Início » Celular » Oppo Dubai também nega vinda oficial ao Brasil

Oppo Dubai também nega vinda oficial ao Brasil

Filial da Oppo que teria dado respaldo para a operação na América Latina diz que não autorizou nenhum representante na região

Por
1 ano atrás

A história do lançamento da Oppo na América Latina teve um desenrolar. Após a empresa chinesa desmentir que estaria preparando sua operação na região, um dos supostos responsáveis pela vinda da marca disse ter possivelmente havido uma falha de comunicação entre a Oppo China e a Oppo Dubai: a filial é quem teria dado o respaldo para a abertura do negócio no Paraguai. No entanto, ela também nega o caso.

Uma nova matéria do TudoCelular foi ao ar na quinta-feira (16), em resposta ao comunicado oficial da Oppo. O texto diz que o site “nadou contra a maré do século 21 e, antes de publicar qualquer nova informação, foi atrás de respostas. Entramos em contato com o grupo que, desde o primeiro encontro que teve com a gente, garantiu ser representante da Oppo na América Latina”.

Cesar Borba, indicado como o CEO da operação latina, disse ao veículo que o lançamento teria “respaldo da Oppo Dubai, que é a filial responsável pelas operações ocidentais da companhia”. Segundo ele, uma “falha de comunicação com a China” causou a confusão.

Trata-se de uma situação atípica, uma vez que uma expansão de mercado é um fato relevante para uma companhia: exige investimentos em pessoal, logística, pós-venda e certas formalidades, como a homologação dos produtos nas agências reguladoras (no caso, a Anatel), o que também é um gasto adicional. Por isso, a hipótese de que a filial não tivesse alinhado a comunicação com a sede era pouco provável.

O Tecnoblog procurou a Oppo, que declarou em nota que a filial de Dubai não tem autorização para abrir novos mercados. “Confirmamos com nosso representante em Dubai que eles nunca autorizaram qualquer organização ou indivíduos no Brasil ou no Paraguai a iniciar a operação ou fazer negócios na América Latina”, diz a Oppo em comunicado.

O evento de lançamento no Paraguai foi cancelado. A empresa responsável enviou nota à imprensa afirmando que prestará esclarecimentos em breve e que as razões para a desistência foram “as matérias recentemente divulgadas pela imprensa e mídia social onde foi colocada em dúvida o nosso relacionamento comercial de parceria para com a empresa Oppo”.

Mais sobre: ,