tipo de suporte oferecido por esses revendedores não oficiais, já que eles serão os únicos responsáveis por eventuais perdas ou danos materiais causados aos consumidores”.

Oppo R17: leitor de digitas na tela

Convite para inauguração de “loja oficial”

O Tecnoblog recebeu um convite para o “lançamento oficial da marca no Paraguai e abertura de sua loja oficial”, que é ilustrado com a marca da Oppo, o smartphone Find X e os detalhes do evento, marcado para a noite de 22 de agosto, em um restaurante em Ciudad del Este.

Entramos em contato com a empresa supostamente responsável pela vinda da Oppo à América Latina, mas não obtivemos resposta até a última atualização deste texto.

Se fosse confirmado, este seria o retorno da operação da Oppo no continente americano como fabricante de celulares. Atualmente, a empresa informa em seu site que vende apenas na Ásia, na Rússia e em alguns países da África e Oriente Médio. Na China, a Oppo já chegou a alcançar a liderança nas vendas de smartphones, mas foi ultrapassada por Huawei e Xiaomi.

A (não) autorização da Oppo Dubai

Oppo R17

Após a publicação desta notícia, uma nova matéria do TudoCelular foi ao ar, dizendo que o veículo “nadou contra a maré do século 21 e, antes de publicar qualquer nova informação, foi atrás de respostas”. Cesar Borba, indicado como o CEO da operação latina, declarou ao site que o lançamento teria “respaldo da Oppo Dubai, que é a filial responsável pelas operações ocidentais da companhia”. Segundo ele, uma “falha de comunicação com a China” causou a confusão.

O Tecnoblog procurou a Oppo, que declarou em nota que a filial de Dubai não tem autorização para abrir novos mercados. “Confirmamos com nosso representante em Dubai que eles nunca autorizaram qualquer organização ou indivíduos no Brasil ou no Paraguai a iniciar a operação ou fazer negócios na América Latina”, diz a Oppo em comunicado.

O evento de lançamento no Paraguai foi cancelado. A empresa responsável enviou nota à imprensa afirmando que prestará esclarecimentos em breve e que as razões para a desistência foram “as matérias recentemente divulgadas pela imprensa e mídia social onde foi colocada em dúvida o nosso relacionamento comercial de parceria para com a empresa Oppo”.

Atualizado em 17 de agosto às 16h15 para incluir o caso Oppo Dubai.

Mais sobre: , ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.