Início » Legislação » Samsung, LG, Philips e Toshiba formaram cartel para aumentar preço de TVs

Samsung, LG, Philips e Toshiba formaram cartel para aumentar preço de TVs

Fabricantes de TV analógica fixaram preços e dividiram mercados durante 13 anos; Toshiba foi multada em R$ 4,9 milhões

Felipe Ventura Por

Um cartel internacional operou entre 1995 e 2007 para aumentar o preço de TVs analógicas em todo o mundo, inclusive no Brasil. A Toshiba foi condenada nesta quarta-feira (22) pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica); enquanto Samsung, LG e Philips fizeram acordos de leniência.

As fabricantes confessaram que trocavam informações sigilosas para fixar preços e dividir mercados, evitando concorrência em determinados países. Elas também diminuíam a produção de tubos catódicos para deixar mais caros os monitores e TVs “de tubo” (CDTs e CPTs, respectivamente).

Foto por Matthew Paul Argall/Flickr

O Cade decidiu, por unanimidade, condenar as empresas Toshiba Corporation e MT Picture Display (Matsushita Toshiba) por formação de cartel. Elas terão que pagar multa de R$ 4,9 milhões.

A investigação começou em 2008, quando a Samsung confessou participar do cartel de TVs CRT, mostrando provas de como isso era feito no Brasil. Ela fez acordo de leniência com o Cade (semelhante a uma delação premiada), e assinou um Termo de Compromisso de Cessação (TCC) prometendo não adotar mais essas práticas.

LG, Philips, Technicolor, Chunghwa e LP Displays (ex-subsidiária da LG e Philips) também assinaram um termo prometendo não atuar mais em cartéis. Elas não serão punidas porque, segundo o Cade, cumpriram esse acordo de forma total.

“As condutas afetaram a concorrência no mercado de tubos para imagem colorida e causaram prejuízos no Brasil. Foram lesadas as empresas que adquiriram, via importação, os produtos das representadas, e os consumidores brasileiros que compraram televisores e computadores fabricados com essa tecnologia”, segundo o Cade.

O processo contra as fabricantes de TV menciona e-mails e reuniões realizadas no Brasil, além de menções claras a clientes brasileiros. O cartel também foi investigado em outros lugares do mundo, incluindo EUA, União Europeia, Japão e Coreia do Sul.

Com informações: Cade, TeleSíntese.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

RABUGENTO SFQNS

Depois de ler diversos comentários por aqui, chega-se à conclusão que a indústria da Construção Civil quer espremer os seres humanos nos minúsculos habitáculos que está produzindo. :(

Anubis

Amigo do rato 🐀.

Marcelo Martins

Com toda essa multa, certeza que não fazer mais.

Alexandre Barbosa Europeo

Não me sinto espantado com essa informação.
Isso foi só uma reunião de poderosos para o bem comum deles.
Acho até normal.
Esse foi só um caso,imagino os que andam por aí sem serem vistos.

Rodrigo Souza

Já tinha percebido isso há um tempo. E mais, retiraram todas as melhores opções com melhor custo / benefício. E mais ainda. Comercializam aqui equipamentos inferiores aos que vendem lá fora. Eles não lançam os topo de linha por aqui. Também reduzem as opções. Se uma linha possui 10 aparelhos, eles comercializam no máximo 3 ou 4 aqui. O complicado é que em diversos mercados individuais eles vendem bem menos que aqui devido a maior presença de outras marcas. Ainda assim, tratam o consumidor brasileiro como inferior, mesmo nós entregando um lucro maior por diversos fatores. E ao contrário do que dá a entender na notícia, pelas minhas pesquisas, isso não se deu apenas nos modelos CRT. Os modelos mais avançados ainda estão participando desse cartel e falta de respeito.

Rodrigo Souza

Também estou com o mesmo problema seu. Meu monitor Samsung de 2011 está apresentando um problema e não estou achando nem peça pra conserto, nem uma opção no mesmo nível de qualidade e recursos. O meu é o T24A550... Full HD, TV digital, som integrado, 2 HDMI e um USB... O que mais tem no mercado é monitor HDMI que sequer tem som embutido. Agora só TV acima de 40 polegadas têm resolução full HD e os monitores fullHD não tem mais TV. Alguns monitores fullHD, acreditem se quiser, não tem sequer HDMI. Vou ter de usar o coitado até pifar de vez...

Rodrigo Souza

Infelizmente, essa TV não é full HD como o HenryS precisa... Esse modelo é apenas HD.

johndoe1981

Que "punição" mais fajuta, ridículo. Até grandes empresas se aproveitam da impunidade no País.

Orange Power

Já tem o Black, é parceiro nosso.

Caleb Enyawbruce

Isso! Ou dentro da gaveta...

Alberto

Belo acordo de leniência, confessar que fez algo errado e não ser punido.

Daniel

Agora, advinha de onde vai sair o dinheiro pra pagar essa multinha!!!
Sim, o preço das TVs vão subir pra pagar a multa e pronto... Depois disso, baixar o preço pra quê?

Gustavo

eita pega agora tem Orange, Blue, Green, Red kkkkkkkkk só falta o Black Power

Don Ramón

Duas observações:
1 - a Sony tem um cartel à parte;
2 - por essas e outras prefiro a Panasonic.

Andre2110

Todas empresas estrangeiras privadas nos roubando!!

Exibir mais comentários