A Microsoft adaptou o Windows 10 para rodar em processadores ARM, especialmente no Qualcomm Snapdragon 835 e 850. Eles consomem menos energia e custam menos, combinação que seria ideal para o Surface Go. Em vez disso, o tablet de US$ 399 tem um Intel Pentium Gold.

Segundo Paul Thurrott, jornalista especializado em Microsoft, a empresa queria usar um processador ARM no Surface Go. Então, a Intel “insistiu fortemente para a Microsoft” usar o Pentium Gold em vez de chips concorrentes, e conseguiu o que queria.

O objetivo do Surface Go era atingir um preço inicial baixo, começando em US$ 399. Ele também precisava ser leve e silencioso. Para tanto, seria necessário usar um processador ARM, ou o Pentium Gold — que não exige ventoinha e é relativamente barato.

Esta pode ter sido uma boa decisão. O Windows 10 on ARM roda programas x86 tradicionais, mas o desempenho não impressiona. (O suporte a programas em 64 bits está chegando.) Ele não suporta drivers x86, e tem outras limitações.

Chip Qualcomm Snapdragon

Qualcomm promete mais desempenho

A Qualcomm vem se esforçando para entregar mais desempenho. O Snapdragon 850, pensado para o Windows 10, é 30% mais rápido em relação ao antecessor (Snapdragon 835). Ele chegará ao mercado no final do ano.

E o Snapdragon 1000, previsto para o ano que vem, deve usar a arquitetura Cortex-A76. Ela foi reprojetada do zero para entregar desempenho “em nível de laptop”, segundo a ARM. A empresa promete ultrapassar a performance da linha Intel Core até 2020.

Pode ser que a Microsoft decida dar uma chance para a Qualcomm no ano que vem. Ou não: a Intel já ameaçou processar as duas empresas por quebra de patentes, devido à emulação de código x86 em processadores ARM.

Com informações: Neowin.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Caleb Enyawbruce

ahhh ta

Paul

Isso não funciona no mundo real. O desempenho é meh(emulação e tals), seria muito risco apostar nele usando a marca Surface. Eles evitaram um problemão ficando com o x86 nativo.

Vitor Mikaelson

O desempenho nativo o Snapdragon 835 tem numero parecido em single-core, mas em multi-core, sai na frente.

Paul

Não como o Snapdragon 835. O Pentium entrega desempenho similar ao MacBook de 12, por exemplo.

Felipe Silva

Agora tem emulação de x86, já ajuda muito.

Vitor Mikaelson

Acontece que Pentium Gold também é meia boca.

Felipe Teodoro

A intel devia simplesmente fazer processadores ARM, ela tem dinheiro e engenheiros para fazer isso, só não faz por idiotice.

Johnnie

Tablet Windows com ARM? Já vi essa história antes: https://tecnoblog.net/15913...

ばか

Finalmente a intel fazendo algo de bom, livrou os consumidores de uma bomba de processador.

Deibson Oliveira

Rlx o "ano do Linux" ainda está por vir.

Felipe Liʍa

baixaram o preco pra ficar dentro dos "399" prometidos pela MS

Gabriel Brito

Colocar snapdragon num PC levaria a Microsoft para a nova geração dos PCs. Pena que outro interesses sempres falam mais alto .

Caleb Enyawbruce

A pergunta é: o que seria esse "ato de insistir" na prática? Ajoelhar e implorar, ou algo mais efetivo como PAGAR?

gomes86

Essa Intel me parece estar pegando um mal caminho. Chinelear concorrência é algo que não pega bem nos dias de hoje, ainda mais quando se é líder no mercado.
Não se esqueça da Microsoft no final dos anos 90, Intel.

Trovalds

Nessa a turma do pinguim poderia ter um apelo forte já que o Kernel tem suas versões ARM, o que deixaria a Intel de fora e de quebra poderia emplacar o Linux nos tablets e notebooks com Snapdragon. MAS os "donos" da bola não estão muito aí pro linux no desktop, quem dirá investir tempo e esforço em conjunto com a Qualcomm.

Exibir mais comentários